PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Experiências: economizando as moedinhas
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Experiências: economizando as moedinhas

Experiências: economizando as moedinhas

06/02/2014
  380   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Criar um cofrinho ajuda as crianças a terem mais consciência e controle do dinheiro

cofrinho

Você já deve ter visto aquela moedinha dando bandeja sobre a mesa da cozinha e mal perde a oportunidade para pedi-la aos pais para comprar alguma coisa, né? Hoje, para estrear o nosso Cantinho do Aprendizado, daremos dicas importantes para todas as crianças começarem um cofrinho. Afinal, começo de ano, muitas moedinhas de troco, e um brinquedo que pode ser comprado por meio das economias.

Todos prontos?

1. Primeiro e óbvio: peça para os pais te levarem para comprar um cofrinho. Mas não vale ser aqueles que têm aberturas que permitem a retirada do dinheiro. Afinal, assim perde a graça economizar, sendo que há meios para tirar uma graninha de vez em quando, né?;

2. Converse com os pais sobre ganhar uma mesada. Se não for possível, combine com eles para que você possa receber as moedinhas do troco. Pouco a pouco, você verá como o cofrinho ficará pesado;

3. Peça aos pais para lhe ajudar no processo criativo de anotar os gastos. Se você não tem nenhum objetivo de compra, tudo bem, apenas crie o hábito de anotar o quanto foi retirado. Assim, há controle da entrada e saída das moedinhas (ou das notas);

4. Depois de ter bolado o plano de economizar, foque naquilo que deseja muito. Na hora que sentir vontade de pegar algum dinheiro, converse com os pais antes. Com certeza, eles farão você mudar de ideia ou até concordarão se o que você quer é muito importante;

5. Bateu aquele desespero por algo que o dinheiro do cofrinho não cobre? Peça um empréstimo para os pais. Na hora de prometer que vai devolver, devolva, pois eles confiam em você! Sem contar que você mostrará responsabilidade pelo próprio dinheiro;

Para os pais: é importante impulsionar a educação financeira desde a infância, independente da idade. Explique o que é o dinheiro para os filhos e para que fins ele serve. Seja totalmente realista. A partir do momento em que a criança toma gosto em economizar, ela terá mais consciência, o que ajudará a inibir a arte difícil de dizer “não”.

Economizar ensina não só a dar valor para cada moedinha no cofrinho, mas também dá independência aos pequenos. Aposte nessa ideia!

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade