11 2155-9358
Logo Pensi
Institucional Blog Pesquisas CEP FJLES Cursos
Data inicial
Estágio Hospitais Boletins Releases Parcerias
Ícone Data Final
Busca rápida
Busca avançada
Institucional Voluntariado Parcerias Releases Boletins
Data inicial
Núcleos Cursos Estágios Hospitais Blog
Ícone Data final
Busca rápida
Busca avançada
desenvolvimento-bebe

 

O auto-controle é uma das funções mais importantes a serem desenvolvidas, já que não nascemos com essa habilidade. As crianças devem desenvolvê-lo para que possam ter capacidade de seguir regras e entender limites, algo que para todos os humanos é fundamental para vivermos em sociedade. Essa função é a competência de lidar com os fortes sentimentos e ser capaz de evitar fazer algo que muitas vezes desejamos, mas que não nos é permitido. O desenvolvimento do auto-controle inicia-se no nascimento e continua por toda a nossa vida.  As crianças pequenas aprendem-no através das interações com os colegas e a condução de seus pais e outros adultos amorosos.

Ele é relacionado à capacidade de lidar com frustrações, já que resistir aos impulsos, postergar ações e prazeres leva à insatisfação e ao desconforto, frustração, raiva, que necessitam ser apaziguados. Logo para o auto-controle é necessário acalmar-se. Bebês já possuem habilidades de se auto-acalmar, o que é o início do auto-controle, já nos primeiros meses de vida. Por exemplo, muitos nenéns aprendem a se tranquilizar chupando o dedo ou uma chupeta quando tem que lidar com a espera enquanto sua mãe se prepara para alimentá-lo. Um outro exemplo:

 

Um bebê de 9 meses agarra o controle remoto da televisão. Está feliz porque fica apertando os botões quando sua mãe gentilmente tira de suas mãos e guarda na estante. Ela diz: “O controle não é um brinquedo, querido. Mas que tal isso no lugar?”. Dá a ele um brinquedo com botões para apertar e abrir portinhas. Esse bebê está aprendendo sobre auto-controle porque tem que aceitar um divertimento substituto para explorar com suas mãos!

 

Essas são formas de ensinar que existem momentos em que o prazer pode ser postergado ou substituído e assim mostrar que não há necessidade de tristeza, de desespero. É importante ter sempre em mente que regras não funcionam com bebês. Eles não entendem, não tem capacidade de lembrá-las e não conseguem parar de tocar e explorar o ambiente, muitas vezes. Logo, cabe ao adulto certificar-se de que estão a salvo quando brincam e dar-lhes opções para que fiquem tranqüilos.

 

Mas o que fazer para ajudar os bebês a desenvolver auto-controle? Aí vão algumas dicas:

 

Ajudá-los a aprender como se acalmar! Nenéns têm diferentes formas de se aliviar. Alguns dependem de muito contato, como ser embalados e abraçados, enquanto outros gostam de ser embrulhados em mantas ou deixados quietos por um tempo. Muitos se tranqüilizam com canções, enquanto outros chupam alguma coisa ou mesmo o dedo. Tentando diferentes formas de ajudar os pequenos a ficar tranqüilos, incentivando-os nessa busca, estamos ajudando-os a aprender como se acalmar por si próprios.

 

Busque formas de você se acalmar! Ouvir os choros dos filhos pode ser muito estressante e frustrante. Pode fazer com que se sinta preocupado e até mesmo impotente quando deseja que o bebê sinta-se melhor mas não consegue descobrir como. Quando sentir-se assim o melhor é colocar seu filho em um lugar seguro (como o berço), respirar um pouco, acalmar-se. Quanto mais tranqüilo(a) estiver, mais sereno seu filho ficará.

 

Ensine a eles o que podem fazer, não só o que não conseguem. Por exemplo, se seu bebê de 10 meses estiver jogando seu carrinho de brinquedo pela casa, gentilmente pegue-o de sua mão e dê a ele uma bola. Ao longo do tempo, experiências como essa ajudam-no a aprender o certo e o errado. Mas, lembre-se, com 10 meses, nenéns não são capazes de memorizar regras, portanto ele pode novamente repetir o que fez errado.

 

Lembre-se, você não estraga o bebê cuidando dele. Se estiver chorando, muitas vezes é porque necessita de você para abraçá-lo, acalmá-lo. Bebês precisam de amor e conforto. Isso ajuda-o a crescer para ser uma criança segura e confiante. Pode-se também ensinar que ele pode contar com você, o que o faz sentir-se seguro e protegido.

 

Portanto, frustrações e limites são fundamentais para o desenvolvimento do auto-controle, pois ensinam que nem tudo é permitido, mas acalmar-se é condição essencial para que isso ocorra, o que deve ser estimulado desde o nascimento.


Fonte: http://www.zerotothree.org/child-development/social-emotional-development/self-control-birth-12-months.html

assinatura_leticia

Instituto Pensi
O Instituto Pensi é o braço de ensino, pesquisa e projetos sociais da Fundação José Luiz Egydio Setúbal enquanto o Hospital Infantil Sabará é seu braço de assistência médica.

Postagens Relacionadas