PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
E viva as sonecas das mamães!
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
E viva as sonecas das mamães!

E viva as sonecas das mamães!

13/01/2012
  460   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Ìóâè 43 ñìîòðåòü îíëàéí â õîðîøåì êà÷åñòâå

Dormir tranquila, enquanto seus filhos fazem bagunça, não tem preço!

Com quatro anos e meio de experiência na maternidade, dei conta de que eu nunca havia dormido durante o expediente. Ou seja, estive sempre desperta, enquanto os meus filhos estavam acordados. Eu durmo quando eles dormem e isso inclui sonecas da tarde, quando elas existiam para eles, já que agora ninguém mais quer saber de descansar à tarde. (Quer dizer, se eu os colocar para dormir, até dormem, mas daí, corre-se o risco de se presenciar uma rave aqui em casa. Como eu nunca gostei deste tipo de festa e sou do dia, permanecemos todos acordados durante o horário comercial).

Só que em um domingo, depois de um longo almoço e do calor que fazia, cheguei em casa e as criancinhas começaram a brincar. Então, deitei no sofá, Maridinho do lado, uma mão no Ipad e a outra fazendo cafuné e, pronto!
Dormi de verdade, acho que por uma hora no sofá. Depois eu soube que rolaram quatro idas ao banheiro (quatro cocôs, gente, e eu DORMIA!!!), umas brigas, mas não vi nada, pois estava DORMINDO. Soube também que eles ficaram absolutamente indignados e inquietos por me verem assim, DORMINDO.

Como assim? Como é que um filho, ou melhor, três, podem estranhar a mãe dormindo? Nunca me viram nessa situação (“… e o troféu para a categoria ‘melhor mãe do mundo’ vai para…”). Não vai para ninguém, não, pois disso tudo tirei uma séria conclusão: preciso fazer isso mais vezes. Necessito dormir mais. E os meus filhos precisam se acostumar com esta situação. Fato. Ponto final. Viva as sonecas das mães!

(Sei que não preciso dar satisfação, mas juro que não bebi nada, Coca-Cola e café expresso parecem fazer o efeito contrário em mim, apesar de toda a cafeína envolvida!).

Originalmente postado em:  http://bit.ly/wqAQkp

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mensagem enviada

  • Alexandra disse:

    Que bom que você conseguiu se desligar com esta soneca…é realmente difícil descansar com 3 pequenos em idades tão próximas.Tenho uma filha de 6 anos e não pretendo ter outro nos próximos 3 anos…pois amo trabalhar (e ter uma vida mais light) e com uma filha eu consigo. Quando ela estiver com 9 talvez…eu pense na idéia de ter um outro filho ou não.Vejo minhas amigas que tem 3 filhos (como houve um reboliço na vida delas…) querendo ou não a mãe precisa viver ” a vida deles”, ou melhor, se adaptar aos horários deles, rotina e etc..e isso faz parte…o difícil é encarar essa rotina com bom humor e paciência. Um abraço p/ vc e boa sorte com seus pequenos

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade