PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Hora do pesadelo
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Hora do pesadelo

Hora do pesadelo

18/01/2013
  492   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Acordar às 3 da madrugada para confortar o filhote não é uma tarefa fácil

Hora do Pesadelo

Iiiiiii…

Babou…

Não que minhas noites estivessem sendo aquela Brastemp, mas na última semana a coisa ficou feia.

Isaac agora, além do já mega agitado sono, tem pesadelos.

Isso, meu bem, pesadelos.

Dos brabos.

E com hora marcada.

Por volta das 3 horas da madrugada começa a função.

Ele se debate, grita, chora, fala, conversa e, no final da função, acorda apavorado.

E tem ainda aqueles lances “arrepio na espinha” de dormir de olho aberto, sabe?

Eu fico um caco.

Primeiro, porque odeio ver filhote sofrendo mesmo que dormindo.  Depois, porque quero resolver a questão e ainda não me foi dado o superpoder de penetração no sonho alheio. E outra, com susto e preocupação extra na matina, quem é que consegue abolir o estilo panda da vida???

Não.

Não houve mudança na rotina da cria.

Ele vem tendo um caso de amor com a escolinha nova, as tias e os amiguinhos.

Já pensei e repensei tudo o que poderia contribuir com tal perrengue e não sei.

Ontem mesmo ele acordou tremendo, apavorado e disse que queria uma pedra para jogar no papai.

Outro dia, ele olhava pra mim com os olhos esbugalhados e falava que não me queria, que queria a mamãe dele. Só acalmou quando, depois de muita luta, o peguei no colo, apertei bem apertado e cantei baixinho no seu ouvido as nossas músicas mais queridas.

E aí?

Ainda não estou desesperada, já li que pode ser um daqueles (afff que coisa chata) saltos de desenvolvimento.

Mas se alguém tiver alguma dicazinha bacana, manda ver que sou toda ouvidos…

assinatura-carol-v3 (3)

Postado originalmente em: Viajando na Maternidade

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mensagem enviada

  • Regiane Andrea Martins disse:

    Não consigo dormir na noite por causa do meu filho.ele tem um ano e sete meses e toda noite ele grita e chora por volta das duas da manhã não consigo dormir mais porque tenho medo de dormir e dele acordar denovo o que posso fazer para que ele durma bem a noite toda obrigada

  • Michele disse:

    Carol, que lindo texto!
    É isso mesmo… um sorriso dos nossos pequenos já muda tudo. Às vezes, aqui trabalhando lembro do rostinho da minha filha sorrindo e me pego rindo sozinha. Ser mãe é parecer louca não é?
    Ainda bem que não estamos sozinhas nesta “estrada das loucas”.
    Abraço,
    Michele (www.lambendoaminhacria.blogspot.com.br)

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade