PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Imaginação de criança!
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Imaginação de criança!

Imaginação de criança!

25/11/2011
  603   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Os pequenos criam mundos fantásticos, capazes de divertir até os pais e o melhor é que não precisam usar técnica alguma para isso

Era uma vez, em um tempo tão, tão distante, uma jovem estudante do curso de graduação em Psicologia que aprendia técnicas de relaxamento por meio da imaginação, em algumas matérias obrigatórias.

Pausa. Volta para os comentários.

Se vocês acham fácil se imaginar em um lindo jardim, calmo, cheio de boas energias quando, na verdade, você está preocupada se o seu namorado vai te chamar para sair naquela noite ou com um relatório chatérrimo que precisa terminar e vai te obrigar a passar a noite em claro, caso seu amor te leve para um jantarzinho romântico, acertaram! Nada fácil! Impossível pensar em calma e tranquilidade.

Pausa. Volta para os dias atuais.

Uma temporada na fazenda com três crianças me mostrou que técnicas de imaginação e relaxamento são as maiores bobagens.

Mesmo sendo uma “jovem adulta”, entrei na onda junto dos meus filhos e vi uma cerca viva se transformar na mais perigosa floresta de espinhos venenosos. Como atravessá-la?

Da mesma forma, uma simples poça de lama passou a ser areia movediça e nos obrigou a construir pontes para que não fôssemos engolidos para o fundo da terra.

As laranjas podres e caídas no pomar eram as nossas granadas contra a invasão dos inimigos.

As pedrinhas da estradinha que dá acesso à sede são recolhidas cuidadosamente, pois serão os brilhantes e diamantes das nossas joias para um baile real noturno.

A árvore mais alta e com pouca folhagem é o castelo dos morcegos e, ali debaixo, não passamos nunca!

As folhas grandes e cheias de pontas que caem de outra árvore são aranhas assassinas, corram, corram! Atirem suas granadas!

Uma gata velha e gorducha é, na verdade, um filhote espião da onça mais brava das redondezas!

Nada disso requer técnica nem tampouco conhecimento acadêmico, basta ter boa vontade, disposição e ser criança!

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade