PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Mundo Novo
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Mundo Novo

Mundo Novo

24/06/2011
  774   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Eu sempre achei interessante notar a ação do mundo nos meus filhos. Nos primeiros meses de vida, o mundo vai ensinando, mostrando, fascinando todos os sentidos do bebê e ele vai crescendo, se desenvolvendo. Coisa boa de se ver. Hoje, vejo o mundo entrando na vida dos meus filhos de maneira diferente. Já posso ouvir relatos de um mundo lá fora que continua fascinando e encantando. Isso não tem preço!

As famílias sempre têm os seus códigos, expressões, gestos e etc. É super divertido ver o filho agindo e falando de maneira semelhante à nossa, não é?! Fora o orgulho que bate forte… Mas, atualmente, tenho curtido ver o mundo dos amiguinhos da escola fazendo parte do dos meus filhos. Isso é absolutamente enriquecedor de experiências, de repertório, importante para apreender e compreender o que nos é diferente como tradição, costume e rotina.

Eu sou aquela mãe louca que quer saber tudo o que os filhos fizeram na escola, período de 4 horas em que não estão na doce e linda companhia da mamãezinha aqui. E os bonitinhos me contam tudo, até coisas que eles nem deveriam. (Espero que essa ingenuidade, inocência e indiscriminação do que se deve contar ou não à mãe dure eternamente!).

Manuzinha chegou do ballet infantil outro dia dizendo que a amiga fez um “escândalo”. Achei engraçado, pois não costumamos falar “escândalo” aqui em casa. Não é por nada, não, mas essa palavra não costuma fazer parte do nosso dia-a-dia. Claro que os meus filhos fazem escândalo, mas eu chamo de “choradeira”, por exemplo.

Daí, perguntei o motivo do escândalo e a mocinha me contou que a amiga “estava tendo o pior dia da vida!”. Coitada da menina, gente, mas eu morri de rir. Manuzinha viveu uma situação nova e diferente fora do âmbito da nossa família e quis compartilhar conosco, com todo o vocabulário e expressões que lhe foram apresentadas. Achei genial! Observem, notem e percebam, o mundo está nas pequeníssimas coisas!

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade