PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
O drama dos “R´s”
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
O drama dos “R´s”

O drama dos “R´s”

09/03/2012
  410   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Será que a Manu comete falta ou excesso da letra nas palavras?

Manuela nunca falou um “R” sequer. O irmão é o “Pedo” e a princesa é a “Cindeiela”. Em alguns casos, omite o “R” e, em outros, substitui.

Já me descabelei, conversei na escola e com fonoaudiólogos, com terapeuta, especialistas mil e me disseram que até os 4 anos isso era esperado. Então, acalmei-me, conformei-me e resolvi esperar. Ela fez 4 anos e nada dos “R´s” aparecerem. Cada criancinha menor, de 2 anos até, que aparecia exibindo os seus “R´s” corretamente me apunhalava no coração (ó, drama!). O que acontece com minha filha? Qual é o meu problema? Onde foi que eu errei?

Semana passada, a TV estava ligada, passando sei-lá-o-quê e o meu marido perguntou:

– Manu, o que é isso que tá passando?

A gênia da fala respondeu:

– PiRatas do CaRibe.

Assim, gente, com todos os devidos “R´s”! A emoção foi tanta! Afinal, esperei mais do que 4 anos para ouvir os “R´s” saindo direitinho da boca da minha filha, aquela que não usa fralda, não toma mamadeira, não chupa chupeta, não dorme em berço, não precisa de ajuda para comer, mas que não falava os “R´s”. Rá! Agora ela fala! E só para confirmar, o Joaquim apareceu com umas picadas, a Manu olhou e se achou conclusiva na observação:

– PaRece catapoRa…

Não, não era catapora, mas os “R´s” estavam lá, devidamente pronunciados.

Pois bem, mas nem tudo são flores. Como eu disse, ela passou mais de 4 anos da sua vidinha sem falar essa letrinha, mas aprendeu e gostou. O que aconteceu? Agora, troca tudo, põe “R” onde não deve, tem trocado os “L´s” pelos “R´s”.

Ela tem até um bebê de brinquedo que é a paixão da sua vida, a famosa Alice. Daí, no meio da brincadeira, a Manu me fala:

– Mamãe, cuida da ARice, eRa tá com fome!

Aquela princesa do começo do post virou CindeReRa, o suco preferido é de RaRanja, o suco detestado é de Rimão e o “M” é primeira Retra do nome da ManueRa.

Sacaram o drama?

Originalmente postado em: http://bit.ly/xoOP6F

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mensagem enviada

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade