11 2155-9358
Institucional Blog Pesquisas CEP FJLES Cursos
Data inicial
Estágio Hospitais Boletins Releases Parcerias
Ícone Data Final
Busca rápida
Busca avançada
Institucional Voluntariado Parcerias Releases Boletins
Data inicial
Núcleos Cursos Estágios Hospitais Blog
Ícone Data final
Busca rápida
Busca avançada
saude-pediatrica

É fácil imaginar o pesadelo que é para todos os pais, mães e familiares quando um filho é diagnosticado com uma doença crônica ou com risco de vida

 

Muitas crianças passam longos períodos nos hospitais todos os anos com problemas assim. Sabemos que viver um período em um ambiente hospitalar está longe de ser ideal, para isso os Child life specialists (especialistas em vida infantil) são profissionais treinados que trabalham para tornar essa experiência a mais positiva possível.

Por acreditar que este é um profissional essencial para a boa qualidade do atendimento da criança internada ou com doenças crônicas, iniciamos neste ano um projeto piloto com duas CLS atuando nos nossos quartos e já mostram resultados muito bons.

O que é um CLS?

Os CLS são profissionais da equipe multidisciplinar de saúde pediátrica que trabalham com crianças e famílias nas pediatrias dos hospitais e outros locais de atendimento de saúde infantil, para ajudá-los a lidar com os desafios da hospitalização, doença e incapacidade.

Eles fornecem às crianças a preparação apropriada para a idade para procedimentos médicos, gerenciamento da dor e estratégias de enfrentamento e atividades de brincadeira e auto expressão. Eles também fornecem informações, apoio e orientação aos pais, irmãos e outros membros da família.

Onde eles trabalham?

Enquanto a maioria dos programas dos CLS existe em hospitais com grandes departamentos de saúde pediátrica, mas podem trabalhar em uma variedade de ambientes para oferecer o melhor atendimento possível a crianças e famílias com problemas de saúde.

Alguns CLS também trabalham em unidades de cuidados de adultos para atender às necessidades emocionais de crianças que têm pais em tratamento ou em cuidados intensivos.

O que eles fazem?

O trabalho de um CLS varia entre os ambientes médicos, com os deveres mudando todos os dias. Um dos papéis mais importantes é explicar o diagnóstico para uma paciente de uma forma apropriada à sua idade e ao nível de compreensão desta criança.

Eles também usam seus conhecimentos para explicar procedimentos e terminologia médica. Os CLS também fornecem apoio emocional às crianças durante os procedimentos.

Alguns dos procedimentos que os jovens têm de suportar são realmente muito perturbadores e traumáticos, e sabemos por pesquisas que, com uma preparação adequada e orientada para o desenvolvimento, as crianças podem fazer muito melhor.

Os CLS também procuram garantir que as crianças mantenham o seu desenvolvimento durante a permanência no hospital. Através de atividades de socialização em uma brinquedoteca ou sala de adolescentes, os especialistas em vida infantil tentam criar interações saudáveis ​​e ambientes amigáveis.

Os especialistas usam arte e brincadeiras para ajudar as crianças a expressarem suas ansiedades sobre o diagnóstico ou procedimentos que podem não ser capazes de verbalizar.

Os especialistas em vida infantil também defendem o bem-estar dos adolescentes no hospital, organizando eventos e programas que promovem a socialização. Também mantêm contato com as escolas para que as crianças em tratamento continuem seus estudos.

Quais são as suas qualificações?

Conforme exigido pelo Child Life Council, ou o conselho profissional da categoria exige um pelo menos um diploma de bacharel ou mestrado, geralmente em áreas de estudo relacionadas, como psicologia, crescimento e desenvolvimento humano, educação ou aconselhamento.

Eles também devem completar um mínimo de 480 horas em um estágio clínico com um especialista em vida infantil certificado. Muitos estágios consistem em mais do que o número mínimo de horas, e a maioria requer experiência prática antes do estágio.

O requisito final é passar por um exame nacional oferecido uma vez por ano. Uma vez certificados, os especialistas em saúde pediátrica devem participar do desenvolvimento profissional contínuo para manter sua certificação.

Quem pode se beneficiar do suporte de vida infantil?

Embora o foco se concentre principalmente nas necessidades do paciente pediátrico, os CLS também prestam atenção à família e aos irmãos da criança.

A crença é que a experiência médica é uma experiência familiar e as necessidades emocionais de todos os membros da família devem ser abordadas de forma adequada.

Qual é o papel deles na equipe de saúde?

Os maiores serviços de CLS estão nos hospitais pediátricos dos EUA e do Canadá, mas hospitais gerais em todo os EUA também usam esses serviços.

Embora muitas vezes sejam bem-vindas como um membro crucial da equipe de assistência médica, às vezes os especialistas em vida infantil são negligenciados porque estão cuidando da saúde emocional do paciente, e não de sua saúde física.

Alguns confundem especialistas em vida infantil com enfermeiros pediátricos, mas seus papéis são extremamente diferentes no cuidado de uma criança.

Qual é o futuro do campo de trabalho do CLS?

Enquanto o campo do CLS continua a crescer em toda a América do Norte, muitos especialistas de saúde infantil esperam que CLS se torne um padrão de cuidado em todos os ambientes médicos envolvendo crianças.

A contribuição de um CLS para uma equipe e para a experiência de uma criança tem resultados reais e mensuráveis.

Como é uma profissão que não existe no Brasil, o Sabará Hospital Infantil está formando profissionais de saúde em cursos de pós-graduação nos EUA e fazendo com que eles façam estágios práticos em hospitais pediátricos americanos.

O Instituto Pensi também está programando um curso de pós-graduação sensu latu para também fazer formação para trabalhar numa equipe de Child Life Specialist dentro do hospital.

Saiba mais sobre este assunto no blog do Hospital Infantil Sabará:

Autor: Dr. José Luiz Setúbal

Fonte: http://www.childlife.org/

As informações contidas neste site não devem ser usadas como um substituto para o cuidado médico e orientação de seu pediatra. Pode haver variações no tratamento que o pediatra pode recomendar com base em fatos e circunstâncias individuais.

Avatar
Dr. José Luiz Setúbal
Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens Relacionadas