PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Segurança online para crianças
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Segurança online para crianças

Segurança online para crianças

07/08/2013
  372   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Siga nossas dicas para evitar que seus filhos caiam em emboscadas de desconhecidos na rede

Segurança online para crianças

Para manter a segurança das crianças, é sempre bom saber os sites que elas navegam, quais links clicam e o acesso naqueles que possuem política de privacidade – que pede informações pessoais. Alguns sites e formatos de e-mail tentam enganar o usuário para fazer com que eles baixem arquivos indesejados, comprem produtos e deem informações. Manter os pequenos seguros de deslizes online pode exigir medidas adicionais, tais como a criação de um filtro ou o uso de senhas para limitar o acesso.

Regras para lembrar

Aqui estão quatro regras que vão ajudá-los a manter as crianças e os jovens seguros ao acessarem a internet:

• Nunca dizer senhas ou números PIN a ninguém. Mude os nomes de usuário e senhas regularmente;

• Nunca abra anexos de e-mail ou baixe arquivos de remetentes desconhecidos ou provenientes de sites estranhos;

Sempre esteja ciente ao uso de informações pessoais ou fotografias nos sites. Se um não tem uma política de privacidade, não divulgue nenhuma delas;

Lembre-se que uma vez que você escrever, enviar ou adicionar informações online, é um caminho sem volta. Então, pense antes de agir.

Fique atento as seguintes atividades que as crianças podem fazer online:

Bate-papo online

Lá, as pessoas podem mentir sobre idade, sexo, localização e intenções durante a conversa. O bate-papo permite que outros enviem informações das quais você não deseja, como mensagens impróprias, fotos ou vídeos.

Cyberbullying pode acontecer em salas de bate-papo online.

Compartilhamento de fotos

Não se esqueça: uma vez que você enviar uma foto para qualquer site, ela estará fora de seu controle. Isso quer dizer que as imagens podem ser manipuladas e colocarem o indivíduo em situações comprometedoras.

Fotos enviadas para uma pessoa em particular não significa que ela não as distribua. Sem contar que as imagens podem ser vistas e baixadas por qualquer um e serem distribuídas em qualquer lugar.

Webcams

Tenha muito cuidado ao usar webcams, especialmente com pessoas que você ou as crianças não conheçam. Ela transmite vídeo que pode ser capturado por um computador de outrem e salvo para posterior visualização ou distribuição.

Se o seu computador for hackeado, outro usuário pode controlar remotamente a webcam. Desligue-a ou cubra-a quando não estiver em uso.

Jogos online

Muitos jogos online permitem interação ao vivo e chats de voz, o que torna mais fácil as crianças, acidentalmente ou voluntariamente, divulgar informações pessoais a um estranho.

Por Dr. José Luiz Setúbal

Fonte: Healthy Canadians

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade