PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Viaje pelas páginas dos livros de faz de conta
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Viaje pelas páginas dos livros de faz de conta

Viaje pelas páginas dos livros de faz de conta

02/04/2012
  782   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

No mês do Dia Internacional do Livro e da Literatura Infantil, quem deve aproveitar são as crianças

A literatura infantil é uma das manifestações artísticas humanas mais antigas, se considerarmos que o escritor Esopo fazia suas fábulas para crianças. Podemos dizer que até os anos 70 as histórias infantis como fábulas, contos de fadas, etc., estavam preocupadas em transmitir uma mensagem educativa, seja pela “moral da história” ou pelos ensinamentos colocados do que seria proibido ou perigoso para os pequenos.

No final do século XX, as histórias passam evocar um novo mundo infantil, valorizando a criatividade, as emoções, a independência e um pensamento crítico, focalizando uma criança ativa, participante e não conformista.

Colocamos este pequeno texto do Ricardo Azevedo, autor e ilustrador de livros infantis para abordar a importância da literatura e das artes na vida de nossos filhos:

A importância de ter em mente que a Literatura – e a arte em geral, pintura, teatro, cinema, dança, música etc, – pode ser um espaço privilegiado para abordar o contraditório e a ambiguidade.

Menciono exemplos bastante simples, a título de esclarecimento, que são abordagens do contraditório no âmbito da chamada Literatura infantil: a postura de uma personagem como Peter Pan, que se recusa a ser adulto, critica a vida “real” e opta por viver num lugar utópico chamado “Terra do Nunca”; a viagem da menina Alice ao País das Maravilhas, e suas diversas e divertidas discussões sobre o sentido e o não-sentido das coisas; as madrastas que pretendem destruir suas enteadas, como em Branca de Neve, ou os príncipes e princesas, transformados em monstros ou animais, personagens recorrentes em muitos contos maravilhosos etc.”

Estimular a leitura é ajudar nossos filhos, de qualquer idade, a pensar e refletir sobre sentimentos, a conviver com situações que não imaginavam; além de auxiliá-los em seus repertórios de experiências que enfrentarão pela vida.

Por isso, damos tanta importância para que se contem histórias no Hospital Infantil Sabará, onde a Associação Viva e deixe Viver, nossa parceira, mantém um grupo de voluntários especializados em trabalhar em estabelecimentos de saúde, para fazer este tipo de trabalho. Essas histórias ajudam nossos pequenos pacientes a enfrentarem seus medos, dificuldades; na diminuição do estresse e possibilita que eles tenham uma recuperação mais rápida

Não se esqueça de que a leitura de histórias para crianças pequenas é um ótimo divertimento para se fazer na companhia dos filhos. As crianças maiores também devem ser incentivadas a ler, já que é um hábito saudável para estimular o desenvolvimento cognitivo e neurológico.

Aproveite o dia de hoje para dar um livro de presente à uma criança ou se não puder, conte pelo menos uma história à ela.

Por Dr. José Luiz Setúbal

Fonte: Ricardo Azevedo (Escritor e desenhista. Doutor em Letras–USP)
Artigo publicado em SOUZA, Renata Junqueira de. (org.) Caminhos para a formação do leitor. São Paulo, DCL, 2004. ISBN 85-7338-927-3

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mensagem enviada

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade