PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Criança vacinada para gripe tem menos hospitalizações
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Criança vacinada para gripe tem menos hospitalizações

Criança vacinada para gripe tem menos hospitalizações

05/01/2015
  2407   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Depois da epidemia de H1N1, o brasileiro descobriu que gripe é diferente de resfriado e pode matar. O Ministério da Saúde faz campanhas anuais e com um público específico. Nos EUA, entre 2004 e 2008, recomendações anuais da vacina contra influenza foram gradualmente expandidas para incluir todas as crianças de 6 meses ou mais.

Num estudo publicado na Pediatrics de dezembro de 2014, os pesquisadores estudaram a eficácia da vacina e visitas hospitalares relacionadas com a gripe entre crianças em idade de 6 meses a 59 meses a partir da temporada 2000-2001 da gripe até a temporada 2010-2011.

A proporção de crianças totalmente vacinadas aumentou de 6% em 2000-2001 para 38% em 2010-2011. As hospitalizações relacionadas com a gripe variaram entre 1,9 e 16,0 por 10.000 crianças (mediana 4,5) por ano. As visitas ao pronto-socorro relacionadas à gripe variaram de 89 a 620 por 10.000 crianças (mediana de 143) por ano. Os atendimentos relacionados com a gripe foram maiores quando a gripe A (H3N2) circulou do que durante outros anos, com taxas médias de 8,2 versus 3,2 hospitalizações e 307 versus 143 visitas ao pronto-socorro por 10.000 crianças, respectivamente.

Os autores do estudo concluíram que, embora as taxas de vacinação da gripe tenham aumentado ao longo do tempo, permanecem baixas e a influenza ainda provoca uma carga considerável de doenças graves em crianças pequenas. É necessária uma avaliação contínua de dados para avaliar com precisão o impacto das recomendações da vacina de influenza em crianças.

O estudo mostra que, quando a taxa de vacinação aumenta, a taxa de hospitalização por doenças associadas à gripe, como bronquite, pneumonias, laringites, etc. diminuem.

Leia também: Crianças não vacinadas representam a maioria das mortes de gripe

Fonte: Pediatrics dez. 2014, “Influenza-Related Hospitalization and ED Visits in Children Less Than 5 Years: 2000–2011”

As informações contidas neste site não devem ser usadas como um substituto para o atendimento médico e orientação de seu pediatra. Pode haver variações no tratamento que o seu pediatra pode recomendar com base em fatos e circunstâncias individuais

Atualizado em 19 de julho de 2024

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

(CRM-SP 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, com especialização na Universidade de São Paulo (USP) e pós-graduação em Gestão na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás, David e Benjamim.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade

    Cadastre-se na nossa newsletter

    Cadastre-se abaixo para receber nossas comunicações. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade de Instituto PENSI.