PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
FÉRIAS E SEDENTARISMO
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
FÉRIAS E SEDENTARISMO

FÉRIAS E SEDENTARISMO

13/12/2016
  896   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

As férias chegaram e a correria acabou. De repente, nossas crianças não têm mais o compromisso de ir para a escola, de acordar cedo, de chegar na hora certa aos treinamentos esportivos. O stress dá lugar ao sedentarismo. E agora, o que fazer?

Fim de ano traz uma questão importante a ser conversada e trabalhada com os pais e filhos: o sedentarismo pós período escolar. A escola acabou. As crianças estão de férias. Deixar dormir até tarde todos os dias? Liberar o uso de TV, computadores, celulares, jogos eletrônicos? Cancelar toda e qualquer atividade esportiva? Deixar comer o que quiser?

É justamente nessa hora que precisamos usar o bom senso e o equilíbrio. Deixar que seu filho durma até oito ou nove horas da manhã é saudável. Porém não existe necessidade de que ele fique na cama até meio dia! Praticar esportes é importante sempre, independente de férias ou não. Sair, respirar ar puro, olhar a natureza, encontrar amigos, praticar esportes, brincar, dar risada… Tudo isso sem compromisso de horário. O ideal é que coloquemos regras simples: pode computador mas é preciso brincar também. Pode sair com amigos? Claro, porém com hora para chegar! Regras são regras independente de férias ou não.

As crianças, assim como os adultos, necessitam de pelo menos 30 minutos de exercícios físicos regulares por dia. A prática do exercício visa garantir uma boa qualidade de vida e prevenir doenças relacionadas o sedentarismo. No caso das crianças o desenvolvimento global é o que conta, potencializando o desenvolvimento das habilidades motoras e aumentando a qualidade de vida.

Além da atividade física, a alimentação também não pode ser descuidada. Uma pesquisa realizada pela Temple University, nos Estados Unidos, descobriu que a maioria dos jovens acima do peso deseja emagrecer, mas os hábitos do dia a dia (fumo e falta de atividade física por exemplo) funcionam como o grande inimigo do corpo sadio. É nesse momento que entra o suporte dos pais, estabelecendo rotinas, estimulando a prática esportiva frequente e levando a profissionais da área de saúde sempre que preciso.

O que sempre digo aos pais é: aproveitem esses momentos onde as crianças estão mais tranquilas e sem tantas cobranças para leva-las a lugares diferentes. Façam programas juntos, viajem, conheçam novos lugares, visitem amigos, tomem sorvete, façam receitas novas, andem de bicicleta, carrinho de rolimã, pulem corda, dancem e cantem. A regra aqui é simples: BRINCAR ATÉ CANSAR!

Maria Helena Sampaio de Castro d'Ancora

Maria Helena Sampaio de Castro d'Ancora

Maria Helena Sampaio de Castro d'Ancora é formada em Educação Física e Esporte. Possuí especialização em Psicomotricidade e Análise Existencial/Logoterapia com ênfase na educação. Trabalha com crianças e adolescentes há 20 anos atuando na área de avaliação, estimulação e reabilitação psicomotora. Praticante de esportes desde pequena divide seu tempo entre o trabalho, treinos de corrida e seus filhos Luca (14) e Pedro (7) que herdaram sua paixão pelos esportes.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade