PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
A Internet e sua família
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
A Internet e sua família

A Internet e sua família

03/09/2014
  512   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

A internet se tornou na atualidade uma janela para o Mundo. Lá você pode viajar pelas mais diferentes matérias, informações, imagens e filmes. Tudo parece maravilhoso, mas também é uma fonte de preocupação para os pais que perdem um pouco do que os filhos estão vendo e com quem estão contatando.

Na maioria das vezes nossos filhos entendem mais deste mundo de informática do que os pais e por isto precisamos estar atentos ao que eles estão fazendo. Aqui colocamos algumas das sugestões e orientações da Academia Americana de Pediatria (AAP) para quando você e sua família navegar na Web é importante que tenha em mente:

1-   Informações online geralmente não são privadas.

2-   Pessoas online nem sempre são quem dizem que são.

3-   Qualquer um pode colocar informações online.

4-   Você não pode confiar em tudo que você lê online.

5-   Você e sua família podem inesperadamente e sem querer encontrar material na Web que é ofensivo, pornográfico (incluindo a pornografia infantil), obsceno, violento, ou racista.

 

É importante ter um conjunto de regras claras pra quando seus filhos usarem a Internet. Certifique-se que eles compreendem o que você considera apropriado e que áreas estão fora dos limites. Deixe-os saber que as regras são para sua segurança. A seguir estão algumas dicas que você pode ensinar seus filhos sobre segurança online:

 

1-    NUNCA forneça informações pessoais a menos que um pai diz que é OK. Isto inclui o seu nome, endereço, número de telefone, idade, raça, nome da escola ou localização, ou nomes de amigos.

2-   NUNCA compartilhe senhas, mesmo com os amigos.

3-    NUNCA encontrar um amigo que você só conhece pela internet em pessoa, a menos que um pai diz que é OK. É melhor se um pai vai junto e se reunir em um lugar público. (Adolescentes mais velhos que podem optar por não dizer a um pai e ir sozinho deve pelo menos ir com um amigo e se encontram em um lugar público.)

4-    NUNCA responda a mensagens que fazem você se sentir desconfortável ou ferir seus sentimentos. Ignorar estas mensagens, parar toda a comunicação, e dizer a um pai ou outro adulto de sua confiança imediatamente.

 

O que você pode ensinar a seus filhos sobre como devem agir em linha:

 

1-   NUNCA enviar mensagens médios online. NUNCA dizer algo online que você não diria a alguém em pessoa. Bullying é errado se é feito pessoalmente ou online.

2-   NUNCA utilizar a Internet para fazer alguém ficar mal,

3-   NUNCA plagiar. É ilegal copiar informações on-line e dizer que você escreveu.

 

Navegar na Web não deve tomar o lugar de outras atividades importantes, incluindo o dever de casa, jogando fora, ou passar o tempo com os amigos. A Academia Americana de Pediatria recomenda limitar o tempo total da tela na frente de uma TV ou computador para não mais do que 1 a 2 horas por dia para crianças com mais de 2 anos. Um despertador ou cronômetro pode ajudar você a manter o controle do tempo.

Diretrizes com base na idade da AAP para uso da Internet pelas crianças

Até 10 anos de idade

As crianças desta idade precisam de supervisão e monitoramento para garantir que eles não estão expostos a materiais inadequados. Os pais devem usar ferramentas de segurança na Internet para limitar o acesso ao conteúdo, sites e atividades, e participar ativamente na utilização da Internet de seus filhos.

Idade 11 a 14

As crianças desta idade são mais espertas sobre a sua experiência de Internet; no entanto, eles ainda precisam de supervisão e acompanhamento para garantir que eles não estão expostos a materiais inadequados. Ferramentas de segurança na Internet estão disponíveis que podem limitar o acesso a conteúdo e sites da Web e fornecer um relatório de atividades na Internet. Crianças nessa idade também precisa entender o que informações pessoais não devem ser dadas através da Internet.

Idade 15 a 18

Crianças nessa idade deve ter quase nenhuma limitação em conteúdo, sites ou atividades. Adolescentes são mais inteligentes sobre a sua experiência de Internet; no entanto, eles ainda precisam de pais para definir diretrizes de segurança apropriadas. Os pais devem estar disponíveis para ajudar seus adolescentes a entender mensagens impróprias e evitar situações de risco. Os pais podem precisar lembrar adolescentes que informações pessoais não devem ser dados através da Internet.

 

Autor: Dr. José Luiz Setúbal

Fonte:  A Internet e sua família (Copyright © 2006 Academia Americana de Pediatria)

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade