PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Crescer com independência: 10 Dicas para pais de crianças pequenas
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Crescer com independência: 10 Dicas para pais de crianças pequenas

Crescer com independência: 10 Dicas para pais de crianças pequenas

21/04/2017
  1034   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

1- As crianças adoram aprender

2- A comunicação aberta e honesta criará uma proximidade ao longo da vida com seu filho.

3- Rotinas e responsabilidades farão seu filho saber o que esperar. Quando uma regra é quebrada, uma consequência natural precisa acontecer

4- À medida que você ensina seu filho a ser independente, você também precisa ensinar como ter segurança.

5- Aprender a ser um bom amigo é uma habilidade importante que você pode ensinar ao seu filho.

6- Seu pequeno está começando a explorar o mundo fora de sua casa. Isso é animador, mas pode ser assustador!

7- Crianças de 4 a 6 anos estão:

8- Começando a desenvolver sua independência e formar amizades reais.

9- Aprendendo regras para jogos mais difíceis.

10- Desenvolver importantes habilidades para a vida.

11- Estabelecer limites

12- Quando as crianças fazem algo contra as regras, explique simplesmente e em poucas palavras:

  • Que o que eles fizeram foi errado;
  • O que acontecerá se o comportamento continuar. As consequências precisam ser lógicas, significativas e simples. Por exemplo:
  • Se o seu filho andar de bicicleta sem um capacete, a bicicleta está fora das brincadeiras por um dia ou dois;
  • Quando seu filho não compartilhar um brinquedo, esse brinquedo não pode ser usado para o resto do dia;
  • Criar e manter rotinas;
  • Ensine sobre as regras, criando rotinas diárias.

As crianças fazem melhor quando sabem o que esperar.

  • De manhã:
    • Use o banheiro
    • Vista-se
    • Tome o café da manhã
  • Na hora de dormir:
    • Tome um banho
    • Escove os dentes
    • Leia uma história

Programe horários específicos para TV, jogos de vídeo e uso do computador. Quando você sabe o que seu filho está assistindo, você pode evitar a violência e outros conteúdos inaceitáveis. Limite o tempo total de uso de telas (ex: tablets) a não mais de 2 horas por dia.

  • Gaste tempo para falar e ouvir
  • As crianças se sentem importantes quando os adultos têm o tempo para conversar com elas. Conversar frequentemente, e sobre muitas coisas, os ajuda a ganhar autoconfiança. Pergunte sobre amizades e as atividades que seu filho gosta. Fale sobre suas próprias experiências melhores e piores.
  • Atribuir responsabilidade
  • Quando as crianças copiam as tarefas domésticas diárias, elas estão realmente aprendendo a contribuir. Com o seu apoio, as tarefas serão feitas em breve com poucos lembretes. À medida que as crianças crescem, elas podem começar a assumir responsabilidades reais, tais como:
  • Veja a autoestima de seu filho crescer quando for dada a chance de ajudar.
  • Incentivar a independência no banho e na hora de se vestir
  • No início, isso pode levar um pouco mais de tempo do que ajudar seu filho a se vestir ou tomar um banho, mas é tempo bem gasto. Independência vem com a prática, e com a sua orientação.
  • Deixe as roupas prontas na noite anterior, a rotina matinal envolverá apenas vestir-se. Desta forma, seu filho pode se concentrar em apenas uma coisa. Seu filho pode precisar ser lembrado de todas as etapas.
  • Ensine regras simples sobre segurança com adultos
  • Manter as crianças seguras é um trabalho importante para os pais. Você quer que seu filho respeite e confie nos outros, mas também precisa ensinar seu filho a ter cuidado.

Seguem algumas regras simples e maneiras que você pode iniciar uma conversa com seu filho sobre diferentes questões de segurança.

  • Ajude seu filho a se tornar um bom amigo:

Crianças de quatro a seis anos de idade estão aprendendo o que significa ser um amigo. Eles vão ter momentos divertidos, bem como argumentos e sentimentos feridos. Pode ser tentador para os pais para tentar resolver esses problemas ou por falar com o pai da outra criança.   Em vez disso, oriente seu filho como resolver problemas. Com a sua ajuda, o seu filho pode aprender a resolver problemas sociais.

Fique por perto e observe como as crianças resolvem seu problema. Estar por perto coloca as crianças em seu melhor   comportamento. Isto é como eles começam a desenvolver a confiança e habilidades para se comunicar honesta, calma e educadamente com os outros.

 

Autor: Dr. José Luiz Setúbal

Fonte: Connected Kids: Seguro, forte e seguro (Copyright © 2006 Academia Americana de Pediatria)

 

As informações contidas neste site não devem ser usadas como um substituto para o cuidado médico e orientação de seu pediatra. Pode haver variações no tratamento que o pediatra pode recomendar com base em fatos e circunstâncias individuais.

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade