PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Crescer Criança
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Crescer Criança

Crescer Criança

10/08/2017
  686   
  1
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Olá aos viajantes da terra do nunca, do mundo encantado e mágico que vive dentro de nós. Venho contar sobre meu caso raro de barbonite, que segundo a Doutora Cornélios pode estar perto de ser solucionado. Parece-me que estou crescendo, e virando um garoto de sete anos cheio de boas histórias para contar. São tantas que vou acabar passando a tal da dona Sherazade, a maior contadora de histórias de todos os tempos.

A cada dia sou atravessado pela simplicidade dos encontros, de olhar a vida com coragem almejando sonhos e mais sonhos para alcançar. Nessas voanças que também podem ser andanças, eu descobri uma fonte inesgotável de magia: as fadas mães. Fiquei me perguntando o que seria de mim se não fossem as fadas e seus truques de transformar um dia difícil, nublado, sem nenhuma visão para voar, em um dia brilhoso cheio de luz e fronteiras abertas para atravessar. Elas sempre estão ali, firmes, junto de seus filhos enfrentando todas as possíveis e impossíveis tempestades que possam vir pela frente. Essa coragem tem me tocado, aberto possibilidades de eu entender que já não sou o mesmo menino de sete anos e quatro meses, e que não importa se estou crescendo, ou se elas já são gente grande, a possibilidade de voar, alçando voos cada vez mais altos, não tem a ver mais com idade, tem a ver com o amor. Essa era exatamente a resposta que eu estava procurando sobre a raridade de minha barbonite, a importância de eu crescer sem perder meu espirito de criança, sem deixar a minha essência evaporar feito fumacinha pelo mundo afora.

Começo a entender que os piratas são os menores dos meus problemas, meu maior inimigo sou eu mesmo que não pode deixar a criança que mora dentro de mim se perdendo feito uma folha seca que cai de uma árvore que ainda tem muito a florescer. Muitas das fadas mães já descobriram esse segredo, elas são muito sábias, e aprendem todos os dias com seus filhos a importância da serenidade, manter vivo o espírito de criança mágico, tornando toda essa aventura em um momento de muita sabedoria e entendimento da vida. Muitas vezes eu tenho dificuldade de entender, mas é preciso crescer, mesmo na dor, com amor e sem perder a nossa essência de criança, sem perder a nossa maior fonte de pó mágico, a alegria.

Peter Pan ParaPamPam

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mensagem enviada

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade