PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Crescimento das crianças com TDAH
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Crescimento das crianças com TDAH

Crescimento das crianças com TDAH

25/09/2014
  744   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

tdah

Com o aumento da incidência do TDAH em todo mundo e com o uso mais intenso de medicação, muitos questionamentos estão sendo feitos. Medicamentos estimulantes são muitas vezes utilizados para tratar déficit de atenção / hiperatividade (TDAH), mas há uma preocupação estas drogas, pois elas podem retardar o crescimento das crianças.

Um estudo publicado na Pediatrics de 2014, “TDAH, tratamento com estimulantes, e Crescimento: Um Estudo Longitudinal”, encontrou que os medicamentos não afetaram a altura final das crianças. Para o estudo, os pesquisadores examinaram 340 crianças com TDAH que nasceram entre 1976 e 1982, e comparou as alturas finais adultos com um grupo de crianças que não têm controle de TDAH.

Nem TDAH nem tratamento com estimulantes foi associada com altura final adulta. Entre os meninos com TDAH, aqueles tratados com estimulantes por três meses ou mais teve um surto de crescimento em idade mais avançada do que os meninos não foram tratados com estimulantes, mas não houve diferença na magnitude do surto de crescimento. Não houve relação entre a maior duração do tratamento estimulante e estatura final do adulto.

Os autores do estudo concluem que nem TDAH na infância, nem o tratamento com medicamentos estimulantes está associado a problemas de crescimento ou baixa estatura na vida adulta.

Ainda temos muito a estudar sobre TDAH e seus tratamentos. Enquanto isto é sempre bom estarmos atento às informações científicas, já que as polêmicas tendem a cair no “achismo” empírico e sem bases em informações relevantes, conseguidas em pesquisas com viés na Ciência.

 

Autor: Dr. José Luiz Setúbal

Fonte: “ADHD, Stimulant Treatment, and Growth: A Longitudinal Study,” Pediatrics –2014

A informação contida neste site não deve ser usada como um substituto para o atendimento médico e orientação de seu pediatra. Pode haver variações no tratamento que o pediatra pode recomendar com base em fatos e circunstâncias individuais.

 

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade