PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Pesadelos e terrores noturnos em crianças
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Pesadelos e terrores noturnos em crianças

Pesadelos e terrores noturnos em crianças

05/01/2018
  2676   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Há muitas coisas que podem causar um sono agitado, fazendo a criança acordar durante a noite. A maioria ocorre quando as crianças estão sobrecarregadas ou sob estresse. Manter seu filho com uma rotina de sono pode ajudar a prevenir muitos desses problemas. Se as dificuldades de sono do seu filho persistirem ou piorarem, converse com seu pediatra.

Os pesadelos são sonhos assustadores que muitas vezes acontecem durante a segunda metade da noite, quando sonhar é mais comum e o sono é mais profundo. As crianças podem acordar chorando ou com medo e podem ter dificuldade em voltar a dormir. O que os pais podem fazer:

  • Vá assistir seu filho o mais rápido possível.
  • Fale com ele que você está lá e não vai deixar nada de ruim acontecer.
  • Incentive-o a dizer o que aconteceu no sonho. Lembre-o de que os sonhos não são reais.
  • Permita que a luz fique acesa se isso o faz sentir-se melhor.
  • Uma vez que seu filho esteja pronto, incentive-o a voltar a dormir.
  • Veja se há algo que está assustando seu filho, como sombras. Se for isso, dê um jeito de acabar com elas.

Os terrores noturnos ocorrem mais frequentemente em crianças pequenas e pré-escolares e ocorrem durante os estágios mais profundos do sono. O sono mais profundo é geralmente no início da noite, muitas vezes antes da hora de dormir dos pais. Durante um terror noturno, seu filho pode:

  • Chorar incontrolavelmente
  • Urinar, evacuar, ficar agitado ou respirar rápido
  • Ter um olhar aterrorizado, confuso ou olhos vidrados
  • Gritar, chutar ou se agitar
  • Não reconhecer você ou perceber que está lá
  • Tentar empurrá-lo para longe, especialmente se você tentar segurá-lo

Enquanto os terrores noturnos podem durar até 45 minutos, a maioria é muito mais curta. A maioria das crianças volta a dormir depois de um terror noturno porque na verdade elas não estão acordadas. Ao contrário de um pesadelo, uma criança não se lembrará de um terror noturno. O que os pais podem fazer:

  • Fique calmo. Os terrores noturnos são muitas vezes mais assustadores para os pais do que para a criança.
  • Não tente acordar seu filho.
  • Certifique-se de que seu filho não pode se machucar. Se ele tentar sair da cama, suavemente impeça-o.
  • Lembre-se, depois de um curto período de tempo, seu filho provavelmente vai relaxar e dormir calmamente novamente. Se o seu filho tem terrores noturnos, certifique-se de dizer às outras pessoas que podem estar com ele à noite (avós, babá, por exemplo) o que são e o que fazer.

Se você está preocupado com os hábitos de sono do seu filho, fale com o médico. Faça um diário de sono para ajudar a rastrear o problema do seu filho, que pode incluir o seguinte:

 

  • Onde seu filho dorme
  • Quanto tempo ele dorme
  • O que ele precisa para adormecer (por exemplo, um brinquedo ou paninho favorito)
  • Quanto tempo leva a adormecer
  • Com que frequência ele acorda durante a noite
  • O que você faz para consolá-lo quando ele acorda durante a noite
  • O tempo das sonecas
  • Qualquer mudança ou estresse na casa

Acompanhe estas informações por 1 a 2 semanas e traga-as com você quando falar com o pediatra. Tenha em mente que os problemas de sono são muito comuns, e com o tempo e a ajuda do médico, você e seu filho irão superá-los.

 

Autor: Dr. José Luiz Setúbal

Fonte: sleep Problems in Children (Copyright © 2007 American Academy of Pediatrics, Updated 04/2013)

As informações contidas neste site não devem ser usadas como um substituto para o cuidado médico e orientação de seu pediatra. Pode haver variações no tratamento que o pediatra pode recomendar com base em fatos e circunstâncias individuais.

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade