PESQUISAR

Residência Médica
Residência Médica
Será que os DVDs do Baby Einstein são realmente bons?
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Será que os DVDs do Baby Einstein são realmente bons?

Será que os DVDs do Baby Einstein são realmente bons?

14/11/2012
  788   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Estudos comprovam que esse material é imparcial no desenvolvimento da criança

Baby Einstein - DVD

Como pediatras, somos muitas vezes abordados com perguntas curiosas. Há nas grandes livrarias, uma série de DVDs voltados para as crianças pequenas e os mais conhecidos são da série Baby Einstein. Muitas mães já me questionaram se esses vídeos realmente ajudam no desenvolvimento dos bebês ou se os deixarão mais inteligentes. Neste post, apresento algumas explicações.

Os DVDs Baby Einstein podem chamar a atenção do bebê, mas, no tempo em que eles são assistidos, não há garantia que eles contribuem para o desenvolvimento. Na verdade, as crianças podem aprender bastante – se não mais – por meio da interação com os pais e outros cuidadores.

A pesquisa que examina os efeitos específicos de DVDs nos bebês e nas outras crianças, assim como demais programações, mostra que esse impacto é limitado. Em um estudo de 2007, bebês de 8 meses a 16 meses que foram expostas a esse material obtiveram menores pontuações em um teste de desenvolvimento da linguagem, em comparação aquelas que não tiveram exposição ao mesmo conteúdo.

Um estudo de 2009 mostrou que as crianças de 2 meses a 4 anos que ficam muito tempo diante da televisão tiveram redução na interação verbal, fator essencial na relação pais e filhos, e que pode atrasar o desenvolvimento da linguagem. Além disso, um estudo de 2010 não encontrou qualquer evidência de que as crianças com idades entre 1 a 2 anos adquiriram palavras aprendidas realçadas em um DVD Baby Einstein. Em contraste, a pesquisa pontuou que a leitura regular aumenta a capacidade de linguagem, até mesmo nos bebês.

Muitos pediatras desencorajam o tempo de tela (TV) para crianças menores de 2 anos de idade. Em vez de confiar no DVD Baby Einstein, se concentre em maneiras comprovadas para promover o desenvolvimento infantil – como falar, tocar, cantar e ler para o bebê. Mesmo se ele não entende o que você diz ou não compreende o enredo de uma história, ele ou ela vai mergulhar em suas palavras e deleitar-se com a sua atenção. Essas atividades simples formam a base para o discurso e o pensamento.

Ainda assim, os DVDs Baby Einstein não são, necessariamente, ruins. Se a sua família gosta desse tipo de programação, tome decisões conscientes sobre como usá-los. Como por exemplo, incentive a interação ao assisti-lo em conjunto e não deixe a criança sozinha.  Participe do momento!

Por Dr. José Luiz Setúbal

Fonte: Mayo Clinic emeritus consultant: Jay L. Hoecker, M.D

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

NOSSAS INICIATIVAS
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade