PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Você sabe observar a brincadeira dos seus filhos?
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Você sabe observar a brincadeira dos seus filhos?

Você sabe observar a brincadeira dos seus filhos?

11/07/2016
  814   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Todos os meses a gente entrevista especialistas em desenvolvimento infantil para a coluna “Importância do Brincar” do Tempojunto. Em uma delas, a psicóloga Patrícia Garcia falou uma frase que não vou mais esquecer: “a brincadeira é uma chave de ouro para entender nossos filhos”. 

 

Pois um dos segredos para entender os nossos filhos é justamente observá-los enquanto brincam. Neste momento, vários aspectos do seu desenvolvimento cognitivo, motor e socioemocional vêm à tona. Para notar esses aspectos é fundamental conseguir se dedicar à esta observação, e não apenas estar presente fisicamente enquanto a cabeça está pensando na lista de tarefas da casa. É preciso estar lá, naquele momento, integralmente.

 

Uma das coisas que mais tenho aprendido com as minhas observações, principalmente com minha filha mais nova, de dois anos e meio, é como é importante aprender a respeitar o tempo das crianças. E que difícil é isso!

 

Seja porque a gente quer seguir uma rotina, seja porque estamos cheios de tarefas para cumprir, a gente acaba impondo um ritmo intenso para a vida das crianças. Elas sempre precisam fazer o que gente quer, na hora em que determinamos. Que pena.

 

Eu comecei a me policiar e percebi que poderia mudar um pouco esta prática deixando a minha filha me mostrar um pouco o ritmo dela. Agora, se ela fala “só mais um pouquinho, mamãe”, eu procuro entender o que elá está fazendo e, no mínimo, negocio que ela vai poder terminar, mas depois ela tem que fazer o que estou falando. É impressionante como este pequeno detalhe está fazendo uma enorme diferença na nossa relação. 

 

Outro aprendizado inestimável tem sido o de deixar a minha filha conduzir as brincadeiras que estamos fazendo juntas. Ao invés de em aborrecer algo não estar saindo como o esperado, vejo quanta criatividade ela traz para a mesa quando faz as atividades propostas do seu jeito.

 

Dá próxima vez em que você estiver observando o seu filho brincar, experimente desligar o celular, se esqueça por alguns minutos da sua lista de tarefas, e se permita aprender mais sobre a sua criança e a relação que você tem com ela.

Patrícias Camargo e Marinho

Patrícias Camargo e Marinho

Patricia Marinho, publicitária de formação, é a criadora do Tempojunto, um projeto que traz dicas de brincadeiras para serem feitas em qualquer situação. Junto com sua sócia, a jornalista Patricia Camargo, querem mostrar a importância da brincadeira para as crianças e para o vínculo afetivo positivo entre pais e filhos.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade