11 2155-9358
Logo Pensi
Institucional Blog Pesquisas CEP FJLES Cursos
Data inicial
Estágio Hospitais Boletins Releases Parcerias
Ícone Data Final
Busca rápida
Busca avançada
Institucional Voluntariado Parcerias Releases Boletins
Data inicial
Núcleos Cursos Estágios Hospitais Blog
Ícone Data final
Busca rápida
Busca avançada

Desenvolvimento e Comportamento Infantil

12 dicas para sobreviver ao terrível 3 anos

Ter um filho de 3 anos pode ser mais difícil do que se imagina. Aqui estão 12 dicas para ajudá-lo a aprender a amar a paternidade novamente:

(mais…)




Dr. José Luiz Setúbal
Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

Crescer com independência: 10 Dicas para pais de crianças pequenas

1- As crianças adoram aprender

2- A comunicação aberta e honesta criará uma proximidade ao longo da vida com seu filho.

3- Rotinas e responsabilidades farão seu filho saber o que esperar. Quando uma regra é quebrada, uma consequência natural precisa acontecer

(mais…)




Dr. José Luiz Setúbal
Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

Fatores Sociais e Econômicos Associados a Deficiências de Desenvolvimento

As crianças que crescem em circunstâncias ambientais de desvantagem social e econômica são mais propensas a ter deficiência de desenvolvimento.

(mais…)




Dr. José Luiz Setúbal
Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

“Como conversa?”: a potência da convivência entre pares

Nosso conhecimento não era de estudar em livros.

Era de pegar de apalpar de ouvir e de outros sentidos.

(…)

A gente não gostava de explicar as imagens porque explicar afasta as falas da imaginação. 

Manoel de Barros

(mais…)




Lilia Standerski
Lilia Standerski é formada em Pedagogia pela Universidade de São Paulo. Trabalhou muitos anos como professora de Educação Infantil e cursou Pós-Graduação em Educação Lúdica no ISE Vera Cruz. Em agosto de 2015 abriu, junto com uma colega, a Casa Ubá ( www.casauba.com.br), um lugar que desenvolve tempo e espaço para as crianças ampliarem a capacidade de compreender a si mesmas e aos outros por meio de brincadeiras e investigações que surgem nos encontros.

A investigação como lugar do encontro

Duas crianças, uma bacia com água, potes, panelas, uma concha e uma escumadeira. Numa manhã de dezembro uma criança de um ano e meio brincava de pegar água na bacia e levar até um pote. Ela pegava água com a concha, passava pelo pote e derramava a água na panela. Metade da água se perdia no caminho. Ela persistia no trajeto.

(mais…)




Bruna Mutarelli
Bruna Mutarelli é formada em Pedagogia pela Universidade de São Paulo e mestre em Educação pela Universidade do Porto. Em agosto de 2015 abriu junto com uma colega o Ubá, um lugar que desenvolve tempo e espaço para as crianças ampliarem a capacidade de compreender a si mesmas e aos outros por meio de brincadeiras e investigações que surgem nos encontros.

Transtorno de Atenção

Uma boa notícia sobre TDAH (transtorno de atenção e hiperatividade) apareceu no final do ano. Um estudo, publicado em dezembro de 2016 na Pediatrics, analisou as alterações nas taxas de diagnóstico de TDAH e estimulante receitado a crianças com idades entre 4-5 anos de idade, entre 2008 e 2014.

(mais…)




Dr. José Luiz Setúbal
Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

Uso do castigo físico

No Brasil desde que foi promulgada a lei da palmada (http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2014/Lei/L13010.htm) em 2014, o assunto de castigo físico por parte de pais e responsáveis vem sendo debatido pela sociedade, sem ainda chegar a um consenso.

(mais…)




Dr. José Luiz Setúbal
Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

Avaliação de Atrasos no Desenvolvimento

Assistir uma criança crescer e desenvolver novas habilidades é um dos aspectos mais emocionantes que um pai ou uma pessoa pode ter. Todos os pais seguem o desenvolvimento de seu filho e a maioria das crianças encontra seus marcos de desenvolvimento nos tempos adequados. No entanto, os pais ficam preocupados quando uma criança não faz algo que pela idade que ele “deveria” estar fazendo. É ainda pior quando um amigo, vizinho ou parente está lhe diz todas as coisas incríveis que seu filho está fazendo que o seu não faz ainda.

(mais…)




Dr. José Luiz Setúbal
Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

FÉRIAS ESCOLARES: PAUSA NA ROTINA E MUDANÇAS DE HÁBITOS.

Quando chega o último dia de aula, sempre repito a mesma frase ao meu filho, hoje um adolescente de 13 anos: agora é a hora de aproveitar a folga, mas isso não significa férias de higiene e nem das outras obrigações que fazem parte da vida. A organização do quarto, fazer as três principais de refeições, tomar banho, escovar os dentes, pentear o cabelo, etc., continuam sendo tarefas inerentes ao dia-a-dia, inclusive nas férias, podendo acontecer mais cedo ou mais tarde, em momentos diferentes do usual, no entanto sem direito a isenção.

(mais…)




Déborah Moss
Déborah Moss Psicologa, formada pela PUC- SP em 1998 Mestre em Psicologia do Desenvolvimento- USP Especialista em Neuropsicologia CEPSIC-HC Mãe de três filhos- ARIEL 12 anos, PATRICK 8 anos e ALICIA 4 anos.

De presente, a presença

Na minha família sempre existiu o costume de trocar presentes nas ocasiões que considerávamos especiais, basicamente aniversários e Natal. Eu, talvez por ser leonina, talvez porque ganhar presente tem mesmo um lado gostoso, sempre fui meio apegada ao que ganhava e ansiava muito pelos eventos, principalmente para saber o que ganharia. Apego mesmo. Lembro-me de uma vez em que minha primeira madrinha, a Sonia (que sempre me deu presentes bem legais) me deu de presente uma ou duas perucas. Estas eram bem similares ao cabelo humano, curtas e meio loiro-grisalhas. Saí correndo, me tranquei no banheiro e chorei. Aquilo foi muito difícil para mim, tamanha era minha expectativa.

(mais…)




Lilia Standerski
Lilia Standerski é formada em Pedagogia pela Universidade de São Paulo. Trabalhou muitos anos como professora de Educação Infantil e cursou Pós-Graduação em Educação Lúdica no ISE Vera Cruz. Em agosto de 2015 abriu, junto com uma colega, a Casa Ubá ( www.casauba.com.br), um lugar que desenvolve tempo e espaço para as crianças ampliarem a capacidade de compreender a si mesmas e aos outros por meio de brincadeiras e investigações que surgem nos encontros.
Páginas12345... 26»