PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Dormir a noite toda, é possível?
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Dormir a noite toda, é possível?

Dormir a noite toda, é possível?

14/04/2014
  324   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

blog dormir a noite inteira dia 14 de abril

As mães sempre perguntam ao pediatra quando, finalmente, vão poder dormir a noite toda. Os bebês saudáveis e que estão crescendo normalmente não precisam ser despertados para comer durante a noite. Portanto, não precisa acordar seu pequeno a noite se ele estiver nos seguintes processos:

1-     Crescendo e ganhando peso de forma constante.

2-     Alimentando-se bem de 8 a 12 vezes por dia.

3-     Urinando normalmente com, pelo menos, quatro micções por dia.

4-     Ter pelo menos 3 evacuações normais por dia. A maioria dos bebês têm movimentos intestinais mais frequentes durante a amamentação.

Maneiras concretas para ajudar recém-nascidos a dormir:

 Ajude-o a adormecer com calma, como o balanço suave, (chupar um dedo ou mão, ou de sucção não nutritiva no peito pode ajudar mas não é recomendado). No entanto, nunca coloque seu bebê no berço sem fazer a higiene da boca, após a amamentação. O açúcar natural em muitos líquidos promove o crescimento de bactérias que causam a cárie dentária, e o efeito é especialmente grave quando o resíduo açucarado permanece na boca durante toda a noite. Isso pode resultar em cárie de mamadeira. Líquido, até mesmo água, acumulando na boca também pode ocasionar refluxo por meio das trompas de Eustáquio (pequeno canal entre a garganta e o ouvido). Isso pode criar condições que favoreçam o desenvolvimento de infecções de ouvido.

Conceda total atenção enquanto seu pequeno estiver acordado. Especialmente quando são recém nascidos. Os bebês precisam de ajuda para se sentirem calmos e seguros. Segurar o seu bebê para ajudá-lo a sentir-se seguro não é um comportamento errôneo.

Preste atenção aos sinais de sono e cansaço que o bebê apresenta. Ao perceber os sinais que seu bebê apresenta desde cedo você também vai ter a oportunidade de ajudá-lo a adormecer antes que ele esteja totalmente cansado. Estes sinais se tornarão mais fáceis de identificar e na medida que você vai conhecendo o seu filho as coisas vão se tornando mais fáceis na hora do adormecer.

A orientação é para atender às necessidades do seu bebê desde cedo, de modo que ele vai ser mais capaz de regular seus ciclos de sono e emoções.

O que realmente significa ser um “bom dorminhoco”

É importante para os pais, cuidadores, famílias e amigos entenderem que nessa idade, mesmo com sono profundo uma criança acorda com frequência, mas pode voltar a dormir com facilidade.

Despertar frequentemente é normal e de forma apropriada permite que o bebê acorde quando está com fome ou pode não estar recebendo oxigênio suficiente ou estar com problemas respiratórios. O sono imperturbável nesta idade não é comum.

Autor: Dr. José Luiz Setúbal

Fonte;  Sono: O que cada pai precisa saber (Copyright © 2013 Academia Americana de Pediatria)

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade