PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Bebê chegou. Como ter um boa noite de sono?
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Bebê chegou. Como ter um boa noite de sono?

Bebê chegou. Como ter um boa noite de sono?

10/08/2023
  1290   
  1
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Para os pais de primeira viagem, o sono do nenê parece ser um grande problema. A primeira coisa que precisamos saber é que o recém-nascido dorme boa parte do dia, praticamente acorda para mamar, e isso ocorre a cada três ou quatro horas, dependendo do tamanho da criança e da quantidade de leite que ela mamou.

Um boa noite de sono e a quantidade certa de sonecas podem fazer uma grande diferença para você e seu filho(a). Como pais, passamos coletivamente inúmeras noites sem dormir. Como pediatra, podemos sugerir o que você pode fazer para aumentar as chances de uma noite tranquila para todos.

Coisas essenciais

Noites tranquilas e sonecas fáceis começam com um lugar seguro e confortável para seu bebê dormir e o equipamento certo para mantê-lo calmo. A Academia Americana de Pediatria (AAP) sugere que os pais durmam no mesmo quarto – mas não na mesma cama – com o novo bebê nas primeiras semanas. Um berço pequeno ou mesmo um carrinho permite que você faça exatamente isso. É útil para mães que amamentam, mas algumas famílias acham que todos dormem melhor em seus próprios quartos.

Um colchão de berço de boa qualidade pode acompanhar seu filho(a) desde o momento em que é recém-nascido até o dia em que cresce demais. Procure um que ofereça suporte firme para bebês pequenos e uma superfície confortável para crianças maiores.

Uma parte preciosa dos rituais noturnos de muitas famílias, as histórias para dormir, cantigas de ninar, podem ajudar as crianças a relaxar durante o dia e se preparar para (espero) uma noite inteira de descanso.

Coisas que ajudam

Além de uma cama segura e confortável, um quarto escuro e fresco, livre de perturbações e distrações também pode ajudar seu filho(a) a dormir melhor.

Um monitor de bebê pode lhe trazer paz de espírito, permitindo que você fique de olho – ou apenas um ouvido – em seu bebê dormindo.

Como todo mundo, os bebês dormem melhor em um quarto escuro. Minimizar os distúrbios da luz externa pode ajudar a melhorar a qualidade do sono de uma criança na hora da soneca e à noite (cortinas de black out podem ajudar).

As crianças ficam doentes com frequência à medida que desenvolvem seus sistemas imunológicos. Um umidificador pode aliviar alguns sintomas e ajudar os bebês a respirarem mais facilmente em ambientes mais secos. São Paulo e o centro oeste do Brasil tem um outono/inverno bem seco, e é a pior época para doenças respiratórias.

Usar um cobertor vestível (tipo um saco de dormir) garante que seu bebê fique aquecido e seguro, ao contrário da roupa de cama normal. O saco de dormir não pode cobrir o rosto ou enrolar no pescoço.

Bebês (e adultos) dormem melhor em temperaturas mais baixas. Se onde você mora tem temperaturas muito altas, um ar-condicionado pode ajudar.

Coisas para não ter

A AAP e outros grupos médicos advertem contra a colocação de roupas de cama soltas ou outros itens no berço de um bebê, pois podem apresentar risco de sufocamento.

Os berços modernos têm ripas espaçadas que eliminam a necessidade de protetores de berço (que foram originalmente vendidos para evitar o aprisionamento da cabeça). Embora os grupos médicos insistam veementemente contra o uso deles, muitas empresas de berços e roupas de cama continuam a vendê-los.

Como conclusão, o que os pais precisam é dar para seus filhos um ambiente que seja confortável: sem muito barulho, de preferência escuro e com uma temperatura mais para fresca, que tenha um berço espaçoso (sem coisas que possam prejudicar a respiração) e roupas adequadas para não deixar o bebê desconfortável em caso de movimentação. Tranquilize o nenê na hora de dormir com algum ritual de sono que seja calmante, como histórias ou músicas tranquilas. Fazendo isso, provavelmente todos terão um boa noite de sono!

Saiba mais:

https://institutopensi.org.br/blog-saude-infantil/disturbios-do-sono-em-criancas-como-os-pais-podem-ajudar/

https://institutopensi.org.br/blog-saude-infantil/orientacoes-do-sono-na-infancia/

https://institutopensi.org.br/blog-saude-infantil/guia-para-pais-sono-seguro/

https://institutopensi.org.br/blog-saude-infantil/ajudando-sua-crianca-a-formar-bons-habitos-de-sono/

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

(CRM-SP 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, com especialização na Universidade de São Paulo (USP) e pós-graduação em Gestão na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás, David e Benjamim.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mensagem enviada

  • Adriani disse:

    Ótima matéria Dr. Aqui em casa estamos seguindo desta forma , o grande desafio para nós no início foi quantidade de vezes que fazíamos a Chloe mamar e arrotar nas madrugadas , além dos choros, hoje ela com 3 meses percebemos que os intervalos estão aumentando consequentemente conseguimos ter noites mais tranquilas.
    Ressalto grande dedicação das mamães em especial a minha esposa, com amamentação materna proporcionando qualidade de vida e saúde para nossa filha.

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade

    Cadastre-se na nossa newsletter

    Cadastre-se abaixo para receber nossas comunicações. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade de Instituto PENSI.