PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
É de chocolate
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
É de chocolate

É de chocolate

21/03/2016
  698   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Eu já escrevi aqui, reclamei, chorei, dramatizei.

Encarnei o “Isaac não me ama mais” de todas as maneiras possíveis.

Sou boba. sei.

Sou exagerada. ok.

Mas acontece que eu sou assim, e sofro do jeito que me cabe.

Certo que dou risada. muita risada de mim.

Inclusive agora, enquanto teclo, tem gente me olhando com olhar estranho, já que tenho um risinho constante.

Quem é mãe de menino já deve ter recebido essa graça divina sentido que há sempre uma criaturinha apaixonada, suspirando por você, derretendo de tanto te amar.

Pois bem, isaac era assim. era.

Hoje mais me ignora do que me observava.

Hoje mais bufa na minha cara do que suspirava de amores e admiração.

Hoje mais fala “ôôô mããããe…” do que “mamãe!!!”

Hoje…. enfim…. perdeu o interesse.

É fase. Eu sei. E até aproveito.

Sofro sim, sinto falta sim, mas é a vida.

E a vida, essa coisa, sempre me dando tapinhas na cara.

Me rotulando como essa doida exagerada que mesmo sou.

Explico:

Isaac entra no carro e eu já esperando toda a sorte de respostas monossilábicas para as raras perguntas que faço na saída da escola.

Ele me espia, faz gracinhas pelo retrovisor.

Logo penso que aquele sorrisinho alí é uma armadilha.

E encaro que estarei presa nela nos próximos segundos.

Ele sai do carro, me abraça e manda:

– Você é minha mãe de chocolate!

– Sou é? tô doce ou bronzeada?

– Nãããão mããããe (só pra não perder o costume, vai), você é minha delícia.

Enquanto eu ficava alí, anestesiada, pronta pro momento cataploft que há tempos não vivia, ele escancarou a banguela e foi.

Foi voltar a ser o menino de seis anos, quase sete, que ignora a mãe o resto da tarde.

Carol Garcia

Carol Garcia

Carol Garcia nasceu jornalista e descobriu isso bem mais tarde. Apareceu na TV, na internet, escreveu quilômetros de textos, fala pacas pelo microfone e adora. Nasceu mãe também, e hoje aos 36, vive de aprender e ensinar com o Isaac. Logo, ela juntou tudo, misturou, chacoalhou e mantém um blog onde desfia e desafia todos os loopings dessa montanha russa que é a maternidade. http://viajandonamaternidade.blogspot.com.br/

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade