PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Evitando erro de medicação em pronto atendimento
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Evitando erro de medicação em pronto atendimento

Evitando erro de medicação em pronto atendimento

28/03/2018
  1030   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

O Sabará Hospital Infantil tem uma das maiores portas de pronto atendimento para criança e adolescentes do Brasil. Atendemos cerca de 110 mil crianças por ano e nos meses de outono chegamos a atender 11 mil crianças por mês. Para fazer isso de forma eficiente contamos com um sistema de triagem que favorece as crianças mais graves em detrimento da ordem de chegada. Temos uma grande equipe de pediatras e de enfermeiras treinadas para tentar amenizar o tempo de espera e de ter protocolos que deem segurança de estarmos fazendo o melhor atendimento possível.

Os erros de medicação em ambientes hospitalares podem causar sérios danos, incluindo a morte. Novas recomendações conjuntas para cuidados médicos de emergência emitidos hoje visam melhorar a segurança da medicação pediátrica, reduzir erros e salvar vidas. No Sabará Hospital Infantil seguimos as normas da Joint Commission International para segurança do paciente.

A Academia Americana de Pediatria (AAP) juntamente como Colégio Americano de Médicos de Emergência (ACEP) e a Associação de Enfermagem de Emergência (ENA) colaboraram na declaração de política “Segurança de Medicação Pediátrica no Departamento de Emergência” publicada na edição de março de 2018 da revista Pediatrics e a edição de março de 2018 dos Annals of Emergency Medicine.

Melhorar a segurança da medicação pediátrica requer uma abordagem colaborativa, pois muitos desses erros são evitáveis. Com essas novas recomendações, espera-se salvar vidas e melhorar os cuidados de saúde para as crianças começando antes que uma criança vá ao hospital, continuando por meio de atendimento de emergência e depois que um paciente é dado alta.

O ambiente de atendimento de emergência pediátrica pode ser um ambiente de alto risco para erros de medicação devido a muitos fatores, incluindo falta de dosagem padronizada de drogas, dosagem com base em peso, ordens verbais, ambiente agitado, falta de farmacêuticos clínicos na equipe de cuidados e muitas transições com cuidado. Esse tipo de problema não ocorre em adultos onde as preparações e doses são praticamente uniformes.

Os autores observam a ausência de padrões pediátricos universalmente aceitos em relação à dosagem e limites em situações médicas de emergência. Ao desenvolver um formulário pediátrico padrão com concentrações específicas e dosagem padrão, médicos e enfermeiros podem se beneficiar de padrões de educação e prática contínuos para a prescrição de medicamentos pediátricos de alto risco e frequentemente utilizados.

Essa é a vantagem de ter um hospital exclusivamente pediátrico como o Sabará. As pessoas estão atentas às doses, às preparações e diluições, além disso temos protocolos e treinamentos específicos para isso. Outra preocupação é para as crianças que retornam para casa, a política recomenda fornecer dispositivos de entrega métrica ao lado de pictogramas para auxiliar na medição da medicação e diminuir os erros.

A política descreve 18 recomendações para melhorar a segurança da medicação no departamento de emergência, incluindo zonas de segurança sem distração para preparação de medicamentos, farmacêuticos no departamento de emergência e adicionando um currículo de segurança de medicação pediátrica dedicado aos programas de treinamento.

Muitas dessas recomendações já fazemos e estamos preparados para fazer uma prevenção aos erros de medicação no Sabará Hospital Infantil.

Saiba mais:

 

 

Autor: Dr. José Luiz Setúbal

Fonte: Pediatrics – March 2018

 

Pediatric Medication Safety in the Emergency Department

Lee Benjamin, Karen Frush, Kathy Shaw, Joan E. Shook, Sally K. Snow, AMERICAN ACADEMY OF PEDIATRICS Committee on Pediatric Emergency Medicine, AMERICAN COLLEGE OF EMERGENCY PHYSICIANS Pediatric Emergency Medicine Committee, EMERGENCY NURSES ASSOCIATION Pediatric Emergency Medicine Committee

 

As informações contidas neste site não devem ser usadas como um substituto para o cuidado médico e orientação de seu pediatra. Pode haver variações no tratamento que o pediatra pode recomendar com base em fatos e circunstâncias individuais.

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade