PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Lavagem das mãos: um poderoso antídoto contra a doença
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Lavagem das mãos: um poderoso antídoto contra a doença

Lavagem das mãos: um poderoso antídoto contra a doença

26/10/2017
  819   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Durante a semana do dia 15 de outubro tivemos no Sabará Hospital Infantil uma campanha de lavagem de mãos. Ela ocorre periodicamente e é uma das razões dos nossos baixíssimos índices e taxas de infecção hospitalar. O ato de lavagem de mãos é uma coisa importante dentro do hospital, mas deveria fazer parte de nossos hábitos de higiene em nossa vida normal.

Quantas vezes você e seu filho lavaram suas mãos hoje? Você pode não ter pensado muito. Isso faz parte da sua rotina, feito com frequência sem pensar, ou talvez você não faça muito. Mas como pediatra posso dizer sem medo de errar: a lavagem das mãos pode ser o ato mais importante que você e seu filho têm para prevenção de doenças.

O mais cedo possível, ensine seu filho o hábito de lavar as mãos com frequência e completamente. Durante todo o dia, seu filho está exposto a bactérias e vírus, por exemplo quando toca um colega de brincadeira, compartilha brinquedos ou acaricia o gato. Uma vez que suas mãos entram em contato com germes, elas podem se infectar rapidamente através de:

1- Esfregar os olhos com a mão suja;

2- Tocar no nariz, com coriza;

3- Colocar os dedos na boca.

Todo o processo pode acontecer em segundos e causar uma infecção que pode durar dias, semanas ou até mais.

A lavagem das mãos pode impedir a propagação da infecção. A chave é incentivar seu filho a lavar as mãos ao longo do dia. Por exemplo, ajude-o ou lembre-o de lavar as mãos:  

  • Antes de comer (incluindo lanches);  
  • Depois de uma ida ao banheiro;  
  • Sempre que voltar de brincar ao ar livre;  
  • Depois de tocar um animal de estimação, da família ou não;
  • Depois de espirrar ou tossir. Ele deve cobrir a boca ou nariz com as mãos e lavá-las;
  • Quando alguém na casa está doente.

Estudos sobre lavagem das mãos em banheiros públicos mostram que a maioria das pessoas não tem hábitos de higiene muito bons. “Lavar as mãos” pode significar apenas um rápido mergulho de água e talvez um pedaço de sabão, mas não o suficiente para limpar as mãos. Então, o que envolve uma lavagem de mãos completa? O Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) americano recomenda as seguintes etapas:  

1- Molhe as mãos do seu filho para retirar a sujeira grossa e visível.

2- Aplique sabão em barra limpo ou sabão líquido nas mãos e, em seguida, coloque a barra em uma prateleira onde pode drenar o líquido antes da próxima lavagem das mãos.  

3- Esfregue as mãos vigorosamente juntas. Esfregue todas as superfícies completamente.  

4- Mantenha esfregando durante 10 a 15 segundos para remover eficazmente os germes.  

5- Enxágue as mãos completamente e, em seguida, seque-as.

As prateleiras de farmácia estão cheias de sabonetes antibacterianos na moda, mas estudos mostram que esses produtos antibacterianos não são melhores para lavar a sujeira e os germes do que o sabão normal. A melhor solução é lavar as mãos do seu filho com água morna e sabão comum. O uso regular de sabão e água é melhor do que usar sabonetes, géis, enxaguamentos e esfregações à mão sem água (e muitas vezes com álcool) quando as mãos do seu filho estão visivelmente sujas (e com crianças, geralmente há sujeira nas mãos!). No entanto, quando não há pia disponível (por exemplo, no carro), esfregar a mão com álcool em gel pode ser uma alternativa útil.

Saiba mais:

https://institutopensi.org.br/blog-saude-infantil/maos-limpas-maos-seguras/

https://institutopensi.org.br/blog-saude-infantil/dia-mundial-de-lavar-as-maos/

https://institutopensi.org.br/blog-saude-infantil/especial-videos-educativos-previna-a-disseminacao-de-infeccoes/

Autor: Dr. José Luiz Setúbal

Fonte: Imunizações e Doenças Infecciosas: um Guia de Pais Informados (Copyright © 2006 Academia Americana de Pediatria)

As informações contidas neste site não devem ser usadas como um substituto para o cuidado médico e orientação de seu pediatra. Pode haver variações no tratamento que o pediatra pode recomendar com base em fatos e circunstâncias individuais.

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade