PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Mamãe Blogueira: Menino Valente
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Mamãe Blogueira: Menino Valente

Mamãe Blogueira: Menino Valente

16/02/2016
  719   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Falaremos de filmes, também.

Mas não da minha princesa preferida não.

O único príncipe a ser citado neste texto é aquele que coloquei no mundo.

Então vamos lá.

Isaac nasceu – por mais que não tratemos as coisas assim em casa – naquela sociedade do azul é de menino e rosa não, do menino não chora menina sim, do boneca não pode pra meninos, do você é homem rapaz! tem que ter coragem!

Uma coisa irritante, mas que existe.

Vamos lidando e lutando com certas coisinhas.

Mas então, Isaac está naquela fase de super valorização do ser masculino.

E no meio de todos os poréns, quer ser corajoso e valente, não sensível.

Tá difícil de mostrar os medos.

Tem lutado para não demonstrar o que ainda entende por fraquezas.

Eu, que me mostro ser fraco sempre que posso e preciso, muitas vezes observo.

Ensino, dou exemplos, abro meu coração, e observo.

Sem pressão, sem trauma, sem dor.

Mas venho então descobrindo que Isaac tem sim seus medinhos normais, que todo menininho de 6 anos pode e deve ter, e mesmo com a casquinha de pequeno macho forte e poderoso, deixa escapar o que venho lhe mostrado, que é possível sim ser feliz fora desses parâmetros.

Explico.

Ele pediu pra assistir (pela milhonésima vez) Jurassic Park.

Ele se segurou o quanto pode, mesmo se borrando de medo do t-rex.

Aí resolvi cutucar:

– Ai Isaac! essa cena é muito emocionante! ai meu Deus!

Ele não pensou duas vezes, agarrou meu braço, apertou os olhos e mandou:

– Então me protege mãe! Me protege que eu assusto!

Aí deixou o orgulho bobo de lado e assistiu coladinho em mim, até o final.

Eu?

Curti o filho, o filme e o risinho besta que morou em mim por um bom tempo.

 

Carol Garcia

Carol Garcia

Carol Garcia nasceu jornalista e descobriu isso bem mais tarde. Apareceu na TV, na internet, escreveu quilômetros de textos, fala pacas pelo microfone e adora. Nasceu mãe também, e hoje aos 36, vive de aprender e ensinar com o Isaac. Logo, ela juntou tudo, misturou, chacoalhou e mantém um blog onde desfia e desafia todos os loopings dessa montanha russa que é a maternidade. http://viajandonamaternidade.blogspot.com.br/

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade