PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
O dia em que o Zé Ramalho me passou uma rasteira
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
O dia em que o Zé Ramalho me passou uma rasteira

O dia em que o Zé Ramalho me passou uma rasteira

12/12/2016
  704   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Sabem,
Eu tenho um relacionamento ótimo com o som do meu carro.
Somos amigos, somos parceiros.
Conversamos, cantamos, nos divertimos juntos.
E sim.
Sou aquela louca que para do seu lado no semáforo e mesmo assim continua cantando e dançando como se você alí não existisse.
Eu empolgo.
E nem ligo.

Bom,
Acontece que dia desses estava eu toda trabalhada nas letras lindas do Zé Ramalho.
Curti, boa parte do dia.
Linda, feliz, cantando.

Aí vou buscar Isaac na escola e o Zé, lá, soltando a voz.
E eu também.
Avôhai!!!
Pego filhote, coloco no carro, converso sobre o dia e continuo a cantoria.
Até que Zé me sacaneia, me joga pra serpente, me deixa no silêncio.
E do banco de trás escuto, com voz curiosa:

– Mãe, o que é sexo????

Pronto. Não há cogumelo que salve esse momento.

– Oi? Sexo? Ouviu onde filho?

– Ué, você acabou de falar que sexo é assunto popular.

Me imaginem alí, estabacada, caída de cara nesse chão de giz.
Pensei, com aquele poder da “fração de segundos” que toda mãe tem.
Analisei.
Arrepiei.
Mas, né?
Que jeito?

– Olha filho, sexo tem vários significados…

E ele alí, me encarando pelo retrovisor.

– Hum?

– Sexo é uma maneira de namorar que só os adultos podem fazer.

– Tá bom.

E voltou pra janela, onde leu uma placa de trânsito.
Achei estranho ele não questionar os “outros significados” mencionados pela doida aqui.
Logo ele se vira e manda:

– Mas mãe….

Antes dele formular nova pergunta eu lembrei de uma amigo contando sobre a fatídica pergunta do filho e copiei, rápida no gatilho:

– E sexo também é se você é menino ou menina.

– ?????

– Eu sou do sexo feminino e você é do sexo masculino.

E claro, engatinhei brincadeira pra ele esquecer do outro significado por um tempo, tipo uns OITO ou NOVE anos:

– Então o Iron é de que sexo?

– Macho!!!!

– E a vovó?

– Feminina?!

– Sim! E o papai?

– Masculino ou Macho?

E lá vamos nós.12

Carol Garcia

Carol Garcia

Carol Garcia nasceu jornalista e descobriu isso bem mais tarde. Apareceu na TV, na internet, escreveu quilômetros de textos, fala pacas pelo microfone e adora. Nasceu mãe também, e hoje aos 36, vive de aprender e ensinar com o Isaac. Logo, ela juntou tudo, misturou, chacoalhou e mantém um blog onde desfia e desafia todos os loopings dessa montanha russa que é a maternidade. http://viajandonamaternidade.blogspot.com.br/

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade