PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Gatilhos para asma
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Gatilhos para asma

Gatilhos para asma

03/07/2014
  5144   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Certas coisas causam “ataques” ou fazem piorar a asma. Estas são chamadas de gatilhos.

Alguns gatilhos comuns da asma são:

  1. Coisas que seu filho pode ser alérgico. Estes são chamados de alérgenos.
  2. Ácaros (pequenos artrópodes que vivem no pó)
  3. Pelos de animais
  4. Baratas
  5. Pólens
  6. Infecções das vias aéreas
  7. As infecções virais do nariz e da garganta
  8. Outras infecções, como a pneumonia
  9. Fatores irritantes no ambiente, como cigarro e outras fumaças
  10. Poluição atmosférica
  11. O ar frio, ar seco
  12. Odores, fragrâncias, compostos orgânicos voláteis em sprays e produtos de limpeza
  13. Exercício físico (cerca de 80% das pessoas com asma podem desenvolver chiado, tosse e uma sensação de aperto no peito quando se exercita.)
  14. Estresse

Certifique-se de verificar todos os “ambientes” do seu filho, como a escola, creche e casas de parentes, por exposição a estas mesmas coisas.

Leia também: Asma em crianças

Ajude seu filho a evitar os gatilhos

Embora seja impossível tornar o lugar em que vive completamente livre de fatores irritantes, existem coisas que você pode fazer para reduzir a exposição.

As dicas a seguir podem ajudar:

  1. Não fume e nem deixe que as pessoas façam o mesmo em sua casa ou carro.
  2. Reduza a exposição aos ácaros. As coisas mais necessárias e eficazes para fazer são: cobrir o colchão do seu filho e travesseiros com capas especiais à prova de alergia, lavar suas roupas em água quente a cada 1 a 2 semanas, retirar brinquedos de pelúcia do quarto, passar o aspirador de pó ou retirar poeira regularmente. Outras medidas de prevenção, que são mais difíceis ou caras, incluem a redução da umidade na casa com um desumidificador ou remoção de carpetes no quarto. Quartos não devem ser acarpetados.
  3. Se alérgico a animais de estimação peludos, o único meio verdadeiramente eficaz de reduzir a exposição aos alérgenos de estimação é doar os animais. Se isso não for possível, mantenha-os fora do quarto.
  4. Reduza a infestação de baratas, preparando armadilhas, fechando buracos nas paredes, ralos ou outros pontos de entrada, e evitando deixar comida ou lixo exposto.
  5. Fungos são frequentes devido à umidade excessiva dentro de casa, o que pode resultar de danos causados ​​pela água devido à inundação, goteiras, tubulações com vazamentos ou umidade excessiva. Faça o reparo de quaisquer fontes de vazamento de água. Controle a umidade interna utilizando exaustores nos banheiros e cozinha e adicionando um desumidificador em áreas com alta umidade naturalmente.
  6. A exposição ao pólen pode ser reduzida pelo uso de um ar condicionado no quarto de seu filho, com a janela fechada.
  7. Reduza os aromas do ambiente usando produtos de limpeza sem perfume e evitando bolas de naftalina, desodorizantes de ambiente ou velas perfumadas.
  8. Confira os relatórios de qualidade do ar em previsões do tempo ou na Internet. Quando a qualidade do ar é pobre, mantenha o seu filho dentro de casa e tenha certeza de ter por perto seus medicamentos de controle de asma.

Diminuir a exposição do seu filho a fatores que atacam a asma vai ajudar a diminuir os sintomas, bem como a necessidade de medicamentos.

Leia também: Asma: o que é e como tratá-la

Fonte: AAP Seção de Alergia e Imunologia (Copyright © 2003)

As informações contidas neste site não devem ser usadas como substitutas para o tratamento médico e orientação de seu pediatra. Pode haver variações no tratamento que o pediatra pode recomendar com base em fatos e circunstâncias individuais.

Atualizado em 14 de junho de 2024

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

(CRM-SP 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, com especialização na Universidade de São Paulo (USP) e pós-graduação em Gestão na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás, David e Benjamim.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade

    Cadastre-se na nossa newsletter

    Cadastre-se abaixo para receber nossas comunicações. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade de Instituto PENSI.