PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
A nova forma de usar a maconha
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
A nova forma de usar a maconha

A nova forma de usar a maconha

11/09/2015
  859   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

 

drug-kid

A prática conhecida como ” Dabbing ” parece estar ganhando terreno como uma nova maneira de usar maconha.Um artigo de perspectivas, “Dabbing”: Mere Marijuana or Harmful New Trend? Publicado na revista Pediatrics, descreve esse método de usar maconha e seus riscos para que os médicos estão preparados para discussões com os pais e adolescentes.

A não ser que você passe muito tempo pesquisando, provavelmente não ouviu falar sobre a mania do óleo de maconha. Qual é a potência dele? Um pedaço do tamanho de uma bala Tic Tac pode ser equivalente a tragar um baseado inteiro. Até para quem fuma muito, a experiência pode ser como a de ficar chapado pela primeira vez.

O processo de produção é simples: a erva é colocada (sobras, depois de os brotos serem removidos) em um tubo e forçada com um solvente. O solvente evapora, deixando só as resinas da planta – que são cheias de substâncias químicas psicoativas, incluindo níveis astronômicos de THC que podem superar os 80%. Por outro lado, ganhou uma má reputação quando químicos amadores esqueceram-se de que trabalhavam com um gás volátil e se feriram em explosões. Desde que seja feito por profissionais, é apenas erva superforte – e talvez razoavelmente segura. Mesmo assim, não faz mal seguir o conselho de Ian Williams, especialista do Green Door Wellness Center, de Denver: “Use como uma sobremesa, não como o prato principal”.

A produção de óleo de haxixe é simples e requer poucos recursos, mas é extremamente perigoso devido à natureza inflamável, volátil do solvente. Ele tem sido associado a fogos, explosões e queimaduras graves. Comparado com cannabis fumado, este método ou forma de uso carrega um risco mais elevado de ferimentos acidentais causados ​​por queimaduras. Os resultados de saúde potenciais de óleo de haxixe em comparação com a folha de cannabis são, em grande parte desconhecida devido à falta de pesquisa.

Os autores solicitam médicos para lembrar os pacientes que usaram maconha dos perigos potenciais associados com um produto mais forte. Este é mais um alerta para os pais de jovens para ficarem alertas as atividades de seus filhos e ao uso de drogas por eles.

Autor: Dr. José Luiz Setúbal.

Fonte: Pediatrics jun 2015 “Assessing the Dangers of “Dabbing”: Mere Marijuana or Harmful New Trend?”.

As informações contidas neste site não devem ser usadas como um substituto para o atendimento médico e orientação de seu pediatra. Pode haver variações no tratamento que o seu pediatra pode recomendar com base em fatos e circunstâncias individuais.

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade