PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Assentos de carro e as medidas de segurança
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Assentos de carro e as medidas de segurança

Assentos de carro e as medidas de segurança

11/03/2013
  824   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Saiba os cinco erros mais comuns cometidos pelos pais e tente ao máximo evitá-los

Segurança no assento de carro da criança

A segurança do assento de carro não é brincadeira de criança, pois ela é crucial para proteger o seu filho durante a viagem. Saber como instalá-lo com segurança, assim como a fivela do cinto, às vezes, pode ser difícil.

Entenda os 5 erros mais comuns que os pais fazem ao instalar e usar os assentos de carro:

1: Conseguir um assento de carro usado sem pesquisar sua história

Se você pensa em um assento de carro, certifique-se de:

• Ver as instruções, a etiqueta que mostra a data de fabricação e o modelo;
• Ver se não foi reformado;
• Ver se não tem mais de 6 anos de idade;
• Ver se não tem nenhum dano visível ou falta de peças;
• Ver se nunca sofreu um acidente moderado ou grave;
• Ver se você conhece a história do banco do carro. Caso contrário, é melhor não usá-lo.

2: Colocar o assento de carro no lugar errado

O lugar mais seguro para a cadeirinha é o banco de trás, longe de bolsas de ar ativos (airbag). O assento de carro colocado no banco da frente com airbag pode fazer com que a criança seja atingida direto na cabeça e causar uma lesão grave ou fatal. Aquela que anda no acessório voltado para frente também pode ser prejudicada por uma bolsa de ar. Se for necessária a viagem do pequeno em um automóvel com apenas uma fileira de assentos, desative os airbags frontais ou instale um interruptor de alimentação para evitar que eles disparem durante uma colisão.

Se o objetivo é colocar apenas uma cadeirinha no banco de trás, se possível, instale-o no centro ao invés de ao lado de uma porta, tudo para minimizar o risco de lesões.

3: Fazer o banco do carro de berço de substituição

Um assento de carro é projetado para proteger o seu filho durante a viagem. Sendo assim, ele não é para ser usado como um berço de substituição. Um estudo de 2009 mostrou que dormir por muito tempo sentado em um assento de carro pode comprimir um recém-nascido no peito, o que leva a níveis mais baixos de oxigênio.

Mesmo a obstrução mais leve pode prejudicar o desenvolvimento de uma criança. Deixá-la sentada no banco do carro por longos períodos também pode contribuir para o desenvolvimento de um plano local, na parte de trás da cabeça do bebê, e agravar a doença do refluxo gastroesofágico (DRGE) – uma doença digestiva crônica.

Além disso, a criança pode facilmente ser ferida pela queda de um assento de carro utilizada indevidamente ou que está localizada em uma superfície elevada, tal como uma mesa ou bancada. Embora a fivela seja essencial, não deixe que o seu filho durma ou relaxe no banco do carro por muito tempo.

4: Instalação incorreta

Ela pode ser um desafio, a princípio. Antes de instalar o assento, leia as instruções do fabricante e a seção sobre assentos de carro no manual. Verifique se o acessório está bem preso, se ele não permite mais de 2 cm de movimento lado a lado ou de frente para trás, e se está perto da parte inferior dos pontos de fixação e na direção correta.

Use as ranhuras descritas no manual do banco do carro de instrução, geralmente, localizado abaixo dos ombros da criança. Coloque o clipe do cinto no peito ou nas axilas do seu filho – não no abdome ou no pescoço. Verifique se as correias e arreios estão situados contra o peito do pequeno e sobre os quadris, sem nenhuma folga. Posicione a prega de transporte do assento de carro, conforme as instruções do fabricante.

5: A criança encostada no ângulo incorreto

Na posição de trás para frente, recline o assento do carro de acordo com as instruções do fabricante, de modo que a cabeça de seu filho esteja firme. Muitos assentos incluem indicadores de ângulo ou reguladores. Você também pode colocar uma toalha enrolada firmemente sob a borda frontal do assento para alcançar o ângulo direito. Isto evita que o acessório balance.

Por: Dr. José Luiz Setúbal
Fonte: Clínica Mayo: Family Health Book

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade