PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Por que algumas crianças precisam de distrações para comer?  
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Por que algumas crianças precisam de distrações para comer?   

Por que algumas crianças precisam de distrações para comer?  

22/09/2020
  98   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

O uso excessivo de telas pelas crianças é um assunto discutido exaustivamente em várias esferas da sociedade. Seu uso pode ser visto em diferentes momentos e locais, o que causa preocupação aos pais, educadores, entre outros profissionais, por conta das distrações na hora de comer.

Comer com distração, na frente da TV, Ipad ou celular é rotina para muitas famílias. Para além da questão do uso indiscriminado de telas e todas as discussões a respeito dessa prática, a alimentação, para algumas crianças, sem a presença dessas distrações pode significar o ‘não comer’. Vamos entender o porquê.

De acordo com a prática clínica:

  • Crianças muito ansiosas com a comida podem precisar de distração para ajudar a relaxar durante a refeição;
  • Crianças com transtornos do processamento sensorial, as quais vivenciam situações muito aversivas durante as refeições, podem ter a sensação de minimizá-los através da distração da tela;
  • Algumas crianças podem estar habituadas à distração durante a refeição e isso se transforma num ritual que pode trazer certa segurança e confiança;
  • Algumas famílias usam a distração como uma forma de barganha e persuasão na hora da refeição.

Pensando um pouco na importância da hora da refeição para aprendizagem e socialização, estar presente durante esse momento significa aprender com o alimento, com o outro e através do outro, de seus hábitos e comportamentos. Adultos servem de modelos para as crianças e possuem uma grande influência na formação dos hábitos alimentares. Estar exposto aos vários alimentos à mesa, rodeado dos seus familiares, significa estar em um ambiente rico de oportunidades. Se as crianças estiverem distraídas pela tela, elas perderão todas essas informações e oportunidades de aprendizagem.

Para algumas crianças isso pode ser um grande desafio, porém, independentemente da situação em que seu filho se encontre, tenha em mente que é um aprendizado importante.

A retirada da tela deve ser feita aos poucos. Você pode diminuir o tempo gradativamente, respeitando as necessidades e os sentimentos do seu filho, fazendo a retirada de forma respeitosa para ambos. Algumas vezes pode ser necessária a avaliação de um profissional. Não se sinta culpada e não hesite em procurar ajuda quando necessário.

Leia também: Mídias sociais: atenção à publicidade infantil na internet

Claudia Ramos

Claudia Ramos

Fonoaudióloga do Centro de Excelência em Nutrição e Dificuldades Alimentares do Instituto PENSI.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade