PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
A dieta e as doenças cardíacas
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
A dieta e as doenças cardíacas

A dieta e as doenças cardíacas

12/03/2013
  3337   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

As doenças cardíacas são as assassinas número um de homens e mulheres nos Estados Unidos e na maioria dos países industrializados. Os principais fatores de risco são tabagismo, pressão alta, diabetes, alto nível sanguíneo de colesterol, inatividade física e excesso de peso. Se os membros de sua família tiveram doenças cardíacas em uma idade precoce, a criança pode estar em risco antes do tempo também.

Crianças e adolescentes americanos comem mais gordura saturada e têm níveis mais elevados de colesterol no sangue que a maioria dos jovens da mesma idade localizados em outros países desenvolvidos. A taxa de doenças cardíacas tende a manter o ritmo de crescimento com os níveis de colesterol atuais.

Um estudo descobriu os primeiros sinais de endurecimento das artérias (aterosclerose) em 7% das crianças entre as idades de 10 e 15 anos e a taxa foi duas vezes maior entre as idades de 15 e 20. Segundo a American Heart Association, uma dieta precoce e saudável reduz o colesterol e, se continuar na adolescência, há redução do risco de doença arterial coronariana na idade adulta.

Todas as crianças maiores de 2 anos devem seguir uma dieta saudável para o coração, incluindo produtos com baixo teor de gordura. Para aquelas com idades entre 12 meses e 2 anos com histórico familiar de obesidade, gorduras no sangue anormais ou doença cardiovascular, reduzir o teor de gordura do leite deve ser considerado.

Leia também:

1) Dicas para melhorar a alimentação dos seus filhos
2) Crianças precisam fazer exames periódicos de colesterol
3) Como reduzir gordura e colesterol na dieta das crianças

Fonte: Nutrição: o que cada pai precisa saber | Copyright © Academia Americana de Pediatria 2011

As informações contidas neste site não devem ser usadas como um substituto para o atendimento médico e aconselhamento do pediatra. Pode haver variações no tratamento que o profissional da área pode recomendar, com base em fatos e circunstâncias individuais.

Atualizado em 23 de abril de 2024

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

(CRM-SP 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, com especialização na Universidade de São Paulo (USP) e pós-graduação em Gestão na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás, David e Benjamim.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade

    Cadastre-se na nossa newsletter

    Cadastre-se abaixo para receber nossas comunicações. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade de Instituto PENSI.