PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Aprendendo (ou não) com a Internet
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Aprendendo (ou não) com a Internet

Aprendendo (ou não) com a Internet

02/10/2013
  544   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Muitos adolescentes se envolvem em situações perigosas devido aos materiais disponíveis online

adolescente e internet

Como já ouvi de um jovem adolescente, “tudo o que você precisa saber e aprender está na internet. O que não está no GOOGLE não existe”.

Na revista Pediatrics, havia o seguinte relato:

“Um menino de 15 anos de idade veio para o pronto-socorro do Hospital Infantil Nationwide, em Columbus, Ohio, queixando-se de uma tosse que durou três horas seguidas. O adolescente admitiu que havia construído uma zarabatana caseira usando as instruções que ele encontrou na Internet. Ao invés de assoprar para impulsionar o dardo, ele acidentalmente o aspirou, o que impulsionou o objeto a se alojar na via aérea inferior. Os médicos fizeram um relatório sobre este caso e dois outros semelhantes foram constatados dentro de um período de três meses. Em todos os três casos, os meninos encontraram instruções para a construção de dardos de zarabatana online.”

Os autores do estudo encontraram mais de 20 sites que descrevem como fazer dardos de zarabatana, mas poucos incluem avisos adequados de segurança. De acordo com eles, o tratamento imediato pode resultar em um bom resultado para o paciente, mas as complicações graves podem ocorrer, especialmente, devido à hesitação para informar a causa dos sintomas.

Como se vê, realmente há de tudo para se aprender na Internet. Por isso, achamos que devemos orientar os pais e os responsáveis pelos adolescentes sobre os cuidados com relação aos conteúdos disponíveis online. Isso vale para dardos, armas, (por absurdo que possa parecer, existem instruções públicas de como construir bombas e armas de fogo), e mostrar os riscos que eles correm. Um diálogo franco e educativo talvez seja a melhor forma de prevenção e de orientação para jovens ao invés de uma atitude repressora.

Por Dr. José Luiz Setúbal

Fonte: The Internet, Adolescent Males, and Homemade Blowgun Darts: A Recipe for Foreign Body Aspiration | Pediatrics

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mensagem enviada

  • SIRANE BANDEIRA LOPES disse:

    são orientações fundamentais para pais que trabalham e não tem muito tempo com seus flhos, assim não tem como controlá-los, deveria ser mostrado na rede globo, uma vez que é ela que todos assistem.

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade