PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Arsênico no suco de maçã
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Arsênico no suco de maçã

Arsênico no suco de maçã

12/09/2013
  867   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Pesquisa pontua se a presença da substância na bebida é perigosa à saúde

Arsênico no suco de maçã

O arsênico está presente no meio ambiente como uma substância de ocorrência natural ou como resultado da contaminação por meio da atividade humana. Ele é encontrado na água, no ar, nos alimentos e no solo em formas orgânicas e inorgânicas. A exposição prolongada a altos níveis de arsênico está associada a taxas mais elevadas de câncer na pele, na bexiga, no pulmão, bem como doenças cardíacas.

No Brasil, não vemos muitas notícias sobre o nível de pesticidas ou de venenos nos alimentos, mas, em outros países, isso é comum. Nos EUA, o Food and Drug Administration (FDA) divulgou os resultados finais do estudo feito pela instituição sobre o arsênico presente no suco de maçã.

As conclusões são que os níveis globais de arsênico em suco de maçã são baixos, porque uma pequena proporção de amostras apresentou níveis mais elevados da substância. O FDA propõe agora que os níveis dele na bebida não devem ser maiores aos permitidos na água potável.

Com base na investigação, o FDA está confiante na segurança global com relação ao suco de maçã para as crianças e os adultos. A Academia Americana de Pediatria lembra aos pais de que não é necessário oferecer qualquer suco aos filhos para se ter uma dieta equilibrada e saudável. Durante anos, a AAP recomenda a ingestão limitada de todas as bebidas doces, incluindo suco, por causa do risco de má nutrição, obesidade e cáries.

Em 2012, questões semelhantes foram levantadas sobre arsênico em produtos que contenham arroz. A investigação da FDA desses produtos ainda está em curso.

A AAP trabalhará com os órgãos federais da FDA e outras instituições de saúde para limitar o nível de arsênico em alimentos e bebidas, além de participar de discussões sobre diminuição da exposição ao arsênico. Os pais que tiverem dúvidas sobre a nutrição de seus filhos são encorajados a falar com o pediatra.

Por Dr. José Luiz Setúbal

Fonte: U.S. Food and Drug Administration (FDA)| Julho 2013

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mensagem enviada

  • Anderson Luiz disse:

    Olá bom dia!

    Estou deixando este recado para o pessoal de compras, se for do interesse de vocês fiquem a vontade em ligar-nos, trabalhamos com montagem, desmontagem, venda e manutenção de estruturas porta-pallets, estantes, gondolas, drive-ins e mezaninos, conheça nosso site: http://www.montcerto.com.br

    (19) 3027-2721
    atencosamente: Anderson Luiz

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade