PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Charutinho do bebê
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Charutinho do bebê

Charutinho do bebê

29/06/2015
  1737   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

charutinho-de-bebe

Paninhos e cobertas fazendo “charutinhos” é um método consagrado pelo tempo para ajudar a acalmar os bebês. Eles ajudam bebês mais agitados a relaxarem durante os períodos de vigília e torna mais fácil colocar para dormir a maioria dos recém-nascidos.

Os recém-nascidos têm um número de reflexos inatos, inclusive o Moro (ou susto). Se um recém-nascido é empurrado ou surpreendido por um barulho ou movimento físico, ele normalmente vai estender os braços para fora e, em seguida, rapidamente flexioná-los na frente de seu corpo. O Moro pode ser desencadeado por movimentos próprios de um bebê ou por ações que vêm de seu entorno. De qualquer forma, o reflexo pode causar o despertar da e o choro. O charutinho impede que se assustem a todo momento.

Antes do nascimento os bebês estão confinados no espaço do útero. Embora seja importante para mover seus braços e pernas após o nascimento, as pesquisas mostram que os recém-nascidos se acalmam quando enrolados com seus braços junto aos seus corpos. Isto pode ser conseguido por um tranquilizante abraço ou pelos panos ou cobertor.

Como todos os aspectos da criação dos filhos é importante encontrar um equilíbrio com o seu bebê. É importante para ele experimentar diferentes tipos de interações físicas. Isso inclui abraços, beijos, contato pele-a-pele, balanço suave e massagem, etc. Assim, os panos podem ser um “salva-vidas” real quando um bebê é muito exigente e é melhor usado quando a criança está dormindo ou por breves períodos (cerca de 20 a 30 minutos), enquanto acordado.

A melhor maneira de fazer o “charutinho” é mantendo os braços ao lado do corpo. A razão para isso é porque a maioria dos bebês vai “sair” do “charutinho” se seus braços são posicionados na frente de seu peito.

O objetivo é conter seus braços. O charutinho não deve restringir as pernas do bebê, porque é importante para que ele seja capaz de flexionar os joelhos e quadris em todos os momentos. A razão pela qual isso é importante é porque as crianças podem desenvolver um problema no quadril (displasia do desenvolvimento do quadril) se seus quadris são contidos em uma posição estendida (em linha reta).

A maioria dos médicos recomendam que os pais parem com esta estratégia quando seus bebês estiverem com quatro meses. Nesta idade, os reflexos que podem interferir no sono de um bebê desapareceram e muitos bebês estão começando a rolar. Este é também o momento em que um bebê vai interagir mais ativamente com o seu entorno. Ele vai pegar objetos e explorá-los com a boca. Ele pode usar uma chupeta ou chupar o dedo para fins de auto calmante.

Autor: Dr. José Luiz Setúbal. 

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade