PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Cuidados e tratamentos para a conjuntivite
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Cuidados e tratamentos para a conjuntivite

Cuidados e tratamentos para a conjuntivite

11/04/2011
  1602   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

A conjuntivite é uma doença frequente com múltiplas causas. Em alguns momentos, como o atual,  podem ocorrer surtos de propagação da conjuntivite viral. A melhor forma de tratamento é evitar a contaminação, através de medidas de higiene, principalmente das mãos. Já, quando os sintomas aparecem, lavar bem a área afetada e, na dúvida sobre o tipo de conjuntivite, procurar assistência médica para decidir sobre a conduta mais adequada.

Definição:
É a inflamação da membrana que envolve o olho (branco dos olhos) e da superfície interna das pálpebras.
Tem duração de até 2 semanas.
O tempo de afastamento escolar depende da gravidade do quadro (a critperio do médico).

Causas:
Contaminação por bactérias ou vírus que podem ser transmitidas pelas mãos, toalhas ou uso brolongado de lentes de contato.
Reações alérgicas causadas por produtos irritantes como poluição do ar, fumaça de cigarro, sabonete, sprays, cloro de psicina, produtos de limpeza e pólen de plantas.

Sintomas:
Olhos vermelhos.
Sensibilidade a luz.
Inchaço das pálpebras.
Secreção nos olhos.
Coceira nos olhos.
Sensação de cisco nos olhos.

Tratamento:
Depende da causa.
Tem como finalidade diminuir o desconforto.
Lavar os olhos e fazer compressas com água gelada filtrada ou soro fisiológico.
Não usar colírios ou pomadas sem orientação médica.

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mensagem enviada

  • joõse carla nunes de souza disse:

    boa tarde meu filho michael está com esse problema já naõ sei mais o que fazer levo ele no médico mas não adianta continua sofrendo muito me ajuda por favo eu sofro muito de velo assi

    • Equipe Sabará disse:

      José,

      É importante seguir todas as recomendações do médico para que seu filho se recupere logo. No entanto se você não está vendo melhora, recomendamos que volte ao hospital. Temos certeza de que tudo ficará bem. Abraços

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade