PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Dia das Mães
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Dia das Mães

Dia das Mães

08/05/2015
  302   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

dia das maes

Mãe, aquela mulher que nos traz todos os problemas, graças a Deus! Nos traz a febre que aconteceu de madrugada, a criança que não come, o espirro e a tosse, nos traz “o peso está bom?”.

A criança pode ser trazida acompanhada pelo pai, pela madrinha, pela avó, pela cuidadora, mas a mãe sempre está presente. Se não é fisicamente, é por um bilhetinho, uma carta cheia de dúvidas a serem respondidas, por conversar de whatsapp no momento da consulta e, às vezes, até por telefone no viva-voz.

O importante mesmo é que ela venha, de uma forma ou de outra, que esteja presente em nossas vidas, assim como está 100% presente na vida de seus filhos.

Desde o nascimento, sendo a principal responsável pela vida do recém-nascido, cuidando, alimentando e decifrando cada choro, cada resmungo. Aquela que perde a noite de sono facilmente, sem muito reclamar, e que se esquece de cada sacrifício assim que vê o filho acordar com um sorriso no rosto e a pilha recarregada, pronto para mais um dia de brincadeiras, fraldas e muita bagunça.

Nas horas de felicidade, uma boa nota na escola ou até uma bronca na nota vermelha, nos arranhões que precisam de um curativo, ou apenas o beijinho para sarar antes de casar. Nos momentos de medo à noite, quando o bicho papão surge do nada embaixo da cama.

Ela que está presente nos momentos de frustração, nos ajudando a compreender cada problema, cada batalha, e não derruba uma lagrima sequer, se segurando ao máximo, para poder limpar a lagrima do seu bem mais precioso, seu filho.

Mulher batalhadora, que dá a própria vida no lugar de outra, sem nem um pingo de duvida de que valeria a pena. A mulher que é considerada a principal entre outras mulheres.

A pessoa mais sensitiva que se pode ter por perto, quando diz que não, é não mesmo. Se não gosta de alguém, é melhor seguir o conselho, consegue farejar de longe o que é bom ou não para sua família.

Mãe se desdobra em mil para conseguir que tudo do bom e do melhor seja feito. Aquela que não dorme quando o filho está com febre, e depois que ele cresce não dorme até que ele chegue em casa voltando da balada, e ainda tem que escutar “que mico mãe”.

Mas depois o tempo passa, e os filhos voltam a querer o abraço, o cafuné, o colo que sempre tem espaço para carregar o filho, por maior que ele esteja. Não existe lugar melhor no mundo, mais seguro, mais reconfortante do que o colo de mãe.

Mesmo o comércio tendo roubado este dia tão importante, tirando, muitas vezes a magia e a emoção, e mesmo com o clichê de que a mãe deve ser lembrada sempre, e que todo dia é dia das mães, fala sério, é muito bom ter um dia especial só para ela, aquele dia que você pode, sem vergonha nenhuma, tirar proveito e uma lasquinha daquele colinho gostoso, daquele abraço e o beijo que só a mãe da gente tem.

Sorte daquele que ainda tem a sua mãe para poder curtir mais um dia dedicado à ela, que é a responsável pelo que somos hoje.

Obrigada mãe.

 

Maici Ciari

Pediatra do Centro de Dificuldades Alimentares do Instituto Pensi – Hospital Infantil Sabará

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade