PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Gatilhos para Asma
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Gatilhos para Asma

Gatilhos para Asma

03/07/2014
  1473   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

asma blog

Certas coisas causam “ataques” ou fazem piorar a asma. Estes são chamados de gatilhos. Alguns gatilhos comuns da asma são:

1-   Coisas que seu filho pode ser alérgico. Estes são chamados os alérgenos. (A maioria das crianças com asma têm alergias e alergias são uma das principais causas de sintomas da asma.)

2-   Ácaros (pequenos artrópodes que vivem no pó)

3-   Pelos de animais

4-   Baratas

5-   Pólens

6-   Infecções das vias aéreas

7-   As infecções virais do nariz e da garganta

8-   Outras infecções, como a pneumonia ou infecções dos seios

9-   Irritantes no ambiente (ar exterior ou interior que você respira) como cigarro e outras fumaças e inalantes

10- Poluição atmosférica

11- O ar frio, ar seco

12- Os odores, fragrâncias, compostos orgânicos voláteis em sprays, e produtos de limpeza

13- Exercício (Cerca de 80% das pessoas com asma desenvolver chiado, tosse, e uma sensação de aperto no peito quando se exercita.)

14- Estresse

15- Certifique-se de verificar todos os “ambientes”, do seu filho, como a escola, creches e casas de parentes, por exposição a estas mesmas coisas.

 

Ajude seu filho a evitar os gatilhos

Embora seja impossível para tornar o lugar em que vive completamente livre de irritantes, existem coisas que você pode fazer para reduzir a exposição.

 

As dicas a seguir podem ajudar.

 

1-   Não fume e nem deixe que as pessoas façam o mesmo em sua casa ou carro.

2-   Reduzir a exposição aos ácaros. As coisas mais necessárias e eficazes para fazer são:  cobrir o colchão do seu filho e travesseiros com coberturas especiais à prova de alergia, lavar suas roupas em água quente a cada 1 a 2 semanas, retirar brinquedos de pelúcia do quarto, passe o aspirador de pó ou retirar poeira regularmente. Outras medidas de prevenção, que são mais difíceis ou caras, incluem a redução da umidade na casa com um desumidificador ou remoção de carpetes no quarto. Quartos não devem ser acarpetados.

 

3-   Se alérgico a animais de estimação peludos, o único meio verdadeiramente eficaz de reduzir a exposição aos alérgenos de estimação é doar os animais. Se isso não for possível, mantê-los fora do quarto.

 

4-   Reduzir a infestação de baratas para exterminar regularmente, preparando armadilhas, fechando buracos nas paredes ou outros pontos de entrada, e evitando deixar comida ou lixo exposto.

5-   Fungos são frequentes devido a umidade excessiva dentro de casa, o que pode resultar de danos causados ​​pela água devido à inundação, goteiras, tubulações com vazamentos, ou umidade excessiva. Reparar quaisquer fontes de vazamento de água. Controlar a umidade interna, utilizando exaustores nos banheiros e cozinha, e adicionando um desumidificador em áreas com alta umidade naturalmente.

6-   Exposição ao Pólen pode ser reduzida pelo uso de um condicionador de ar no quarto de seu filho, com a abertura fechada, e deixando portas e janelas fechadas durante os tempos de alta de pólen.

7-   Reduzir os aromas do ambiente usando produtos de limpeza sem perfume e evitando bolas de naftalina, desodorizantes de ambiente, ou velas perfumadas.

8-   Confira os relatórios de qualidade do ar em previsões do tempo ou na Internet. Quando a qualidade do ar é pobre, manter o seu filho dentro de casa e ter certeza que ele leva seus medicamentos de controle de asma.

Diminuir a exposição do seu filho a fatores que atacam a asma vai ajudar a diminuir os sintomas, bem como a necessidade de medicamentos.

 

 

Autor: Dr. José Luiz Setúbal

Fonte:  AAP Seção de Alergia e Imunologia (Copyright © 2003)

As informações contidas neste site não devem ser usadas como um substitutas para o tratamento médico e orientação de seu pediatra. Pode haver variações no tratamento que o pediatra pode recomendar com base em fatos e circunstâncias individuais.

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade