PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Mais um pouco sobre a Asma
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Mais um pouco sobre a Asma

Mais um pouco sobre a Asma

03/10/2016
  772   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Um estudo do governo federal dos EUA, sugere que a epidemia de asma na infância pode estar estabilizando ou mesmo a diminuindo depois de anos de aumento constante, mas, infelizmente, não entre as crianças pobres americanas.

 

Pesquisadores do Centro Nacional para Estatísticas de Saúde analisou as taxas de asma entre 2001 e 2013 para o estudo, “Mudando Tendências em Asma Prevalente entre Crianças”, publicado no janeiro de 2016.

 

Foi encontrado que a taxa global de asma na infância aumentou entre 2001-2009, continuando uma tendência iniciada em 1982. A taxa atingiu o pico em 2009 em 9,7%, mas, em seguida, começou a diminuir significativamente estabilizou em 2013 em 8,3%.

 

Os autores do estudo disseram que as diferenças nas taxas de asma com base na raça de uma criança surgiram em 1996, mas parou de aumentar após 2009. Observaram também que as crianças negras e não hispânicas, apresentaram os maiores aumentos ao longo da década anterior e começaram a ver um declínio em taxas nos últimos anos. Análise com base no status socioeconômico no estudo, no entanto, mostrou que a prevalência de asma entre as crianças pobres parece continuar a aumentar.

 

Os investigadores disseram que, embora os dados não possam identificar o por que as tendências diferem entre subgrupos de crianças, eles especulam que viver na pobreza pode aumentar exposições ambientais ligadas ao desenvolvimento de asma.

 

No Brasil, além das crianças mais carentes viverem em ambientes degradados, elas continuam a ser muito mal acompanhadas, apesar dos esforços do “Brasil Carinhoso”, programa do governo federal que tem, na asma infantil, um de seus focos de atuação na área de saúde da criança.

 

Autor: Dr. José Luiz Setúbal

Fonte: Pediatrics, January 2016

CHANGING TRENDS IN ASTHMA PREVALENCE AMONG CHILDREN

Lara J. Akinbami, Alan E. Simon, Lauren M. Rossen

 

As informações contidas neste site não devem ser usadas como um substituto para o cuidado médico e orientação de seu pediatra. Pode haver variações no tratamento que o pediatra pode recomendar com base em fatos e circunstâncias individuais

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade