PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
O que fazer em caso de aspiração de corpo estranho
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
O que fazer em caso de aspiração de corpo estranho

O que fazer em caso de aspiração de corpo estranho

13/04/2011
  10924   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

 

É sempre essencial que um adulto supervisione as brincadeiras dos pequenos. Muitos brinquedos, principalmente aqueles “piratas” podem apresentar peças pequenas e perigosas que podem ser ingeridas e gerar sufocamentos e até levar à morte em casos mais graves de engasgo. Não são raros esses tipos de acidentes nas emergências dos hospitais.

Devido a curiosidade das crianças elas costumam colocar as peças pequenas dos brinquedos no ouvido, boca e nariz. Além disso, é possível encontrar em exames moedas, tampas de canetas e partes de brinquedos. As últimas, aliás, são um perigo à parte, pois podem ser altamente tóxicas quando ingeridas.

A maioria das vítimas de aspiração de corpo estranho são lactentes e crianças nos primeiros anos de vida: estatísticas mostram que mais de 80% dos casos ocorrem até os três anos de idade. Os meninos são mais propensos do que as meninas. Na maior parte das vezes, o corpo estranho é deglutido e vai para o sistema digestivo, podendo ser eliminado nas fezes. Em alguns casos, é necessário algum procedimento para retirada do objeto. Se o corpo estranho for para as vias respiratórias, o quadro pode ser mais grave.

Metade dos casos são diagnosticados em até 1 dia após o acidente, porém, a outra parte não faz essa mesma observação, diagnosticando o problema dias ou até semanas após o acidente, quando a criança passa a apresentar sintomas com progresso, mais intensos e até pneumonia. Se notar que a criança engoliu algo que não deve, você deverá procurar assistência médica o quanto antes.

Evite tentar retirar o objeto se não estiver visível. Remover esses objetos da boquinha das crianças, nariz ou orelhas pode tornar a situação ainda mais séria, pois esses objetos podem sair
do lugar. Se forem aspirados para os brônquios, pode ocorrer um quadro de insuficiência respiratória. Em caso de asfixia, é muito importante que os pais ou responsáveis chamem um serviço de emergência.

Algumas manobras podem salvar os pequenos quando engasgam, mas só devem ser feitas por pessoas capacitadas e se a criança estiver consciente. Em bebês menores de 1 ano, o ideal é colocá-los de costas no colo e dar firmes golpes em direção à cabeça, com a palma da mão na região do meio das costas.

O QUE FAZER QUANDO A CRIANÇA ENGASGA: Manobra de Heimlich

A manobra de Heimlich é uma técnica de emergência para desobstrução das vias aéreas superiores por corpo estranho, o famoso engasgo.  Não se esqueça de, antes de mais nada, chamar a emergência (192) ou os bombeiros (193).

Para crianças com menos de 2 anos:
1- Apóie a cabeça e o pescoço do bebê em uma das mãos. Coloque a criança com o rosto para baixo, apoiando a barriga dela no seu braço, mantendo a cabeça mais baixa do que o corpo. Apóie o seu braço na coxa.
2-Golpeie as costas da criança 4 vezes, com força, pressionando a palma da mão entre as omoplatas (asa de borboleta) dela.
3- Prenda o pequeno entre suas mãos, apoiando a cabeça e o pescoço em uma delas, e vire o bebê de costas. As costas, o pescoço e a cabeça do bebê devem ficar apoiados no seu braço, sendo que a cabeça deve ser mantida abaixo do corpo.
4- Usando 2 ou 3 dedos , faça 4 compressões no esterno (osso do meio do tórax). Comprima o esterno abaixando de 1,5 a 2,5 centímetros em cada compressão. Evite pressionar a ponta do esterno.

Para crianças de mais de 2 anos conscientes:
1- Posicione-se por trás da criança
2- Passe os braços ao redor da cintura dela.
3- Posicione um punho fechado acima do umbigo e abaixo da caixa torácica (costelas).
4- Segure o seu punho fechado com a outra mão e puxe as duas mãos firmemente para trás e para cima, rapidamente, no sentido da caixa torácica, por 6 a 10 vezes.

A causa mais freqüente de engasgos são os alimentos. A aspiração de produtos não-alimentares é menos freqüente e requer diferentes medidas preventivas, pois envolvem também crianças maiores. Deve-se ter, inicialmente, o cuidado com o ambiente onde a criança mais permanece, evitando-se pequenos objetos jogados pelo chão ou em outros lugares ao alcance da mesma, tais como pregos, parafusos, tampas de canetas e similares.

Deve-se selecionar os brinquedos segundo a idade; para crianças mais novas, por exemplo, aqueles que não contenham partes pequenas removíveis. Vale lembrar que alguns brinquedos determinantes do acidente não pertencem à própria criança, mas a irmãos mais velhos e por eles deixados ao seu alcance.
No Brasil, é ainda incipiente a atenção dispensada pela indústria e pelas autoridades e instituições de saúde à prevenção de acidentes por aspiração de corpos estranhos.

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mensagem enviada

  • maria lucineia candido disse:

    hoje,depois de varios anos trabalhando em uma unidade basica de saude ,me deparei com um problema desses,uma criança de um pouco mais de 1 ano engasgou com bala e a mae ligou desesperada no posto pedindo socorro,corri para atender pedi para ligarem no hospital e fui massagiando a criança ate o hospital, que voltou a respirar um pouco antes de chegar no hospital,estou muito feliz,aguardo diaguinostico medico.
    Gostaria se possivel receber por email toda e qualquer novidade sobre primeiros socorros.Obrigada

  • Erika disse:

    Boa tarde…
    Gostaria de saber se é normal ter pneumonia menos de um mês 3 vez ela tem 1ano e 11 meses,já ficou internada 3 vezes e agora o que eu faço pode ser engasgamento de corpo estranho

    • Equipe Sabará disse:

      Erika,

      Se a criança não apresenta melhora é essencial que volte ao hospital para receber as devidas orientações e para que a criança receba o devido tratamento.
      Abraço

  • Natália Leite disse:

    Olá , meu nome é Natália .. e estou bastante preoculpada com o que pode acontecer com o meu irmão , ele acaba de engolir um bico de uma caneta. Não sei se devo esperar até que saia as fezes ou devo ir logo à um Hospital?!

    • Equipe Sabará disse:

      Natália, é importante que você leve seu irmão urgente a um Pronto Socorro. Acredito que já devem ter feito isso e esperamos que ele esteja melhor e livre de quaisquer complicações. Abraços.

  • Catiane disse:

    meu filho de 3 anos colocou uma ponta de lapiz de cor no nariz . oq devo fazer?

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Catiane, esperamos que seu filho esteja bem. Criança, comumente, faz peraltices. Neste caso, é bom sempre ficar de olho nos pequenos e correr para o hospital caso algo inusitado aconteça. Abraços.

  • helzimar disse:

    Oi, minha filha de 04 anos colocou um feijão no nariz(em 20/07/14) no dia seguinte o otorrino não o encontrou, mesmo pelo exame pelo vídeo, e orientou p q qualquer secreção retornar. pode ser q ela tenha engolido.
    Após 3 dias poderá ainda estar no nariz mesmo tendo feito o exame de video? Devo procurar outro médico? Pois o Dr. me informou q se mais tarde vier secreção devido ainda estar no nariz só será retirado no centro cirurgico.
    Obrigada.

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Helzimar, recomendamos que mantenha a prescrição médica, mas caso sinta necessidade busque uma segunda opinião. É importante prestar bastante atenção nesta fase. Esperamos que sua pequena fique boa logo.

  • sonia braga disse:

    Preciso saber o seguinte:aproximadamente ha 4 meses percebi que meu neto estava com cheiro muito forte em sua respiração.Foi levado com muita tosse ao pronto atendimento onde um pediatra deu-lhe antibióticos e remedios para tosse.mas não resolveu e o levamos a outro pediatra e disse que era uma sequela de gripe e mais antibiótico inalações com atrovent e berotec…..sem resultados…..novamente a um otorrino que disse que poderia ser um corpo estranho no nariz.Mais 5 injeçoes de antibióticos e inalações e soro fisiológico para lavar o nariz e o pedido de um raio x.Lembrando que ao examinar meu neto,não encontrou nenhum corpo estranho.Fiz o raio x e ele detectou uma sinusite e deu mais um tratamento com soro fisiosiológico,gotas de um outro medicamento para inalaçao e um remedio para tomar.Nada adiantou…levamos para um outro pediatra e mostramos o raio x e ele deu um tratamento para a tosse por uma suposta faringite, soro fisiológico e antibiótico de novo….retornando , disse que era pra dar um xarope e espirrar nas narinas um outro medicamento para tratamento de rinite….enfim…o menino começou com dor de cabeça e os pais pararam com o medicamento via nasal por dois dias…tipo quinta para sábado.O mal cheiro na criança era insuportável.Ela continuava tossindo. Qd foi no domingo de manhã meu neto Yuri Luiz expeliu via nasal um pedaço de E.V.A do tamanho de uma unha curta de polegar masculino.Estava suja de material amarelo…Isso td foi num período de mais ou menos de 4 a 5 meses.Doutores…me ajude a compreender td isso.vi a mão de Deus sobre o meu neto… isso foi por parte dos médicos “O que”incompetência ou isso pode ocorrer mesmo?E se ele tivesse aspirado esse E.V.A?Por favor , expliquem para mim o que houve? Obrigada.Sonia Braga

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Sonia, ficamos felizes que agora esta tudo bem com seu pequeno. Sem conhecer o quadro clinico dele não temos como prescrever um tratamento, sugerimos que busque um especialista de sua confiança para que ele indique o melhor tratamento.
      Abraços.

  • Daniela oliveira disse:

    Nossa,gente minha filha de 3 anos ontem brincando com folhas de uma árvore veio correndo e me disse que tinha entrado um pequeno pedaço da folha rasgada em seu nariz olhei e não avistei nada então pedi para ela suar umas dez vezes na água não saiu nada não sei o que fazer será que ainda está lá ela passo o dia coçando o nariz mas diz (mamãe não tem mas nada) alguém me responde o que fazer?

    • Equipe Sabará disse:

      Olá, Daniela. Não temos como diagnosticar sem conhecer o quadro clinico da sua pequena. Recomendamos que visite um médico e tire todas as suas dúvidas com esse especialista. Abraços.

  • ana Carolina disse:

    Minha filha tem 2 anos ela estar com um mau cheiro no nariz ja levei ao medico otorrinolaringologista ms n to tendo resposta vc pode me ajudar por favor.

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Ana! Não temos como diagnosticar sem conhecer o quadro clinico da sua pequena. Recomendamos que visite um médico e tire todas as suas dúvidas com esse especialista. Abraços.

  • Sara disse:

    Hoje minha filha de 3 anos chegou para mim e disse: Mamãe eu coloquei uma pecinha preta no meu nariz e eu não consegui tirar meu dedinho não alcançou … Fiquei louca, fiz tudo errado me desesperei, chorei liguei para minha mãe e ela mandou eu me acalmar. Aí observei que ela não espirrou, não tossiu, não engasgou não reclamou de dor, não tem coriza… Fiquei mais angustiada ainda pois na minha cabeça leiga e nervosa só imagino que foi parar nos pulmões da criança. Alguém me ajude em primeiro tirar esses medos desesperadores da minha cabeça, segundo como proceder, que médico buscar, exame fazer…

  • Edriane Da Silva disse:

    Olá minhas filha fe 4 anos colocou uma bolinha de plástico no nariz
    Ela esta bem tranquila ja tentei enchergar o objeto com uma lanterna mas
    nao vi nada e ela tambem não está si queixando de nada o qual o procedimento a fazer?

  • Jessica hubert disse:

    Olá minha filha colocou no nariz um pedaço de masinha de modela estou muito preocupado

  • Keli disse:

    Boa tarde,

    Meu filho de 8 meses aspirou um medicamento após a administração via seringa, no ato de cuspir ele prendeu a respiração e no momento exato da administração ele engasgou e após a manobra de Heimlich, começou a tossir sem para e em seguida ficou com um chiado no peito, que só passou após várias horas tossindo eventualmente . Mesmo assim é necessário levar ao médico? Pode levar a um quadro de pneumonia??

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade