PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Onze passos para se identificar problemas psiquiátricos
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Onze passos para se identificar problemas psiquiátricos

Onze passos para se identificar problemas psiquiátricos

22/12/2011
  15839   
  121
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Uma pesquisa nos EUA identificou 11 sinais simples para descobrir se uma criança tem problemas mentais

Um grupo de especialistas em saúde mental de todo os Estados Unidos, alarmados com o número crescente de crianças que lutam contra transtornos psiquiátricos não diagnosticados, formulou uma lista de 11 sinais simples para identificar uma doença mental.

O objetivo é tornar mais fácil para que pais, professores, pediatras e outros que trabalham com crianças saibam quando devem tomar medidas para conseguir cuidar de uma criança ou adolescente.

A lista visa ajudar ao separar sinais de doenças de humor típicas e comportamento perturbador ocasionais, como desafio, agressividade e impulsividade. O modelo para os itens foi baseado na relação de sete sinais de alerta para o câncer, emitida pelo Instituo do Câncer nos EUA.

Os sinais de alerta para doenças psiquiátricas precisam, muitas vezes, ser diferenciados de comportamento problemático de uma criança. Vestígios como extrema dificuldade para se concentrar ou ficar parado, causas de insucesso escolar, sentimentos que deixam os pequenos muito tristes ou retirados, por exemplo, podem ser um problema, se permanecerem por duas semanas ou mais.

O grupo, liderado pelo psiquiatra Peter Jensen da Mayo Clinic, entrevistou cerca de 6.000 famílias para elaborar a lista que foi testada em crianças que já possuíam diagnóstico de transtornos psiquiátricos, para ver se ela teria previsto as suas condições.

Abaixo estão os 11 sinais de alerta que os pais devem prestar atenção:

1- Criança que se sente muito triste ou fica isolada por duas semanas ou mais;
2- Seriamente tentada em ferir ou matar a si mesma ou que tem planos para fazê-lo;
3- Medo assustador sem razão, às vezes, com um coração disparado ou respiração rápida;
4- A que se envolve em várias brigas;
5- Comportamento fora de controle, que pode machucar a si mesma ou aos outros;
6- Aquela que não come, vomita ou usa laxantes para perder peso;
7- Que tem preocupações excessivas ou medos que atrapalhem as atividades diárias;
8- Extrema dificuldade em concentrar-se ou permanecer quieta a ponto de ter insucesso escolar;
9- Graves alterações de humor que causam problemas nas relações;
10- Mudanças drásticas no seu comportamento ou de personalidade;
11- Uso repetido de drogas e álcool.

Por Dr. José Luiz Setúbal

Fonte: Child Mind Institute (Nov- 2011)

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mensagem enviada

  • Andreia Peres disse:

    Olá, estou precisando de ajuda urgente. Tenho um filho de 15 meses e ele tem um comportamento agressivo demais. Bate nas pessoas, morde, joga tudo no chão, mexe em todas as coisas, nada tá bom porque sempre chora, não dorme no berço dele. O pior é que não sei lidar com a situação e perco as vezes a cabeça. Preciso urgente da ajuda de voces ou de alguem que vcs conheçam.
    Desde já agradeço
    Obrigada

    • Equipe Sabará disse:

      Andréia, primeiramente calma, sei que é dificil lidar com um filho desta idade, mas é nesta idade que a birra e a manha começam a se evidenciar nas crianças e é uma fase um pouco chata. Provavelmente um pediatra (não de pronto socorro) saberá te orientar, em casos mais graves, talvez necessite de uma avaliação com psicóloga para uma consulta e testes diagnósticos. Obrigado. =]

  • ELISABETE disse:

    OLÁ,
    TENHO UMA FILHA DE 5 ANOS QUE FREQUENTA A PRÉ ESCOLA, E DESDE O ANO PASSADO VENHO SENDO CHAMADA VÁRIAS VZS DEVIDO À PROBLEMAS DE COMPORTAMETOS COMO:
    -Ñ QUERER FICAR NO MESMO AMBIENTE QUE AS OUTRAS CÇAS;
    -DIZER Ñ SEMPRE QUE CONTRARIADA, COMO QDO É PARA SAIR DE UM AMBIENTE E IR A OUTRO DENTRO DA ESCOLA;
    -ATAQUES DE FÚRIA COMO ENTRAR EMBAIXO DE MESAS OU SAIR CORRENDO PELA ESCOLA SEM QUE NINGUÉM CONSIGA SEGURÁ-LA;
    -SAIR MTO DA REALIDADE QDO QUESTIONADA SOBRE UM DETERMINADO ASSUNTO, COLOCANDO PERSONAGENS DE HISTÓRIAS E DESENHOS QUE OUVE OU ASSISTE;
    -PREFERE BRINCAR SOZINHA DO QUE COM AS CÇAS, E QDO O FAZ, QUER A CÇA EXCLUSIVA PARA BRINCAR COM ELA.
    SÃO ESSES E ALGUNS OUTROS QUESTIONAMENTOS QUE ME FIZERAM PROCURAR UM NEUROPEDIATRA, QUE PEDIU UMA OBSERVAÇÃO MAIS DETALHADA DA EDUCADORA.
    COMO ELA É FILHA ÚNICA, Ñ TENHO COMO OBSERVAR ALGUNS COMPORTAMENTOS QUE SÓ NA ESCOLA PODE OBTER, MAS OS ATAQUES DE FÚRIA TAMBÉM SÃO FREQUENTES QDO É CONTRARIADA COMIGO E COM O PAI.
    GOSTARIA DE ALGUMAS SUGESTÕES PARA QUE EU POSSA OBSERVA-LA MELHOR E SE Ñ ESTOU PREOCUPADA A TOA, POIS ALGUMAS PESSOAS DIZEM “QUE ISSO É NORMAL” NA IDADE DELA, INCLUSIVE OS MÉDICOS.
    OBRIGADA.

    • Equipe Sabará disse:

      Elisabete, você não está preocupada a toa, isto não é normal. Sua filha parece estar sofrendo muito. Acredito que o melhor a fazer é procurar um psicológo para fazer um pesicodiagnóstico. Você viu que muito do que discreve está no artigo, não creio que seja um neuropediatra o melhor profissional para te ajudar. Veja na escola o que eles sugerem?

  • cimira de Souza Santana disse:

    Olá!
    Estou gostantando das informações obitidas aqui, más gostaria de saber a respeito de crescimento de bebês, alguns da mesma idade da minha (7 meses ) são bem maiores que ela e isso me preocupa, apesar de ser um bebê bem gordinho e saudavel.Alguem poderia me falar a respeito disso?

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Cimira, encaminhamos sua dúvida ao nosso corpo clínico e em breve lhe daremos uma resposta. Abraços! 🙂

    • Equipe Sabará disse:

      As variações de crescimentos e peso são normais. Por isto, é importante o acompanhamento com o pediatra, para ver se está correndo tudo bem, de maneira mais personalizada.

  • Tatiana S. disse:

    boa tarde, sou professora em uma creche e tenho um aluno que agride aos demais sem motivos e exclusivamente só na face, o mesmo só se dá por satisfeito depois de ferir muito o amigo, não sei o que faço com esta criança já conversei com a mãe para procurar um especialista, fico preocupada, pois muitas vezes não sei se minha atitude é de reprende-lo ou simplesmente abraça-lo. peço que por favor me mande uma orientação em um livro site etc para eu poder ajudá-lo de alguma forma.

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Tatiana, encaminhamos sua dúvida ao nosso corpo clínico e em breve lhe daremos uma resposta. Abraços! 🙂

    • Equipe Sabará disse:

      Provavelmente, a criança precisa ter um limite e cabe ao cuidador impor. O limite pode ser colocado de várias maneiras, mas de qualquer forma a criança precisa saber que está fazendo algo errado e ter uma punição. Colocar de castigo por alguns minutos, conversar com ele sobre o que fez, etc.

  • flavia disse:

    olá nao sei mais o q fazer meu filho tem 5 anos emim preocupa muito as atitudes dele,ele mim questiona muito,do nada fca furioso quer mim bater,responde o paibate nele mesmo e fica mandando eu bater nele mesmo,ja nao sei mais o q fazer mim ajude por favor

    • Equipe Sabará disse:

      Flávia, procure se informar na escola se ele é assim também ou só com vocês, pais. Se esta atitude se repete em várias ocasiões e com pessoas diferentes talvez seja bom você procurar um psicólogo para um psicodiagnóstico. Se é só com os pais, provavelmente vocês precisam mudar o jeito de lidar com ele.

  • Rejane disse:

    Olá!
    Tenho um menino de 5 anos e tenho percebido q ele não consegue se concentrar por mto tempo, estou preocupada. Conversei c a prof no colégio e ela me disse q ele demora demais p fazer as atividades dadas, sempre o último, e q tem a sua atenção por pouco tempo.
    Isso é sintoma de alguma doença?
    Obrigada.

    • Equipe Sabará disse:

      Rejane, uma criança de 5 anos muitas vezes não se concentra por muito tempo, quanto ao fato dele ser o último, você não deve preocupar se ele consegue fazer as tarefas solicitadas, cada um tem seu ritmo que precisa ser respeitado. As variações são muito grandes de criança para criança nesta idade. Procure observá-lo e qualquer coisa leve a um pediatra para que ele converse com você e avalie se há necessidade de fazer alguma coisa. Obrigado.

  • Lourival Ferreira Luis disse:

    Tenho sentido muitos problemas de saude,as vezes sinto-me tão mal que parece que minha alma vai sair de mim,já fiz todos os exames possiveis e não foi detectado nem um problema,já metratei com psicologa, neurologista, psiquiatra, clinico geral já não tenho mais como tentar, as vezes acredito que tenho algum problema tipo psicológico ou psiquiatrico mas os médicos não conseguem descobrir o que me provoca tanto mal…

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Lourival, sua dúvida foi encaminhada ao nosso corpo clínico e em breve lhe daremos uma resposta. Abraços! 🙂

    • Equipe Sabará disse:

      Lourival, pela sua descrição você parece estar com uma depressão, ou alguns transtornos de humor. Procure um psiquiatra que saberá medicá-lo e um psicólogo para te ajudar.

  • Andréia disse:

    Olá!Tenho um menino de 8 anos, segundo a prof.ª ele é o nº 1 da turma em comportameno e aprendizado. Porém, em casa ele é o oposto, desobediente, agressivo, só fala gritando, as vezes perco a cabeça.
    Será que isso pode ser sinal de algum transtorno?

    Obrigada!

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Andréia, sua dúvida foi encaminhada ao nosso corpo clí­nico e em breve lhe daremos uma resposta. Abraços! 🙂

    • Equipe Sabará disse:

      Andreia, me parece que você não está conseguindo colocar os limites no seu filho ou não tem autoridade sobre ele. Procure conversar com seu pediatra, ele certamente saberá te orientar.

  • telma disse:

    tenho um filho de 6 anos, que tem dificuldade de concentração, demora a fazer as lições na escola e não para sentado querendo brincar o tempo todo, a professora sempre reclama e diz que ele atrapalha as aulas o que devo fazer

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Telma, sua dúvida foi encaminhada ao nosso corpo clínico e em breve lhe daremos uma resposta. Abraços! 🙂

    • Equipe Sabará disse:

      Telma, o melhor a fazer é pedir opinião de seu pediatra, mas talvez uma consulta com um neuropediatra possa ajudar a ver se seu filho é só inquieto ou se tem algum distúrbio de atenção.

  • Antonia Lopes Moreira Filha disse:

    Boa Noite, tenho duas filhas,uma com 14 e outra com 5anos. A mais velha escreveu por várias vezes que odeia a irmã, já disse a amigas que queria que a irmã morresse. Questiono e ela sempre nega. Tem também o hábito de escrever no diário(leio escondido)que se corta, não gosta da vida, se sente infeliz. Porem nunca observei corte nenhum em seu pulso. Acredito que ela precisa falar isso para os outros para ter a atenção daquele que ela julgue amigo. Por várias vezes pensem procurar um psicólogo pois não sei como lidar com a situação.Peço ajuda!

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Antonia, sua dúvida foi encaminhada ao nosso corpo clínico e em breve lhe daremos uma resposta. Abraços! 🙂

    • Equipe Sabará disse:

      Antonia, isto parece ser uma crise emocional da adolescência. Como ela está sofrendo, seria bom um aconselhamento com psicólogo. Em relação a irmã, deve ter sido difícil para ela perder os privilégios de filha única após 9 anos de reinado.

  • sidineia aparecida do nascimento souza disse:

    Ola,meu nome e Sidineia,tenho um filho d 6 anos,que desde os trez anos vem apresentando alguns comportamentos,preocupantes como,agresividade,mudança de humor,falava muito em se matar,agora menos,dificuldade de se relacionar na escola,dificuldade de aprender ler,escrever,seus desenhos so sao feitos com pinturas escuras,fortes,sem se preocupar com o limite de espaco,mas como mae e pai vamos vivendo e as vezes eu me pergunto se isso nao e uma faze ou nao? Por favor como posso ajuda-lo.

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Sidineia, sua dúvida foi encaminhada ao nosso corpo clínico e em breve lhe daremos uma resposta. Abraços! 🙂

    • Equipe Sabará disse:

      Sidnéia, a primeira coisa a se fazer é procurar um pediatra para ele avaliar. Você também poderia conversar na escola para ver a impressão deles. Pode ser que necessite procurar ajuda com um psicólogo. Abraços! 🙂

  • Nádia Cristina Proença dos Santos disse:

    Olá tenho dois filhos um adolescente de 16 anos e uma menina de 06 anos, o que ocorre, que a minha filha tem muito ciumes do pai , que acaba nos agredindo. Não posso ficar perto do meu esposo, nem mesmo pegar na mão dele, é motivo para brigar, isso também acontece com o filho adolescente, não pode nem chegar perto do pai que ela briga, já comigo nem liga, meu filho me abraça, eu faço carinho nele e ela não está nem aí pra situação, por favor me ajudem a desvendar este problema afetivo……
    grata..

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Nádia, sua dúvida foi encaminhada ao nosso corpo clínico e em breve lhe daremos uma resposta. Abraços! 🙂

    • Equipe Sabará disse:

      Me parece que ela tem um ciúme muito grande do pai, e que isto pode ser normal nesta idade. Tente compreender e ensiná-la que existem outras pessoas que ela acabará entendendo. Abraços! 🙂

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Nádia. Parece que ela tem um ciume muito grande do pai, e que isto pode ser normal nesta idade. Tente compreender e ensiná-la que existem outras pessoas, que ela acabará entendendo. Abraços! 🙂

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Nádia, ciúmes assim não é normal. Converse com seu pediatra e veja se não é o caso de uma avaliação psicológica. Abraços! 🙂

  • Ana disse:

    Ola, tenho uma filha de 1 ano que vem apresentando sintomas estranhos como: dar cabeçadas na parede ou até mesmo nas pessoas, morder,fica batendo os objetos na cabeça e ela é bem agitada. Estou começando a me preocupar com isso, pois são reações que não estão normais.Será que a minha bebê possui algum transtorno? aguardo resposta.obrigada.

  • aline annayki disse:

    olá,tenho um filho com 3 anos e acho que ele é muito agitado,desde que nasceu eu já percebi pois ele desde o primeiro dia de vida não dormia muito,passava quase que o dia todo acordado,enquanto as outras crianças recém nascidas dormiam durante o dia por horas seguidas,ele é muito inteligente,mais não da muto ouvido para oque a gente fala e tem dificuldade ao ouvir a palavra “não”,fica agressivo,estraga todos os seus brinquedos,enfim tem uma personalidade forte,tanto em casa como na escola,mais em certas ocasiões é carinhoso e amável comigo gostaria de saber a opinião de vcs a respeito.

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Aline, sua dúvida foi encaminhada ao nosso corpo clínico e em breve lhe daremos uma resposta. Abraços! 🙂

    • Equipe Sabará disse:

      Aline, você precisa avaliar o quadro do seu filho junto a um pediatra ou psicólogo, que poderá lhe dar uma orientação mais apurada. Não deixe de consultar um profissional da área para não ficar com dúvidas. Abraços! 🙂

  • thais disse:

    olá!

    ESTOU MUITO PREOCUPADA COM MEU FILHO DE 9 ANOS,ELE É UM BOM MENINO,MAIS DE VEZ EM QUANDO TEM ATQUES DE FURIA,ELE CHORA COM MUITA FACILIDADE POR MOTIVOS BANAIS,COME SEM PARAR,E O QUE MAIS ME PREOCUPA É QUE ELE NÃO CONSEGUE FAZER MUITAS COISAS SIMPLES COMO AMARRAR SEU PROPRIO TENIS.COSTUMA FAZER TUDO ERRADO,SE PEÇO ALGO A ELE ELE SAI NA MESMA HORA PRA FAZER,MAIS NO MEIO DO CAMINHO ELE SE ESQUECE DO QUE PEDI,ONTEM EU PEDI A ELE QUE APAGASSE A LUZ DE SEU QUARTO,REPAREI QUE ELE PAROU NO QUARTO OLHOU EM VOLTA E DEPOIS APAGOU A LUZ. ELE TAMBEM ESTA TENDO PROBLEMAS NA ESCOLA COM FALTA DE ATENÇÃO E CHORA SEMPRE QUE ERRA,MORO NO INTERIOR E AQUI NÃO TEMPS ACESSO A ESPECIALISTAS,NECESSITO QUE ME AJUDEM. OBRIGADA!

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Thais, sua dúvida foi encaminhada ao nosso corpo clínico e em breve lhe daremos uma resposta. Abraços! 🙂

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Thais. Mesmo não tendo acesso a especialistas, é importante conversar com o pediatra do seu filho para saber a causa deste comportamento.
      Abraços! 🙂

  • rosangela disse:

    Olá boa noite.Gostaria de saber se uma criança de tres anoscomuma hidrocefalia externa em remissao.Ele nãooperou pois entrouem remissão.Sóque ele tinha umaano quandodescobrimos a hidrocefalia.Ele desenvolveu uma assimetriacerebral que afeta a parte da cordenação motora
    e dafala.Ele ainda não fala direito e nem consegue andar de sandalha de dedo.Ele toma rispiridona e gaba acido grutamico e fosfatidina.Pois nao para quieto e falao tempo todo assim falaa lingua dele rsss.Não obedesse,tem compulssão pordeixar ascoisasondeelecoloca,sem ninguem poder tirar do lugar.Não quer que abra as cortinas,nao posso acender as luzes.Adora se sacudirnas cadeiras.E adora andar de trem,onibus.Sera que ele temmesmoque tomqar esses remedios.

    • Equipe Sabará disse:

      Rosangela, pelo seu relato a criança já apresentou complicações desde o nascimento. Neste caso, é melhor que o profissional que acompanhou o caso recomende, caso necessário, um tratamento. Abraços! 🙂

  • eliane silva disse:

    oi eu tenho uma sobrinha de 2 anos , e ela é agressiva quando contrariada , xega a tremer de tanta raiva . gosta de brincar sozinha . a mae dela tem problemas serios pisiquiatricos(ela doente mental )sera q ela tem chance de desencacear esse disturbio com a mae ?

    • Equipe Sabará disse:

      Eliane, é importante que o caso da sua sobrinha seja acompanhado pelo pediatra. Deixe-o ciente de todo o quadro e dos comportamentos citados e solicite orientações ou exames. Se necessário, peça a indicação de outros profissionais. Abraços! 🙂

  • maria irineuma disse:

    ola ,tenho dois filhos, menina 12 anos e o menino de 4, a menina é cardica tem varios problemas de saude, desde que o menino nasceu que ela mudou seu comportamento é agreciva com todos não tem bom relacinamento com colegas no colegio,é desatenta esta repetindo de ano não consegue ler fluetemente e sempre sou chamada no colegio sobre estes assuntos.Ela tem muita dores de cabeça, esta abaixo do peso.O que devo fazer?

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Maria. Você descreve um quadro que merece a apreciação de mais de uma especialidade. Procure o pediatra da sua filha e busque orientações. Abraços! =)

  • Nicole disse:

    Olá eu tenho um irmão de 9 anos e ele não é normal a pessoa diz uma coisa para ele, e ele começaa gritar e responder as pessoas bate em mim e em casa ele gosta de ver coisa de meninas me ajede pf.

  • michelle moura disse:

    oi estou muito preocupada tenho uma filha de 5 anos ela e doce amorosa esperta e etc mas as vesses ela apresenta mudanças em seu comportamento,tem um comportamento inconstante e apresenta falta de desatenção ao ponto de afetar seu rendimento escolar, as vesses ela fala sozinha com os dedos da mão,faz coisas erradas por falta de atenção, e ao tempo atras ela apresentou uma crise de raiva, me ajudem pois na família por parte do pai ha vários parentes com problemas piscicologicos.

  • karla cristina oliveira neves disse:

    – ola! A minha filha tem 4 anos, mais tem,um comportamento muito, estranho ela chora por qualquer coisas ,tira roupa na rua ,xinga ,bate num bebe de 1 mês de nascido. Eu conversos com ela mais nâo adianta ,o que posso fazer me ajuda.?

  • Equipe Sabará disse:

    Olá Carolina. Enviamos sua dúvida ao nosso corpo clínico e assim que possível lhe encaminharemos uma resposta. Abraços! 🙂

  • Lucia disse:

    Bom, sou adulta e tenho 30 anos , durante toda a minha vida escolar tive problemas devido a falta de atenção, o qual gerou erros diversos os quais são imperceptíveis pra mim e gritantes para os demais, não consigo ler o texto mais de uma vezes. Mas ultimamente tem sido bem pior a busca de resultados corretos e sempre ter algo para ler, faz com que eu fique depressiva e minha atenção diminui ainda mais. Minha escrita é a pior parte, pois eu escrevo como se meu pensamento fosse partido e sem nexo, mesmo conversando normalmente. Para ter ideia perdei a conta das vezes q coloquei fogo nas panelas ao tentar cozinhar, ocasiões de atropelamento, e acidentes em geral. É possível eu ter alguma doença/transtorno?

    • Equipe Sabará disse:

      Oi Lucia, desculpe pela demora em respondê-la e obrigado pela confiança. Infelizmente não podemos orientá-la de uma forma mais concreta, pois somos especializados no público infantil. Sugerimos que você busque uma avaliação médica apropriada. Abraços! =)

  • fernanda campos disse:

    Bem eu tenho um filho de 6 anos que desde que começou a estudar tem problemas. No pré a professora pediu que eu o levasse no psicologo, levei e foi diagnosticado com TDAH. Só que acho que não é só isso. Ele não sabe conversar direito até hoje. As vezes não fala coisa com coisa. É muito nervoso. Estou observando que na escola ele vive excluido. Quando chega num local os colegas o empurram e não deixam ele brincar. Então ele fica nervoso e chuta os colegas. Sempre a professora põe ele de castigo diz que é pq ele estava correndo. E ainda por cima descobri que os colegas estão tomando o lanche dele e isso tem causado muitos problemas porque ele não está querendo ir pra escola. Chega a dar dor de barriga. Não sei o que fazer porque parece que o psicologo não tá adiantando. Estou desesperada o que eu faço?

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Fernanda, tudo bem? Muito obrigado pela confiança. Pelo que você conta, o psicólogo não foi consultado novamente depois da pré-escola. Sugerimos que você retome um tratamento e faça o acompanhamento do caso. Abraços! 🙂

  • Cecy disse:

    Olá, tenho um bebe de um ano e estou um pouco, para náo dizer demasiada, preocupada com ele. Ele não consegue fixar o olhar por muito tempo na gente, só olha quando quer (raramente). Não responde pelo nome, não usa gestos comoas outras crianças de sua idade. Ele fica apavorado com barulhos e pessoas falando alto e a única pessoa a qual ele aceita ficar no colo sou eu. Comigo ele é extremamente carinhoso, mas mesmo com esse carinho todo, não olha para mim.
    Estou preocupada, nem ao menos balbuciar sílabas básicas ele balbucia. Quero ajuda para saber se não é paranóia minha. Estimulo ele e tento fazê-lo pedir as coisas antes de dar, tento repetir, leio histórinhas, mas ele nem da bola.

    Obs: Ele tem uma irmã de 2 anos que fala pelos cotovelos.

    Obrigada

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Cecy, tudo bem? Obrigado pela confiança! É difícil dizer ao certo se este comportamento do seu filho é normal sem avaliá-lo. Sugerimos que consulte seu pediatra para tirar todas estas dúvidas. Abraços! 🙂

  • Iran disse:

    olá tenho um filho de oito anos e tem muita dificuldade para se concentrar e fazer coisas simples do cotidiano como abrir uma posta, amarra um cadarço do tênis,ele sabe ler e escrever mas na hora de fazer a tarefa na escola ele escreve letras difícil de entender, a um ano minha esposa o levou para o neurologista, ele falou que ele não tem nenhum problema, mas queria uma opinião de vcs, obrigado!

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Iran, tudo bem? Obrigado pela confiança. Infelizmente não podemos lhe orientar corretamente, pois não conhecemos o histórico de saúde da criança. Entretanto, se você não ficou satisfeito com a opinião médica recebida, sugerimos que procure outra. Abraços! 🙂

  • cristiane disse:

    Bom dia, tenho dois filhos (1 casal de Gemeos), foram prematuros, hoje eles tem 3 anos e meio, mas o menino sempre teve um cuidado maior, pois teve problemas auditivos do lado esquerdo, hj ja recuperou 80 % da audição, mas sempre foi irritado, mal humorado, nao aceita o Não, nao gosta de ser contrariado, n aceita que ensinem a ele algo que ele quer dar conta sozinho e se nao da conta se irrita, os adultos (parentes) ninguem quer ele por perto ja falam que ja chegou o chorao..ja chegou o manhoso.
    sinceramente nao sei se isso é so manha, pois quem os cria sou eu e meus pais, sou separada desde que eles nasceram.
    qdo era bem bebe levei ele no neuropediatra e dai falaram que ele tinha Defict de atenção e hiperatividade, mas ele nao tinha nem um ano e os medicamentos faziam com que ele ficasse com as pernas tremendo e ele ainda so engatinhava.decedi tirar por conta propria, mas hoje acho ele muito nervoso, ele nao é agressivo, e adora assistir desenhos, ele é lindo, mas as vezes nao sei lidar com ele. o que fazer, o caminho seria um psicolo?

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Cristiane, tudo bem? Obrigado pela confiança. Pelo que você nos conta o diagnóstico que você recebeu de TDAH foi bastante precoce e o tratamento indicado não foi feito corretamente. Por isso sugerimos que você procure o pediatra da criança e leve este histórico a ele, pedindo novas orientações. Abraços! 🙂

  • gleide disse:

    Ola, tenho um filho de 12anos que e muito nervoso e tem vario episodeos de ataques de nervo, ele fica transformado quando nervoso, os olhos esbugalhados e nao quer q ninguem toque nele, nao pode ser contrariado e nao aceita q o chame sua atencao, tenho medo q ne algum desses ataques de nervo ele venha a ter uma convulssao ou desmaio, enfim’ existe essa possibilidade? Estou desesperada.

    • Equipe Sabará disse:

      Gleide,

      Sem examinar o seu filho não podemos dizer. Recomendamos conversar com o pediatra que acompanha o pequeno, para que ele veja se existe a necessidade de um acompanhamento psicológico.
      Um grande abraço

    • sirleide disse:

      ola boa noit , tenho um filho de 9anos e estou preocupada ele é muito desobedient estar sempre de castigo mente sobre tudo ate guando estar brincando falo comele explico as coisas mais ele parece ñ enteder sempre tev dificudade na escola briga com todos os coleguinhas guando ñ estou por perto souta muito palavrao e eu ja dei ate umas paumadas nele por falar palavrao ele da muita gargalhada sozinho e conversa sozinho demostra amor, carinho, por mi e o irmaozinho mais é muit muit muit desobedient de uns dias pra ca tem acontecido coias extranhas e nos sabemos q foi ele mais ele sempre nega ex coisas rasgadas ou qebrada etc ñ levei no pc ainda .

  • lourdes disse:

    tenho uma filha adotiva com 11 anos,adotei com 2 anos e 1 mes, ela brinca muito com varias coisas e vai deixando tudo fora do lugar, e não gosta de guardar,é rápida e não para o dia todo, não concentra-se.Na escola ela já perdeu 01 ano e este ano acho que não vai passar, tem dificuldade de leitura, concentração, esquece fácil, não consegue gravar tabuada, fala muito errado, já fiz fono, psicopedagoga e faz + de 4 anos que faz psicologa. Levei em uma médica em outra cidade neuropediatra dia 16/10/13, e ela fez um eletro e diagnosticou TDAH e receitou ritalina e amytril de 25g dar a metade, retornei dia 13/11/13 e disse a ela que não havia tido nenhuma melhora na atençao nesse periodo e que com o amytril ela passou a dormir melhor, então ela pediu para parar com a ritalina e receitou Nootron liq.e continuar com o amytril de 10 mg. e disse que ela tem Deficiência mental leve.por favor me ajudem isto esta correto?

    • Equipe Sabará disse:

      Lourdes,

      É importante que você converse com a médica sobre suas aflições. Se mesmo assim você ainda não estiver segura, busque uma segunda opção. Sem examinar sua filha, não podemos dizer o que se passa. Temos certeza que entenderá nossa posição. Um grande abraço!

  • Icaro disse:

    Olá. Meu irmão de 11 anos parece ser problemático. A + ou – um ano e meio ele espancava os gatos que a gente tinha. Fazia coisas ruis com eles como bater, prender e torturar. Eu custei a descobrir. Já tem alguns anos que ele se corta om navalhas, alegando gostar de sangue. Ele disse também que tem vontade de matar a professora dele, que imagina a matando e jogando num ribeirão. Ele disse que tem vontade de matar pessoas porque gosta de vê-las sofrendo. Me ajudem. Não sei o que fazer.

    • Equipe Sabará disse:

      Icaro,

      Para ser diagnosticado ele precisa ser avaliado por um especialista. Converse com o pediatra da criança para que ele veja a necessidade de encaminhamento psicológico. Abraços

  • Alzira disse:

    Boa noite !
    Meu filho tem 13 anos é um menino inteligente , tranquilo .
    Mais desde de mais novo venho observando que ele não gosta de se relacionar com pessoas da mesma idade , por exemplo: ele não gosta de sair de casa para brincar com outras crianças , na escola não tem amigos, e na escola é como se ele não prestasse atenção no que o professor esta explicando .Muitas das vezes ele vem com o cadernos sem escrever os exercício.

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Alzira, nestes casos um diálogo para saber se ele está passando por algum problema na escola pode ser um bom início para tentar ajudar seu filho com as dificuldades de relacionamento. Recomendamos, também, que o leve a uma consulta em um especialista para que ele possa indicar e ajudar seu filho. Abraços.

  • simony disse:

    ola meu nome e simony,tenho um filho de 6 anos e ele e muito inquieto e ansioso ele não tem paciencia de espera as coisas por exemplo ele me pedi algum se eu demora entrega para ele ele ja fica nervoso e irritado.ele e muito chorão com qualquer coisa chora.e ele fica muito inquieto se não tive nada pra fazer.obrigada

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Simony, o melhor a se ter agora com o seu pequeno é paciência. Além disso, muito diálogo para que ele entenda, da melhor forma, que não deve permanecer com comportamentos negativos. Este texto do nosso blog certamente te ajudará. Abraços. http://goo.gl/H66gxk

  • nilton ferreira disse:

    ola boa tar
    tenho um filho de 14 anos e venho notando seu coportamento extranho ele se basiou no personagem jeff the killer mata as pessoas meu filho ja cortou os dos cantos da boca devido a essa imagem
    por favou to desisperado oq devo fazer

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Nilton, primeiro é importante que você converse com o seu pequeno para que ele entenda que não deve ficar se baseando em personagens. Depois, recomendamos que busque auxílio de um psicólogo para que o seu garoto possa ter um acompanhamento correto. Abraços e boa sorte.

  • jessy disse:

    Tenho uma filha de dez anos, ela é adotada, desde uns 7 anos q percebo nela uma falta de atenção sem noção, tdo q ensino p ela, ela ñ faz a ñ ser q fiq ali no pé dela dzendo como fazer e qndo ponho ela p fazer sozinha ela diz q num sabe ou q num lembra mais, as atividades mais simples como guardar brinquedos, baixar a tampa do vaso, puxar água do banheiro entre outras, ela ñ faz sem eu t q pegar no braço dela e por p fazer. Ela é muito carinhosa, mas muito desligada chegando até se machucar ou machucar vc p conta da sua distração, conversa sozinha, mas é uma ótima aluna na escola. Tô quase pirando com essa deficiência dela.

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Jessy, neste caso o diálogo é muito importante. Pense que talvez a sua pequena haja assim para chamar a sua atenção e esta seja uma maneira de sempre tê-la por perto. Também recomendamos que a leve a um acompanhamento psicológico, para que o especialista possa manter sempre o diálogo com sua pequena. Abraços e boa sorte.

  • Tatiana de carvalho disse:

    ola Andreia tenho uma filha de 9 anos e ela esta muito agressiva, falda de consetração, custa ficar quieta para comer, me avança, responde chora, pula grita, agride o irmão, e qualquer hora ela muda de personalidade que fico ate com medo. Ate na rua, no shopping ela ta dando escandalo e eu não sei o que fazer ja levei no piscicologo não adianta nada, ta cada vez pior. qualquer dia a pm vai bater na minha porta.

  • Tatiana de carvalho disse:

    ola, tenho uma filha de 9 anos e ela esta muito agressiva, falda de consetração, custa ficar quieta para comer, me avança, responde chora, pula grita, agride o irmão, de uma hora para a outra ela hora ela muda de personalidade que fico ate com medo. Ate na rua, no shopping ela ta dando escandalo e eu não sei o que fazer ja levei no piscicologo não adianta nada, ta cada vez pior. qualquer dia a pm vai bater na minha porta. o que faço?

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Tatiana, recomendamos que continue com o acompanhamento psicológico da sua pequena. Além disso, é muito importante o diálogo. como elá está agressiva não vai surtir muito efeito ser agressiva também. Conversar é sempre o melhor caminho. Ela precisa entender que tem em você uma parceira, pois talvez faça isso para chamar a atenção por ciúmes ou qualquer outro motivo que tenha acontecido em seu dia a dia. Abraços e desejamos melhoras.

  • Maria disse:

    Olá tenho uma filha de 17 anos ela não consegue se relacionar com as pessoas,as vezes fica totalmente isolada, ela fez um teste que detectou Transtorno do Espectro Autista,mais não sei oque fazer ,não sei onde procurar tratamento preciso de ajuda urgente! Obrigada

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Maria, recomendamos que busque uma instituição para que você possa ter auxílio total. Não podemos ajudá-la a distância. Solicite do profissional que fez o teste uma instituição que possa ajudá-la a vencer estas dificuldades. Abraços.

  • Alessandra disse:

    Olá, boa tarde.

    Tenho um filho, um menino, de 03 anos e sete meses.

    Ele é uma criança carinhosa, risonha, simpática e muito carinhosa. Todavia, ele vem apresentando de um anos para cá um comportamento extremamente agitado. Não consegue parar, tem que estar sempre agitado. Além disso, passou a ser agressivo. Me desafia quando o repreendo, fala que vai cortar cada pedacinho meu (demonstrando) e agora passou a maltratar suas calopsitas. Primeiro as jogou da janela do terceiro andar (elas tem as asas aparadas e não voam?; se eu não tomar cuidado, ele as pega e joga para o alto e hoje as jogou dentro do vaso sanitário e abaixou a tampa. Veio rindo e falou que foi muito engraçado. Ele está extremamente teimoso e com um apetite anormal para a idade dele. Tivemos que isolar a geladeira e colocar todos os mantimentos fora de seu alcance, pois ele come até macarrão cru se achar.

    Não sei mais o que fazer. Estou muito preocupada com o que está acontecendo. O pediatra diz que é normal para a idade, mas eu, sinceramente, não concordo.

    Obrigada.

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Alessandra, para que fique mais segura e tranquila recomendamos que busque uma segunda opinião médica e também um psicológo. Ele poderá indicar a normalidade ou não das atitudes do seu pequeno. Já que ele está com esse comportamento agressivo é importante conversar e sempre demonstrar carinho. Abraços e esperamos que tudo melhore.

  • Claudia disse:

    Olá tenho um menino de 07 anos e uma menina de 12 anos. 0 meu menino é inteligente na escola só tem elogios, carinhoso, mas em casa de uma hora para outra ele muda começa a gritar por socorro faz escândalos dizendo que vou bater nele sai correndo para rua briga com a irmã o tempo todo . Não respeita ninguém. Faz isso com a avó também. Não sei mais o que fazer. Está passando por uma psicóloga. Ela me disse que é pra chamar minha atenção. Mas é uma situação muito estressante.o que devo fazer?
    Desde já agradeço.

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Claudia, cada pequeno reage de forma diferente ao meio que é exposto. É positivo que tenha buscado essa uma Psicologa, e se não estiver segura quanto as indicações, procure uma segunda opinião e siga as orientações da que mais lhe passar segurança. Abraços!

  • Gabrielly disse:

    Oi, eu tenho 14 anos e as vezes eu me sinto meio louca porque num dia eu estou me sentindo feliz e no outro eu estou no fundo do poço, super mal e quando eu me sinto assim eu tenho pensamentos suicidas… Pelos problemas que eu enfrento comigo mesma, tentando me entender e manter o pensamento positivo que na maioria das vezes eu não consigo… Eu me sinto como se eu tivesse várias personalidades, num dia penso de uma forma e no outro penso de outra forma, mas ajo de uma maneira totalmente diferente. Enfim, eu tenho muitas personalidades dependendo do meu estado de espirito e meu humor que muda de uma hora pra outra, de um dia pro outro e isso me preocupa um pouco porque eu não sou assim porque eu quero, entende!? E eu tbm tinha o costume de me automutilar mas isso eu consegui superar … Mas eu queria saber se tenho algum problema?? Eu sou uma pessoa totalmente confusa e com pensamentos desorganizados, e isso me desgasta muito interiormente…

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Gabrielly, entendemos que essa fase realmente não é fácil, por isso recomendamos que converse com seus pais e se julgarem necessário procurem a ajuda de um profissional. Um medico especializado pode te dar as melhores orientações de como lidar com essa situação.
      Abraços!

  • Milca disse:

    Olá! Tenho uma filha de 19 anos, ela é interessada,focada, decidida,faz faculdade e é muito socializada, porém , ela é agressiva com a familia momentaneamente, sempre pede perdão por essas atitudes,mas, continua a pratica-las …pergunto o que está acontecendo e ela diz que não sabe o que acontece com ela, ela fala que tenta mudar que nos ama, mas, que não consegue que é impusivo,fala também que conversa sozinha, rir sozinha e já cheguei ao ponto de vela brigar, gritar e pular no meio do quarto como se tivesse em outro lugar com outras pessoas,não sei o que fazer e no que pensar e sei que ela sofre muito com isso! se poder me dá uma direção do que está acontecendo? agradeço!

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Milca, infelizmente sem mais detalhes sobre o caso não podemos te orientar da melhor forma. Recomendamos que converse com sua filha sobre a possibilidade de um acompanhamento médico, pois um profissional é a melhor pessoa para indicar a melhor direção, nesse caso. Abraços!

    • Domingas jose disse:

      OY Fofa!acho que sua filha tem um grande problema e penso que urgentimente deveria procurar um psicologo antes que seja tarde e ela machuque alguem…

  • Milca disse:

    sei que é para crianças mas estou desesperada …

  • Grazielly disse:

    Olá, eu tenho 12 anos, as vezes eu tenho uns ataques de vontade de gritar, sem motivo algum e eu coloco a mão na boca pra não gritar alto. Eu não gosto de usar calça jeans porque eu me sinto gorda, não sei porque, aliás eu sou muito magra mesmo mas não tenho nenhum problema de saúde é que eu tive uma infecção intestinal quando eu era pequena e eu emagreci muito desde então. Eu até tento colocar calça jeans mas eu não consigo, é como se eu sentisse um ódio momentâneo da calça. Eu não tenho problema nenhum com amizades, e não sou agressiva com ninguém, apenas comigo. É como se eu me torturasse mentalmente, quando eu vou dormir eu sinto uma espécie de medo de dormir sem revistar minha cama antes (eu durmo em um beliche na parte de baixo) eu olho tudo, em baixo do travesseiro e não me cubro com a coberta inteira, ela fica meio dobrada e eu tenho que revista-la antes de me cobrir, é como se eu sentisse que tenha algum bicho lá, é como se eu tivesse uma voz [consciência]que me dissesse que há algo ali… Eu sou muito boa na escola, não tenho problemas de notas, mas eu sou muito tímida, eu não teria falado com ninguém em toda minha vida se essa pessoa não viesse falar comigo antes. Depois que eu conheço a pessoa bastante até é normal, tranquilo. Espero que possa me responder…

    • Equipe Sabará disse:

      Olá, Grazielly. Não temos como lhe dar uma orientação precisa sem conhecer o seu histórico. Indicamos que você converse seus pais ou responsáveis, explique toda a situação em detalhes para que eles possam entender o que está se passando. Eles poderão também procurar um médico especialista, assim você poderá receber as devidas orientações. Abraços.

    • Domingas jose disse:

      ola…sua historia e muito interessante e adimiro muito que tenhas desabafado…acho que o medo que tens tido e algo que tu deves tentar conersar com um dos seus pais para ver se eles podem ajudar-te.ta?BJX

  • Lúcio paulo disse:

    Ola ,boa tarde,em relação a uma pessoa que tem problemas dentro da sala de aula em não entender o que o professor estar passando facilmente (tem que explicar varias vezes ,algo que não estar entendendo .
    Se sente bem porem depois se sente mal, o mesmo acha que tem problemas mentais ,o que deve acontecer com essa pessoa?

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Lúcio! Não temos como diagnosticar sem conhecer o quadro clinico da pessoa. Recomendamos que visite um psicólogo e tire todas as suas dúvidas com esse especialista. Abraços.

  • KENA XAVIER disse:

    Meu filho hoje tem 19 anos eles sempre foi um menino problemático sempre fui chamada na escola por problema com ele, hoje ele é um rapaz que tem dificuldade de relacionamentos com namoradas no trabalho ninguém gosta dele,ele não respeita ninguém, xinga bastante é muito agressivo maltrata o irmão menor,muda de humor rapidamente parece que tem duas personalidades não valoriza nada, consegue ser cínico e dissimulado,mentiroso,preguiçoso
    só esta feliz quando as coisas funciona da maneira dele e como ele quer, eu acho que ele tem problemas mentais já levei ele para um psiquiatra ele passou um tratamento com Ritalina sem sucesso com essas informações poderia me ajudar a identificar qual seria o problema dele porque eu tenho certeza que ele não é normal

  • Carol disse:

    Olá Boa noite!!
    Tenho um 2 filhos. Um de 9 meses e um de 5 anos.
    O que esta acontecendo é quê o de 5 anos, esta mudando de humor rapidamente,as vezes até chega a ser aagressivo.. Será que isso pode ser por causa do pequeno? Até por que ele cuida e brinca, com o irmão, não sei mais o que fazer estou ficando louca..
    Tem hora que da vontade de dar uns tapas..rss..
    Me ajude. Obg.

  • willyana disse:

    Olá tenho um filho de 3 anos é meio desde que nasceu chora muito. Não gosta de sair de casa, chora muito em todos os lugares que agente vai. Entrou na escolinha esse ano e ainda não se adaptou. Fica sempre atrás da professora.Não brinca com os outros coleguinhas.

  • Vera disse:

    Olá.tenho um menino de 7anos. Mas desde que minha filha agora com 9 meses nasceu ele vem apresentando um comportamento muito estranho, na escola está tudo bem mas quando o vou buscar ele não obdece a nada fone de mim, passa os dias a incomodar me com conversas sem sentido, fala sozinho, e para a televisão, diz que odeia a mana! Ele grita faz desenhos que ninguém entende!! Sempre coisas tristes! Que devo fazer

    • Vera disse:

      O que me deixa mais preocupada e que está sempre a falar sosinho mas como se estivesse com alguém! E quanto mais lhe digo para estar quieto e calado ele ainda faz pior, me goza na frente de outras pessoas

  • lucrecia disse:

    Oi!tenho uma filha de 12 anos ,é uma menina maravilhosa mas,ela esta acima do peso e se sente feia . Percebo que não tem amigos na escola, ela faz amizade com um ou outro mas não gosta de frequentar a casa das amigas, só fica em casa para eu sair eu tenho que ficar brava, pergunto porque ela não gosta de ficar junto das meninas ela diz que só sabem falar de namorado, enfim estou preocupada. Ela tem primas e brinca com elas, são mais novas que minha filha. Será que devo consultar um profissional, ou esse é só o jeito dela, pois tbm é muito tímida.

  • Orlandy disse:

    Bom dia,

    Tenho um irmão de 30 anos, que está usando drogas e acabou se afastando da familia, abandonou a casa, esposa e o filho vê de vez em quando, eu estou apavorado e com medo que aconteça alguma coisa com ele, já que não temos pai nem mãe,somos órfão desde os 11 anos, as pessoas vem me falar que ele está completamente fora de si, as vezes não fala nada fica olhando pra cima e dando gargalhadas fora da normal e pra mim tomar uma providencia em relação a ele. Minha dúvida é: Qual o primeiro passo a ser tomado, ja que conversei com ele e ele diz que está normal e que as pessoas acham que ele está maluco? Como proceder para uma internação, que acredito ser necessário? Como proceder para que o pagamento da clinica seja feito como o pagamento dele? e como fazer a comunicação com a empresa que ele trabalha sobre o problema que está tendo?, Já conversei com outras pessoas da familia, mas infelizmente ninguem que saber da situação dele.

    Muito Obrigado

  • fernanda Pedrosa barroso disse:

    Ola!!!só professora do 1ano ensino fundamental.tenho um aluno q só conversa gritando.ele tem algum distúrbio?

  • rafael disse:

    ola tenho 16 anos já fui diagnosticado com transtorno obssesivo compulsivo,quando era mais pequeno tive mania de limpeza mas agora a situação tá mais diferente quando eu estou lendo sinto nessesidade de repetir a mesma frase varias veses eu quero emtendela perfeitamente é como se eu acabasse de ler uma palavra e quando começo a ler a outra já esquecí a primeira,não para por ai as veses tenho dificuldade em falar o que me vem a cabeça é como se faltase palavras no português, e as veses quando uma pessoa tá falando eu não entendo o que ela diz

  • Karina lalgy disse:

    Olaa tenho um irmão de 10 anos ele nasceu prematuro com 7 meses sofreu mto na e cuba fora desde lá quando ele começou a falar mostrou umas atitudes diferentes começou a gostar de assistir t desenhos animados não sei se por causa dos desenhos ele ficou assim derrepente fala sozinho grita como se tivesse a falar com alguém pega pauzinhos e papéis enrola como se fosse o grito da bruxo malvada percebes! Quando a gente chama atenção ele fica nervoso grita chora não quer ouvir ninguém responde mal a todos e outra coisa ele não sabe nem ler e nem escrever só sabe ficar na televisão mas a escola ele vai só k não aprende nada não tem interesse na escola… ajuda me o que ele tem.

  • Luciana disse:

    Tenho um filho de 10 anos e o comportamento dele está agresivo em algumas situacoes. Como por exempleo na escola, na educacao fisica e até mesmo brincando com alguns coleguinhas. Tenho um bar e trabalho a noite na maioria das vezes ele fica sozinho em casa assistindo desenhos ou brincando com carrinhos e bonecos. Presencia muitas brigas minha com o meu marido. Pois o misso.e alcoolatra e nao aceitoisso.eO que devo fazer para corrigir esse comportamento do meu filho?

  • Edneusa Silva de Oliveira Sales disse:

    Tenho um aluno que agride os outros alunos sem nenhum motivo, não se trata de momentos em que estão disputando algum brinquedo, Ele enfiou um palito de sorvete no nariz de um colega, sangrou muito e ele não pareceu ligar bate constantemente nos outros, recentemente começou a se morder…não parece arrependido do que faz, não liga que digo que estou chateada ou a mãe vai ficar triste, e não demonstra respeito, ou medo por nenhuma autoridade, é indiferente levá-lo a diretoria

  • Rosiane C. Mussato disse:

    Olá,
    Tenho uma filha prestes a fazer 15 anos e a um mês atrás começou com dores nas costas, levamos ela em todos os médicos possíveis, fez todos os exames e deram todos negativos não acharam nada, nenhum problema. Um certo finalmde semana ficou internada 3 dias no domingo depois de mais exames darem negativos pedi a alta, após isto levei ela no reumatologista o qual a diagnosticou com uma inflamação muscular. Passou uma injeção e uns comprimidos manipulados, resumindo 2dias depois esta menina tinha mudado até o humor e a fisionomia pra outra pessoa mais alegre e feliz, realmente parecia sem dor nenhuma, mas quando foi no domingo para nosso espanto ela virou do avesso, disse que era tudo fingimento que em nenhum momento a dor passou e que estava pior, virou outra pessoa mudou a fisionomia o tom de voz e até o seu olhar, não reconheci aquela menina que estava tão feliz e sorrindente 2 dias atrás até relatado em uma foto tinha sua alegria, peço encarecidamente uma orientação pois estou sem rumo, não reconheci minha filha naquela pessoa que explodiu no domingo e falou que era tudo mentira, muitas vezes ela tem essas mudanças de humor mas desta vez foi ao extremo.
    Desde já agradeço
    Obrigada.

  • Hingrid disse:

    Olá meu nome é Hingrid e tenho 14 anos,eu acho que tenho problemas psicológicos pq eu venho mudanças de humor, me irrito fácil, não tenho mt paciência e tenho pensamentos agressivos,não consigo me concentrar direito, as minhas coisas eu tenho que deixar sempre em uma só ordem pq se não eu fico agoniada,não gosto de sair do meu quarto a não ser se for pra comer, ir pra escola, assistir… Mais passo a maioria do tempo no meu quarto,tenho fome a todo momento,dores de cabeça fortes e tonturas… Oque devo fazer?

  • Marcia Sant'Anna disse:

    Boa tarde, eu quero saber uma informação sobre o meu enteado. Ele mora comigo e meu esposo que é o pai dele, ele é uma criança excessivamente carinhosa e servidora, pergunta se a gente quer alguma coisa toda hora, abraça o pai constantemente como se estivesse com saudade a toda hora, fica grudado no pai dele o tempo. Todas as pessoas que presenciam esses fatos acham que é carência. Peço uma orientação. Desde já agradeço!

  • Sueli disse:

    Ola,meu filho tem 4 anos,sou separada,e toda vez que ele vem da casa do pai faz o maior escandalo,fala que naum gosta de mim que naum me quer chega as vezes ate a vomitar,sem contar que naum obedece aos meus comandos e eu pego firme com ele mesmo com toda essa regeição eu naum fico mole com ele emponho as regras e o faço obedecer,mas é uma tarefa dificil pois ele é muito teimoso e chorão,eu sei mas o fazer pra ele parar de me regeitar sera que ele tem algum transtorno piscologico ou é manha???

  • Lucas disse:

    Tenho 17 anos e não sei o sentido d minha vida eu não faço nada nem estudar eu quero odeio as pessoas da escola odeio a escola gosto muito de ficar quieto no meu quarto no escuro e sozinho gosto de ficar doente e me interna no hospital tbm pela mor de Deus oque eu tenho ?

  • Heloisa disse:

    Eu tenho um filho de 13 anos que me preocupa desde bebê. Quando começou a engatinhar, ele quando se sentia frustrado, batia com a cabeça no chão com força, ele vivia com a testa rocha, chegou a se machucar muito a ponto de sangrar e não chorava. Ele nunca demonstrou afeto pela família, não me respeita, é ansioso, é nervoso, responde grosseiramente qualquer um, vive isolado (não tem amigos), nunca gostou de brincar: os brinquedos serviam só para espalhar e não guardava de jeito nenhum, também não gosta de TV.O passatempo dele é computador e celular, mas em excesso.Ele se saía bem na escola, mas agora não quer mais saber de estudar. Ele não presta atenção na aula, não faz deveres e não estuda. Não sei mais o que faço, uma psicóloga falou que ele não tem nada, foi até grosseira comigo, pois não me deixou falar. Meu filho está crescendo e ficando cada vez mais distante de nós e fala que odeia o irmão. Eu não tenho recursos, portanto estou sem saber o que fazer.

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade