PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
A responsabilidade dos pais no tempo de TV dos filhos
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
A responsabilidade dos pais no tempo de TV dos filhos

A responsabilidade dos pais no tempo de TV dos filhos

05/09/2013
  630   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

O comportamento dos responsáveis diante da televisão pode muito bem influenciar o das crianças

Crianças e o tempo gasto na TV

Sempre se ouve que as crianças assistem televisão demais e não brincam ao ar livre. A quantidade de tempo que elas (e os adolescentes) passam em frente à TV pode ter a ver com os hábitos dos pais, as regras com relação ao contato com a mídia e a localização dos aparelhos dentro de casa. Isso é o que pontua um estudo publicado na edição de agosto da revista Pediatrics.

No estudo, foram entrevistados 1.550 pais com filhos de até 17 anos. Os pesquisadores perguntaram a eles sobre a quantidade de tempo em frente à TV e aos programas de computador. Isso incluiu o número de aparelhos que havia em casa, especialmente nos quartos, até mesmo os cômodos com computadores com acesso à internet. Os responsáveis pelo estudo também perguntaram sobre o tempo de tela dos filhos, bem como as regras da família e sobre a quantidade de tempo gasto na frente da TV.

Em média, os pais passaram quatro horas por dia assistindo televisão. Aqueles com maior quantidade influenciava o tempo de tela das crianças. Restrições em torno da TV resultaram na redução entre crianças dos 6 aos 11 anos de idade.

Muitos pais deram permissão para que os filhos adolescentes pudessem concluir o inquérito sobre o tempo assistindo TV como parte do estudo. Eles relataram a quantidade média diária: quase uma hora a mais de duração sobre o que os pais haviam estimado.

Os pesquisadores descobriram que o tempo vendo TV dos pais tinha uma conexão mais forte com o de visualização das crianças. Isso em comparação com outros fatores, tais como regras sobre limites de tempo, se haviam televisores nos ​quartos e a co-visualização. Cada hora diante do televisor dos responsáveis resultou em quase meia hora adicional com relação ao tempo dos filhos.

Os autores concluem que esta informação é útil para os esforços na educação sobre o tempo de tela, além de reforçar a recomendação de que “os pais devem ser bons modelos de mídia”.

Portanto, antes de criticar a criança, veja se o seu exemplo contribui para ela ficar menos tempo na frente da TV.

Por Dr. José Luiz Setúbal

Fonte:The Relationship between Parents’ and Children’s Television Viewing| Pediatrics

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade