PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Saber planejar
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Saber planejar

Saber planejar

12/09/2016
  887   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Em uma recente visita a uma das livrarias incríveis que temos em São Paulo, buscava novidades de títulos sobre Educação e me recordei de grandes nomes da área que trabalham com técnicas de planejamentos. Pensei: professores planejam suas aulas, estratégias, avaliações, objetivos a serem atingidos, projetos, enfim, elaboram previamente todo um trabalho a ser desenvolvido durante o ano letivo, mas isso não significa que os alunos se planejem.

Algumas crianças, adolescentes e suas famílias não sabem se organizar e se encontram assustados em ter que administrar tantas tarefas e conteúdos, por falta de orientação.  

Como ajudar as crianças e adolescentes que a esta altura, estão em aflições com suas notas?

É recorrente ouvir que um aluno apresenta dificuldade de aprendizagem e precisa de alguma intervenção para tentar resolver o que não conseguiu, porque nem sempre é dificuldade, mas sim, desorganização ou outros fatores. É preciso acolhimento e muita calma para ajudar o aluno a enfrentar um momento que pode ser de estres.

Conciliar a escola com as demais atividades de toda criança e adolescente, não é tarefa fácil, mas é possível. Se o ano passou depressa, e, o que deveria ser feito, não foi, é importante organizar toda a vida do estudante, para que se possa fazer um plano de ação.

Agora chegou o momento de atitudes práticas, tanto ao estudante, como à família. É importante que os pais participem do momento de recuperação para que contribuam na assessoria do semanário.

Criança precisa de rotina, de ritmo! Por isso, disciplina é fundamental!

Primeiramente ouça a criança. Repita para ela de maneira resumida e clara o que escutou, para que se sinta compreendida. É importante que o adulto se coloque como apoio para que ambos transformem a aprendizagem e construam outra forma de aprender e de se organizar.

1- Façam um quadro com todos os dias da semana e o que deve ser feito semanalmente, organizem a rotina. Deixe de forma a ser visualizado.

2- Distância dos eletrônicos durante os trabalhos em casa, nas diferentes matérias. Desliguem-se!

3- Sigam o calendário de provas e priorizem evidentemente as matérias com mais necessidades.

4- Utilizem marcadores nas tarefas para favorecer o foco atencional e a memória visual.

5- Conversem com os professores sobre a matéria que está comprometida e o que podem fazer para melhorar. Sigam os conselhos do professor.

6- Utilizem os recursos virtuais que a escola oferece, para recuperar e fixar a matéria.

7- Diferenciem se foi dificuldade na disciplina ou se seu filho foi relapso com os estudos, para direcionarem o que necessita fixar.

8- Dediquem uma hora por dia de estudo para cada recuperação.

9- Dediquem um tempo para brincar, se divertir, ouvir música, ou assistir um programa preferido.

Ajude seu filho a falar bem dele mesmo, a vencer obstáculos e ser persistente!

 

Liliam Abrão Martins

Liliam Abrão Martins

Liliam Abrão Martins, é professora de Ed. Fundamental I, Educação Infantil, Psicopedagoga e Analista Junguiana. Rua Mairinque, 171 – Vila Mariana 04037-020 – São Paulo/SP Tel: (11) 2577-5433

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade