PESQUISAR

Residência Médica
Residência Médica
Temperatura do corpo e a febre
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Temperatura do corpo e a febre

Temperatura do corpo e a febre

19/04/2017
  2667   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

A temperatura do ser humano é constante e geralmente pouco abaixo de 37 graus centigrados. A febre é sinal de que alguma coisa está errada no organismo.

A febre acontece quando o “termostato” interno do corpo eleva a temperatura corporal acima do seu nível normal. Este termostato é encontrado em uma parte do cérebro chamada hipotálamo. O hipotálamo sabe qual temperatura seu corpo deve ter (geralmente em torno 37 ° C) e enviará mensagens ao seu corpo para mantê-la dessa forma.

A temperatura da maioria das pessoas ainda muda um pouco durante o dia: geralmente é um pouco menor de manhã e um pouco mais alta à noite e pode variar conforme as crianças correm, brincam e se exercitam.

Às vezes, porém, o hipotálamo pode “redefinir” o corpo a uma temperatura mais elevada em resposta a uma infecção, doença ou alguma outra causa. Por quê? Os pesquisadores acreditam que transformar o calor é a maneira do corpo de combater os germes que causam infecções e tornar o corpo um lugar menos confortável para eles.

Em crianças saudáveis, as febres geralmente não indicam nada sério. Embora possa ser assustador quando a temperatura da criança sobe a febre em si não causa danos e pode realmente ser uma coisa boa – é, muitas vezes, a maneira do corpo de combater infecções. E nem todas as febres precisam ser tratadas. Febre alta, no entanto, pode fazer uma criança sentir-se desconfortável e trazer problemas como desidratação ou dor de cabeça.

  • O que fazer nesta situação?
  • É melhor manter uma criança em casa, na escola ou creche até que a temperatura normalize durante. Se seu filho está desconfortável, aqui estão algumas maneiras de aliviar os sintomas:
  • Ofereça líquidos para evitar a desidratação .
  • Dê antitérmicos com base nas recomendações do pediatra
  • Vista o seu filho em roupas leves e cubra com cobertor.
  • Deixe seu filho comer o que ele ou ela quer, e não force a comer se ele não se sente bem.
  • Se o seu filho está vomitando e ou tem diarreia, pergunte ao médico se você deve dar uma solução de reidratação (soro caseiro).
  • Certifique-se de que seu filho fique descansado.
  • Procure assistência médica se:
  • Uma criança tem menos de 3 meses de idade e tem uma temperatura de 38 ° C ou superior
  • Se uma criança mais velha tem febre e:
    • Parece doente ou prostada
    • Desenvolve uma erupção cutânea (manchas)
    • Tem diarreia persistente ou vómitos repetidos
    • Tem sinais de desidratação (fazendo xixi menos do que o habitual, não tendo lágrimas ao chorar, menos ativo do que o habitual)
    • Tem febre recorrente por 5 dias
    • Tem um problema médico crônico

Autor: Dr. José Luiz Setúbal

Fonte: http://kidshealth.org

As informações contidas neste site não devem ser usadas como um substituto para o cuidado médico e orientação de seu pediatra. Pode haver variações no tratamento que o pediatra pode recomendar com base em fatos e circunstâncias individuais

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

NOSSAS INICIATIVAS
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade