PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Verrugas são transmissíveis?
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Verrugas são transmissíveis?

Verrugas são transmissíveis?

13/05/2013
  936   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Estudo aponta que elas contaminam as crianças, em grande maioria, em ambiente familiar

Verrugas Infantil

Qual pediatra não se confrontou com essa pergunta no decorrer da vida profissional?

As verrugas são uma condição da pele, comum entre as crianças do ensino fundamental. Elas são causadas pela infecção do vírus Papiloma humano (HPV), transmitido pelo contato direto com alguém que esteja contaminado ou de maneira indireta por meio de objetos que o transportam. Para evitar o contágio, as recomendações de saúde pública indicam o uso de sandálias (tipo havaianas) em chuveiros comuns e o uso de curativos à prova d’água para cobrir as verrugas enquanto se nada.

No entanto, um novo estudo chamado Verrugas Transmissíveis nas famílias e nas escolas: uma prospectiva em grupo constatou que as crianças, na maioria das vezes, obtinham as verrugas de um membro da família ou de algum coleguinha na sala de aula ao invés de serem contaminadas em ambientes públicos, como na piscina.

Os autores do estudo inspecionaram as mãos e os pés de crianças do primeiro grau em três escolas na Holanda para analisar a presença de verrugas e, novamente, um ano depois, coletaram dados sobre colegas próximos que as apresentaram no corpo. Crianças cujos membros da família ou amigos de escola tinham verrugas estavam em maior risco de desenvolvê-las aos que frequentavam a piscina pública. Os pesquisadores perguntaram aos pais:

• Se outros membros da família tiveram verrugas;

• Se a criança caminhou descalço em casa;

• Foi para piscinas públicas;

• Utilizaram chuveiros públicos ou praticaram esportes com os pés descalços.

Nas crianças que utilizaram chuveiros, não foi constatado um fator de risco significativo.

Os autores do estudo concluem que as recomendações de saúde devem mudar para reduzir a transmissão entre as famílias e os alunos ao invés de direcioná-las aos locais públicos. Por exemplo, cobrir as verrugas em casa seria potencialmente mais preventivo que cobri-las para ir à piscina.

Por Dr. José Luiz Setúbal
Fonte: Warts Transmitted in Families and Schools: A Prospective Cohort

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade