PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Café da manhã em tempos de isolamento
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Café da manhã em tempos de isolamento

Café da manhã em tempos de isolamento

17/09/2020
  85   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

O café da manhã pode ser considerado uma das refeições mais importantes do dia, isso porque estudos mostram que o consumo dessa refeição está associado a melhor rendimento escolar e dieta mais saudável. No entanto, muitas famílias não possuem o hábito de realizar essa refeição, muito por conta da correria do dia a dia. Nesse momento, em que estamos em isolamento social, pode-se aproveitar para realizar essa refeição com mais calma e planejamento, para que se torne um hábito da família.

O Guia Alimentar para Crianças Brasileiras Menores de 2 anos publicado pelo Ministério da Saúde em 2019, recomenda que até 1 ano de idade, o leite materno seja o alimento oferecido no café da manhã das crianças. Já entre 1 ano e 2 anos, o café da manhã pode ser a combinação de fruta e leite materno, ou cereal (pães, aveia, cuscuz) e leite materno, ou ainda raízes e tubérculos (aipim, batata doce, inhame – muito consumidos no café da manhã em algumas regiões do país) e leite materno.

A partir dos 2 anos, a alimentação da criança é como a alimentação da família, por isso, é muito importante que todos em casa tenham uma alimentação equilibrada e saudável.

Veja abaixo alguns alimentos que podem fazer parte de um café da manhã equilibrado:

• Pães e torradas: são fontes de energia; recomenda-se a preferência pelos integrais
• Frutas: ótimas fontes de fibras e vitaminas
• Leite, queijo, iogurte: são fontes de cálcio e vão auxiliar no crescimento ósseo da criança
• Ovo: fonte de proteína e outros nutrientes

Usar a criatividade nas preparações e na montagem de uma mesa bem bonita de café da manhã vai ajudar a manter o hábito da realização dessa refeição, além de propiciar um momento de interação entre todos os membros da família logo no começo do dia.

Luana Romão Nogueira

Luana Romão Nogueira

Nutricionista e pesquisadora do Centro de Excelência em Nutrição e Dificuldades Alimentares do Instituto PENSI. Mestrado em Nutrição em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade