PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Chave para um peso saudável? Dormir!
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Chave para um peso saudável? Dormir!

Chave para um peso saudável? Dormir!

08/12/2014
  2698   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Peso de criança e sono estão entre as preocupações mais frequentes de todos os pais. As pesquisas têm mostrado haver relações entre as duas coisas.

Se você acha que seu filho dorme o suficiente, pense bem, pois de acordo com a National Sleep Foundation, a maioria das crianças dormem menos do que seus pais imaginam. E cerca de 70% das crianças têm algum problema de sono, como acordar durante a noite, dormir muito pouco ou têm dificuldade em adormecer, pelo menos algumas noites por semana.

Pesquisas recentes sugerem que o sono é tão importante quanto a nutrição e exercício físico para a saúde do seu filho. Os cientistas não sabem ao certo porque, mas muito pouco sono está relacionado com quilos extras e até com o desenvolvimento de diabetes tipo 2, segundo a Academia de Nutrição e Dietética dos EUA. Os pesquisadores observaram o efeito no peso em crianças de todas as idades – inclusive bebês, crianças e pré-escolares, que não tinham o sono adequado. Uma teoria para o ganho de peso é que o sono inadequado perturba os níveis de hormônios que regulam o apetite e ingestão de alimentos. Assim, poucas horas de sono significam porções maiores de alimentos e mais lanches.

Quando as crianças estão sobrecarregadas de atividades como a lição de casa, esportes, aulas de línguas ou simplesmente conectadas à Internet e outras tecnologias, infelizmente, é frequente que uma ou duas horas de sono sejam retiradas da lista de prioridade. Crianças sonolentas, com falta de energia e foco para brincar e fazer trabalhos escolares são mais propensas a se sentar na frente da TV, onde queimam algumas poucas calorias e não desafiam nem suas mentes, nem seus corpos.

A boa notícia é que você pode ajudá-los a dormir melhor e por mais tempo. Se eles estão envolvidos em muitas atividades, estabeleça as prioridades para as crianças. Limite as atividades pós-escolares e esportes para um número gerenciável. Finalmente, crie uma rotina de dormir, como o jantar, banho, massagem e uma história. Rotinas podem ajudar as crianças – e adultos – a ter uma noite de sono repousante e efetiva.

Rotinas ao deitar devem sempre incluir pelo menos alguns minutos de inatividade, como ler um livro ou contar uma história para crianças pequenas. As crianças mais velhas podem gostar de ler para si ou para você. Adolescentes podem gostar de alguns minutos conversando com os pais ou ouvindo música. Por mais difícil que possa ser, mantenha o telefone no modo silencioso e evite o exercício, a televisão e a Internet pouco antes de dormir. Encontre o cronograma que funciona para você e seus filhos, e faça o seu melhor para cumpri-lo todas as noites.

Leia também: Distúrbios do sono em crianças: como os pais podem ajudar?

Fonte: eatright.org

As informações contidas neste site não devem ser usadas como um substituto para a atenção médica e orientação de seu pediatra. Pode haver variações no tratamento que o pediatra pode recomendar com base em fatos e circunstâncias individuais.

Atualizado em 17 de julho de 2024

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

(CRM-SP 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, com especialização na Universidade de São Paulo (USP) e pós-graduação em Gestão na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás, David e Benjamim.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade

    Cadastre-se na nossa newsletter

    Cadastre-se abaixo para receber nossas comunicações. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade de Instituto PENSI.