PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Finalmente – o dia do parto!
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Finalmente – o dia do parto!

Finalmente – o dia do parto!

05/06/2014
  2098   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

A duração da maioria das gestações está entre 37 e 42 semanas. Contrações são a indicação mais clara de que seu corpo está se preparando para a chegada do bebê. Quando o trabalho de parto começa, o colo do útero (a parte inferior do útero) vai abrindo e o útero vai começar a contrair. O colo do útero deve ”afinar” para que a cabeça do bebê passe pelo canal do parto mais facilmente. Cada vez que uma contração ocorre, o útero e o abdômen se tornarão mais e mais firmes (duros). Entre as contrações, o útero vai relaxar, e você pode descansar por um curto período de tempo, enquanto aguarda a próxima contração.

Embora a maioria das mulheres saiba quando o trabalho de parto está se aproximando, nem sempre é fácil dizer ao certo quando esse processo já começou. Isso porque “o falso trabalho de parto” pode ocorrer, em que as contrações são esporádicas e relativamente fracas. Mesmo assim, não se envergonhe de ligar para o seu médico ou ir ao hospital.

Os sinais são contrações repetidas, cólicas e aumentos dos níveis de dor correspondentes à abertura (dilatação) do colo do útero e da descida do bebê pelo canal do parto.

Um corrimento vaginal ligeiramente sanguinolento, rosa ou claro, aparece, pois é o tampão mucoso no colo do útero. A saída de líquido representa uma ruptura no saco amniótico que contém líquido aquoso que envolve e protege o seu bebê.

Conforme o trabalho de parto progride, as contrações se tornarão mais fortes e vão ocorrer com mais frequência. As dores das contrações tendem a começar em suas costas e, em seguida, avançar para a parte inferior do abdômen.

Quando você deve ligar para o médico ou ir ao hospital?

Espero que você já tenha discutido este assunto com o seu médico. Em geral, você deve ir para o hospital ou telefonar para seu médico se houver rompimento do saco amniótico e saída de líquido (mesmo se você não está tendo contrações ainda). A dor é intensa e persistente, mesmo entre as contrações.

O médico pode induzir o parto. Esta indução pode ser escolhida se o médico determinar que a sua saúde ou a saúde do seu bebê está sendo ameaçada. Talvez você tenha uma doença crônica, como diabetes ou pressão alta, que podem representar riscos para você ou seu filho. Ou o médico pode recomendar induzir o parto se os exames indicam que o crescimento do seu bebê é incomum. Com certos medicamentos (como a ocitocina ou prostaglandina, drogas que podem ser administradas por via intravenosa no hospital), a mãe vai ter contrações e o colo do útero vai começar a abrir. O médico também pode romper intencionalmente as membranas que envolvem o feto ou usar outros meios para iniciar o trabalho de parto.

Leia também: Trabalho de parto: atenção às práticas alternativas

Fonte: Cuidados com o Bebê e Crianças: nascimento até a idade 5 (Copyright © 2009 Academia Americana de Pediatria)

Atualizado em 12 de junho de 2024

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

(CRM-SP 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, com especialização na Universidade de São Paulo (USP) e pós-graduação em Gestão na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás, David e Benjamim.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade

    Cadastre-se na nossa newsletter

    Cadastre-se abaixo para receber nossas comunicações. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade de Instituto PENSI.