PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Projeto de Lei do Teste do Pezinho Ampliado pelo SUS é aprovado
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Projeto de Lei do Teste do Pezinho Ampliado pelo SUS é aprovado

Projeto de Lei do Teste do Pezinho Ampliado pelo SUS é aprovado

28/05/2021
  389   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Nessa quarta-feira, 26 de maio, em uma cerimônia no Palácio do Planalto, nosso presidente sancionou o projeto de lei (PL) que amplia o número de doenças rastreadas pelo teste do pezinho pelo Sistema Único de Saúde. Atualmente, o SUS realiza um teste que engloba seis doenças. Com a nova lei aprovada, o exame passará a englobar 14 grupos de doenças, que podem identificar muito mais diagnóticos negativos.

O Instituto PENSI, em parceria com o Dr Antonio Condino Neto – Imunologista e Pesquisador do Instituto de Ciências Biomédicas da USP (ICB-USP) e assessor científico do PENSI, com o incentivo do Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência (PRONAS/PCD), realizouo Projeto de Triagem Neonatal, pesquisa com o objetivo de detectar por meio teste do pezinho síndromes genéticas que possam estar associadas às doenças da imunidade.  Este estudo teve duração de quatro anos, impactou cerca de 26 mil crianças, e as coletas foram realizadas em recém-nascidos em 9 Estados de 18 maternidades do Brasil, incluindo os centros que atuam com imunodeficiências primárias do Grupo Brasileiro de Imunodeficiências (BRAGID), instituições que tiveram um papel fundamental para o sucesso do projeto.

“A triagem neonatal é extremamente importante para diagnosticar se a criança é portadora de alterações genéticas que não apresentam sintomas visíveis no nascimento, mas que manifestam sequelas gravíssimas após um período, inclusive podendo levar à morte”, explica a médica Fatima Rodrigues Fernandes, diretora-executiva do Instituto PENSI, referência na geração e na difusão de conhecimento sobre saúde infantil, e corresponsável pela pesquisa que foi realizada em 18 maternidades de 9 estados brasileiros.  “O teste do pezinho ampliado conseguiria diagnosticar essa e outras deficiências imunológicas, que são graves, mas possuem tratamento e até cura”, afirma Antonio Condino Neto

Confira o vídeo do Projeto de triagem neonatal para deficiências da imunidade:

 

Comunicação PENSI

Comunicação PENSI

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade