PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Ano novo, vida nova!
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Ano novo, vida nova!

Ano novo, vida nova!

16/01/2013
  379   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Dentre tantos desejos para 2013, que tal uma passadinha no dentista?

saúde bucal

O ano novo chegou e está aí para aproveitarmos todas as possibilidades que ele nos proporcionará e mais de 365 vezes, a cada amanhecer de um novo dia.

Todo início de ano costumamos elaborar as nossas intenções para o ano que está começando, as chamadas resoluções do Ano-Novo. Cuidar melhor da saúde, emagrecer, praticar mais esportes, ler mais livros, estudar mais, aprender uma nova língua, e por aí vai. Essas são apenas algumas gotinhas de um oceano de intenções que nos propomos realizar para melhorar nossas vidas e dos que estão ao nosso lado, aproveitando os ventos da mudança do ano.

Aqui, no Blog Saúde Infantil, gostaria de perguntar: quem alguma vez, no início do ano, propôs para si ou para o filhote uma resolução que contemplasse a saúde bucal? Por exemplo: este ano vou escovar mais os dentes, vou passar mais o fio dental como meu dentista sempre pede, vou visitar meu dentista mais regularmente para prevenir os problemas bucais ao invés de correr quando o problema aparece. Ah, tá difícil, hein?

Claro que não são resoluções corriqueiras. Em um tempo que nossas necessidades são tão urgentes e tão diversificadas, nossos objetivos também costumam ser variados e, pensar em saúde bucal no ano novo, parece demais, mas não é!

Vão aqui algumas razões claras para explicar porque vale a pena investir na saúde bucal:

Saúde bucal começa com saúde e não se desvincula da saúde geral. Elas estão intimamente ligadas e posso apostar como foi um dos três itens mais desejados por todos na hora que estourou a champagne na passagem de ano. Além disso, quem nunca ouviu a frase: “Saúde começa pela boca”?;

• É mais barato, mais econômico. Uma das razões que as pessoas mais evitam o dentista é pela queixa do custo do tratamento. Apesar disso não ser verdade em comparação com outros diversos “gastos pessoais”, o custo da prevenção chega a ser, às vezes, um décimo do tratamento reparador;

• Dentes bonitos e saudáveis abrem muitas portas. Quem nunca ouviu a frase: “Os dentes são o cartão de visitas da pessoa”?;

• Levar as crianças ao consultório na mais tenra idade é uma forma de educá-las para os bons hábitos e introduzi-las em um mundo que elas vão ter que conviver mais cedo ou mais tarde, às vezes, em situações que podem ser críticas.

Quando minha filha estava para nascer, há mais de 25 anos atrás, a discussão era: quando vamos colocá-la numa escolinha? Para muitos era inaceitável levar a criança com 1 ou 2 anos de idade para a escola. Hoje, essa discussão parece vã, as crianças nascem e, com poucos meses, já estão frequentando a escolinha. Entrar para a escola com 4 ou 5 anos de idade parece coisa de um passado distante.

Hoje é tão comum as crianças frequentarem cursos de idiomas, escolinhas de esporte ou natação tão cedo que me pergunto: por que as crianças precisam ter 4 ou 5 anos de idade para visitar o dentista?

Por isso, se você não propôs a si mesmo ou para seu “baby” uma resolução tão importante neste início de ano, aproveite, ainda dá tempo. Visite seu dentista, leve seu filhote, ano novo, novos tempos. Recomece o ano distribuindo mais sorrisos e seja feliz.

assinatura-reynaldo-nova(1)

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade